Tarefa 6 – Curso REP! – Simone de Barros Silva

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Simone de Barros Silva

Função

Diretor de Escola

DRE / Unidade Educacional

Pirituba / Jaraguá

Escola

Emei Thais Motta de Oliveira e Silva Rodrigues

PROPOSTA DE AÇÃO EM EDH

JUSTIFICATIVA:

A questão que envolve os direitos humanos, nunca foi tão necessário como nos últimos tempos. Com o advento deste novo vírus – o Coronavírus (COVID-19), ficou ainda mais evidente a miséria, a pobreza, o abandono, a injustiça, humilhação, a falta das mínimas condições de saúde e higiene além dos altos índices de mortalidade.

No início acreditava-se que a sociedade pós-pandemia se tornaria mais empata, humana e até vimos várias ações que promoveram doações que auxiliaram muitas pessoas. Porém ao contrário, testemunhamos casos de total falta de senso e até mesmo compaixão, os diretos fundamentais à vida foram retirados como o caso do pequeno Miguel, que foi colocado à própria sorte num elevador, ou o caso do George Floyd assassinado por conta de abuso de poder de policiais.

Sendo assim, investir numa EDH é de fundamental importância desde a infância, pois no ambiente escolar a criança passa a compreender através da convivência o que é o respeito pelo outro e pela vida.

Neste processo o envolvimento com toda a comunidade escolar e as família é muito importante, por propiciar uma melhoria na qualidade de ensino e aprendizagem e contribui com a formação de indivíduos capazes de refletir, criticar, lutar por uma sociedade mais igualitária e justa para todos.

Esta proposta tem como envolvidos além das famílias, as crianças, a equipe escolar, podemos contar ainda com a articulação em conjunto com os membros da Comissão de Mediação de Conflitos, que muito podem contribuir com ideias , debates e outras ações para a implementação de uma EDH na escola.

FINALIDADE:

A realização de trabalhos e atividades não podem se restringir a datas comemorativas como por exemplo: dia do índio, dia da consciência negra, dentre outras, mas devem ser temas trabalhados durante todo o ano escolar e de forma interdisciplinar com todas as disciplinas uma contribuindo com a outra para um bem maior.

Portanto, trabalhar no sentido de uma EDH, tem por finalidade ensinar mesmo de forma lúdica e mais significativa para os pequenos que devem ter respeito ao próximo em sua diversidade: cor, religião, cultura, etc.

OBJETIVOS/RESULTADOS ESPERADOS

Temos como objetivos:

  • Estimular nas crianças a empatia, o respeito pelo próximo;
  • Promover a auto-estima dos alunos, para que possam construir uma identidade pessoal, ou seja que se gostem do jeito que cada um é;
  • Incentivar o reconhecimento de todos em relação a valores como justiça, solidariedade, justiça e igualdade.

Ao final deste processo esperamos ter contribuído, para a formação de uma criança  que possam ter mais respeito entre si e que as famílias também possam sentir-se valorizamos, empoderados em sua diversidade, e possam atuar na sociedade com o intuito de torná-la um lugar mais justo para se viver.

DURAÇÃO

Como mencionado anteriormente não podemos tratar de EDH em datas específicas, mas deve ser um projeto que se estende durante o ano.

Neste caso poderemos desenvolver diversos atividades relacionadas a cultura negra, indígena, família, religião, intolerância, etc, através de:

  • Rodas de conversa diárias;
  • Filmes e vídeos;
  • Desenhos, pinturas, recortes e colagens,
  • Pesquisas, fotos e desenhos da árvore genealógica;
  • Desenhos individuais de cada um;
  • Uso de espelhos;
  • Leitura de livros com diferentes temas;
  • Audição de músicas com diferentes ritmos;
  • Confecção de brinquedos com sucatas;
  • Estudo de culturas diferentes;
  • Teatros/Contação de histórias;
  • Leitura da Declaração Universal dos Direitos Humanos e
  • Chamar familiares para contar histórias, ou realizar atividades com as crianças e
  • Exposição dos trabalhos ao final do ano com a participação de todos e podemos ter neste dia uma palestra, oficina, contação de história para todos os presentes.

AVALIAÇÃO

A avaliação deverá ser contínua, durante todo o processo e se necessário poderá ter ajustes para melhorar a aprendizagem das crianças. Poderemos compreender que uma educação de caráter mais humano está fazendo “efeito”, ao observarmos os alunos com atitudes de mais respeito aos demais, ao se sentirem valorizados em suas falas e ideias, no partilhar, no acolher de seus sentimentos, em se aceitar como é e ser feliz por isso.