COVID-19, vulnerabilidades sociais e direitos humanos

13 de abril de 2020

Por Crislei Custódio

A crise do coronavírus não é apenas sanitária e os seus dilemas e desafios não são apenas de ordem médica ou científica. A crise que vivemos é, sobretudo, política. E a palavra política não é utilizada aqui como algo que se refere exclusivamente à dimensão partidária ou burocrático-administrativa do estado, mas diz respeito, em primeiro lugar, à sua acepção mais ampla e originária: ação dos sujeitos na vida pública, forma humana de organização coletiva e de tratamento, por meio do exercício da palavra e da não violência, dos temas concernentes a todos.

Ora, o que a pandemia de COVID-19 deflagra é o esgarçamento do tecido social, as fraturas nas estruturas e instituições políticas e as fragilidades da nossa democracia atual.

Se o coronavírus não faz distinção de corpos, a nossa sociedade, estruturalmente constituída sob diferentes clivagens e desigualdades, o faz e, por essa razão, é premente que atentemos para as vulnerabilidades a que determinados grupos sociais estão sujeitos.

Entender como os efeitos da pandemia podem impactar de maneira desigual a diferentes populações e grupos é fundamental para pensarmos a sociedade que temos e a sociedade que queremos daqui em diante.

Abaixo, os links mencionados no vídeo: 

1) Efeitos do novo coronavírus na vida de crianças em situação de vulnerabilidade social

2) CARTA ABERTA – Coronavírus: medidas urgentes de proteção às pessoas em situação de vulnerabilidade

3) Tutaméia entrevista Sílvio Almeida: Donos do poder revivem darwinismo social

4) Coronavírus pode dizimar povos indígenas, diz pesquisadora

5) Sobre pandemias e necropolíticas: A gestão dos corpos

6) Entre casos identificados, covid-19 se mostra mais mortífera entre negros no Brasil, apontam dados

7) A periferia não pode surtar e a gente sabe que está ao Deus dará 

8) Um vírus democrático que evidencia a fragilidade da democracia


Clique e veja a série Respeitar! nos tempos de coronavírus, com reflexões acerca de temas das formações do projeto e que dialogam com o período de isolamento social por causa do coronavírus (Covid-19). 

Deixe um Comentário