2° Encontro na DRE Penha 2018

2° Encontro

Data: 19/06/2018
Formadora: Celinha Nascimento
Local: Auditório da DRE
Horário: 08h30 às 12h30 | 13h30 às 17h30
Pauta:
– Retomada do Histórico da Temática e dos Encontros
Escutar é Preciso: Abertura de diálogo e Escuta qualificada

A formadora fez uma breve retomada do percurso do Respeitar é Preciso! e das pautas da Educação em Direitos Humanos. Releu as avaliações do encontro anterior e comentou como o trabalho poderia avançar, dividindo as respostas recebidas em três blocos: Tempo e formato das formações; Solidão em relação a fazer parte da Comissões de Mediação de Conflitos  e Esclarecimentos ao longo da formação.

Passou-se para o tema da Abertura de Diálogo/Escuta Qualificada, com breve conversa com público:

  • o outro não ouve, o outro não sabe ouvir;
  • cada pessoa tem um ponto de vista;a questão do sigilo;
  • pontos de vista;questão do compromisso;
  • criar vínculo com alunos e adultos;
  • regras que não são claras;
  • urgências de um não são urgências de outro;
  • conhecer a comunidade para gerar confiança;

Apesar de o tema ser a Escuta e Abertura de Diálogo, alguns professores pediram para falar sobre o que é conflito, pois acreditam que não existe nenhum consenso. Abriu-se a conversa:

  • Como tirar o espírito de punição e vingança?
  • O grupo da escola precisa entrar em consenso sobre o que é conflito para a unidade;
  • A portaria deixa claro o que considera conflito para as CMCs;
  • Diferenças importantes entre conflito, divergência e ponto de vista;
  • Qualificar o discurso.

O grupo fez a leitura do texto Cuidados para abrir espaços de Diálogo (páginas 52-ss do material impresso), intercalada com comentários de quem os quisesse fazer.

Em seguida, foi exibido um trecho do filme “O Contador de Histórias” como exercício para melhor compreender o texto lido e estabelecer relações com a cena mostrada quanto à ritualização, as regras para a conversa e a relação de confiança instituída entre os personagens. A escolha desse filme permite visualizar os princípios presentes no texto e na cena do diálogo de Marguerite com Roberto Carlos:

A equipe da DRE assumiu o restante da pauta e relembrou de onde haviam parado em abril com o texto do “Papel do Mediador”, que haviam analisado com o grupo.

Deixe um Comentário