Guia “Mulheres com Deficiência: Garantia de Direitos para Exercício da Cidadania”

O Guia “Mulheres com Deficiência: Garantia de Direitos para Exercício da Cidadania”, organizado pelo Coletivo Feminista Helen Keller como parte da Ação “Ampliar a relevância, o reconhecimento e o impacto da atuação das OSCs no Brasil”, tem como objetivo oferecer a estas mulheres um instrumento de informação, articulação e ação política para o exercício da própria cidadania. Todo o conteúdo foi escrito por mulheres com deficiência, integrantes do Coletivo.

Quem são as mulheres e os corpos reconhecidos pelos feminismos e que dominam o discurso feminista? O feminismo reconhece todas as formas de ser mulher?
A cada quatro mulheres, uma tem deficiência. Estimativas apontam que de 40% a 68% das mulheres com deficiência irão sofrer violência sexual antes dos 18 anos de idade (UNFPA, 2018). Além de pautar as violências a que somos submetidas, precisamos romper com a individualização dessas violências e compreender que “o pessoal é político”.
(Manifesto Coletivo Helen Keller)

Clique aqui e baixe o Guia “Mulheres com Deficiência: Garantia de Direitos para Exercício da Cidadania”. 

Sobre o Coletivo – criado em 21 de setembro de 2018, o Coletivo Feminista Helen Keller de Mulheres com Deficiência se define como um coletivo de mulheres feministas com deficiência que pauta a intersecção entre gênero e deficiência na construção de uma agenda política. A data foi escolhida por ser o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Conheça mais do coletivo aqui.

Deixe um Comentário