Tarefa 6 – Curso REP! – Valéria Cristina Primo Graciano

Data

25 de julho de 2020

Cursista

Valéria Cristina Primo Graciano

Função

PEI/AD

DRE / Unidade Educacional

Campo Limpo

Escola

Cei Paulo e Admar

TAREFA – RESPEITAR É PRECISO

 

TEMA – REUNIÃO DE RETORNO COM AS FAMÍLIAS

 

 JUSTIFICATIVA

 

Pensando em um provável retorno ainda neste ano, acredito ser primordial nos primeiros dias marcar uma reunião de acolhimento com as famílias e de uma certa maneira utilizar para reforçar os combinados da nossa unidade escolar.

Aproveitando para melhorar o relacionamento família X escola.

Entendo que estabelecer uma comunicação efetiva não é tarefa fácil, mas precisaremos nos organizar para que alcance o máximo possível de pessoas da nossa comunidade escolar.

 

FINALIDADE

 

Convidar o quadro de funcionários da unidade escolar a apresentar a “Identidade da Instituição” para a comunidade sempre que possível com um dialogo saudável e analisar questões e aspectos que favoreçam as relações de diferentes pontos de vista.

Expor a ideia de que estabelecer uma comunicação proveitosa com familiares é extremamente necessário para evitar futuros problemas e que seria muito útil tê-los como parceiros.

 

OBJETIVO

 

Convidar as famílias a participarem de café e uma reunião em nosso teatro. Como fazemos com as reuniões de pais esta seria dividida em turnos manhã e tarde.

Preparar uma apresentação para passar no telão, com textos de boas vindas, recomendações de cuidados neste período de epidemia, apresentar nosso quadro de funcionários (porque a essa altura muitos já se esqueceram dos funcionários que cuidam da limpeza e cozinha) e que sempre tiveram um grande reconhecimento por parte da equipe da escola, afinal todos somos educadores e responsáveis por todos os alunos.

Depois apresentaria a identidade da instituição e nosso regimento escolar.

Ressaltando o item em que devemos tratar todos com urbanidade, que deve haver respeito mutuo entre família e funcionários.

 

Conversar sobre direitos e deveres, usando exemplos do nosso cotidiano como:

Lembrar de atualizar os telefones e endereços sempre que houver mudanças;

Respeito aos horários de entrada e saída da escola;

Utilizar a carteirinha do aluno para fazer uma retirada segura da criança pelo responsável da mesma;

Ler e vistar a agenda todos os dias, ela é o canal de comunicação entre escola e família…etc.

 

Acredito que neste momento não vale a pena insistir em reuniões nas quais apenas a escola fala. O ideal é aproveitar o momento para oferecer aos participantes a oportunidade de contribuir com a melhoria constante do espaço escolar. Aliás, trata-se de uma ótima oportunidade para alinhar expectativas e esclarecer pontos importantes das práticas escolares.

Nesta época de distanciamento social vamos também utilizar a tecnologia para diversificar os canais de comunicação entre pais e escola.

Acredito que os recursos tecnológicos serão nossos aliados em diversos aspectos do cotidiano escolar, incluindo a comunicação com os familiares. Mas não posso deixar de pensar naquelas famílias que não fazem uso das mesmas tecnologias ou não possuem contas em redes sociais. Neste sentido enquanto gestora devo procura formas de diversificar os meus canais de comunicação, para que diferentes tipos de pais possam entrar em contato com facilidade.

 

DURAÇÃO

 

Em geral as reuniões de pais no teatro levam em torno de 1 hora, porém como será uma reunião de retorno e com certeza terem os várias demandas e dúvidas, acredito que seria bom reservar pelo menos 2 horas para cada período.

 

AVALIAÇÃO

 

A avaliação será feita no decorrer do final deste ano.

Observaremos como está sendo respeitado o horário de entrada e saída través do nosso caderno de controle de horário.

Com relação a carteirinha será no dia a dia com a fala dos profissionais responsáveis pela entrega dos alunos.

A leitura e visto da agenda também será medido pelas professoras da sala.

E a atualização dos telefones… bem este item é avaliado dentro da pior situação da escola, ou quando um aluno está com uma febre bem alta ou quando ele se machuca e tentamos sem êxito entrar em contato com algum responsável (neste momento descobrimos que temos um coração bem forte, preparado para grandes emoções).

Minhas considerações

 

Para mim que faço parte da mediação de conflitos e estou em atendimento direto com as famílias e funcionários, (visto que atualmente estou no cargo de Assistente de direção) o curso me fez refletir sobre muitas situações pela qual já passei na escola e na minha vida pessoal, que com muita certeza se tivesse passado por elas agora eu agiria diferente.

E um pequeno trecho do livro “mediação de conflitos “pagina 21 vou levar para as futuras reuniões, sejam elas com funcionários, com as famílias ou com o colegiado que é:

 

“O Respeitar é Preciso! Propõe que as CMCs, promovam na Unidades Educacionais, um movimento reflexivo da comunidade escolar como um todo em relação aos valores que regem seu cotidiano e, estrategicamente, se debrucem sobre a questão respeito mútuo, valor tomado como base.”

 

VALÉRIA CRISTINA PRIMO GRACIANO

CEU EMEI CANTOS DO AMANHECER