UNICEF lança programas de rádio diários para crianças com histórias da cultura Afro-brasileira

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), lança, nesta quinta-feira (8), programas de rádio diários para crianças inspirados na história e na cultura Afro-brasileira. O lançamento acontece em uma live com contadores de histórias nas páginas oficiais do UNICEF no Youtube e no Facebook, às 16h30, horário de Brasília.

O conteúdo faz parte do Deixa que Eu Conto, iniciativa do UNICEF para levar histórias, brincadeiras e atividades a crianças e famílias, via rádio e internet, em tempos de coronavírus. Os conteúdos são voltados a crianças em idade de frequentar a educação infantil e em processo de alfabetização (anos iniciais do ensino fundamental).

Nesta leva de conteúdos afro-brasileiros, serão 50 episódios que trazem músicas, brincadeiras, curiosidades e histórias inspiradas na história e na cultura Afro-brasileira, apresentados por contadores de histórias negros e quilombolas, incluindo Vovó Cici, Ivamar Santos, Suane Brazão, Kemla Baptista, Mafuane Oliveira e Samara Rosa.

O UNICEF também disponibiliza os podcasts em áudio para que sejam compartilhados em grupos de gestores municipais, educadores, grupos de mães, entre outros grupos. O conteúdo está disponível no unicef.org.br/deixaqueeuconto e contribui com o direito de aprender de cada criança e cada adolescente, sem exceção. Os quatro primeiros episódios do Deixa que eu Conto Afro-brasileiro já estão disponíveis em todas as plataformas.

LIVE DE LANÇAMENTO

O lançamento do Deixa que Eu Conto Afro-brasileiro será marcado por uma live de contação de histórias nas páginas oficiais do UNICEF no Youtube e no Facebook , nesta quinta-feira (8/10), às 16h30, horário de Brasília.

Com mediação de Gina Vieira, cinco contadores de história do Deixa que Eu Conto Afro-brasileiro se reúnem para promover um espaço lúdico de brincadeiras, músicas e com interpretação ao vivo de alguns dos episódios que estão sendo produzidos pelo UNICEF a partir das diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Deixe um Comentário