Tarefa 6 – Curso REP! – Renata solanas igual

Data

7 de julho de 2020

Cursista

Renata solanas igual

Função

Professora de ensino fundamental 2 e medio.

DRE / Unidade Educacional

Ipiranga

Escola

Emef hercilia de campos costa

Tarefa de conclusão do curso Respeitas é preciso!

Renata Solanas Igual, RF: 842072-6

Proposta de projeto: O mapeamento dos espaços coletivos na EMEF Hercília de Campos Costa

Justificativa:

O período afastado das escolas nessa quarentena propiciou uma série de discussões quanto aos direitos humanos dos estudantes da escola pública: a falta de internet, de materiais como computadores ou celulares e até a falta de espaços físicos adequados para o estudo, corroboram por uma maior dificuldade de aulas a distância. No EAD atual da prefeitura, o que mais falta entre professores e alunos é o diálogo.

Questionamentos de como será o retorno as aulas, de que forma a escola poderá se organizar para garantir a integridade de seus professores e alunos são perguntas ainda sem respostas, mas que preocupam todos que trabalham em unidades escolares.

A partir desses questionamentos e dos estudos levantados no decorrer do curso Respeitar é Preciso!, apresento esta proposta de um mapeamento a ser realizadas pelos alunos, dos espaços coletivos de minha unidade escolar. Constará nesse mapeamento os principais desafios e cuidados a serem tomados em cada espaço da escola, pensado pelos estudantes e para toda a comunidade escolar.

Público-alvo: A atividade será realizada nas aulas de Geografia com os 7 anos A e B. Essas turmas se mostraram mais presentes nas plataformas digitais, como o Classroom e também são turmas normalmente agitadas e que apresentam problemas comuns de indisciplina: falta de diálogo entre os alunos, brigas constantes, conversas excessivas e falta de habito contínuo de estudo. Nessas salas também estão alguns alunos do Grêmio estudantil.

Objetivos:

  • Criar espaços de diálogos entre funcionários da escola e estudantes para que todos possam pensar e propor soluções aos novos desafios em épocas de pandemia.
  • Reconhecer o protagonismo estudantil dentro do espaço escolar, permitindo que através do diálogo possa se estabelecer relações respeitosas.
  • Mapear áreas mais e menos seguras dentro da unidade escolar, pensando em quais cuidados são específicos em cada um dos espaços e quais cuidados são necessários em todos os espaços.

Duração: Essa é uma atividade proposta para a primeira semana de aula. A duração dependerá da organização das turmas e dos horários no retorno das atividades escolares.

Ações: Os alunos serão divididos em grupos e cada grupo ficará responsável por um ambiente escolar (Ex: Banheiro, sala de aula, corredor, pátio, refeitório, parque e quadra.) Cada grupo poderá se deslocar até o ambiente recebido e deverá produzir um desenho de uma planta de visão vertical desse ambiente, com o maior número de detalhes possíveis. O desenho será feito em cartolinas. Enquanto alguns alunos trabalham nos desenhos, outros alunos deverão pensar:

  • Quais os principais desafios desse ambiente em uma pandemia? É arejado? Deve ter limite de alunos? Como deverá ser feita a sua limpeza?
  • Quais são os cuidados necessários nesse espaço?
  • Como pode ser classificado a segurança nesse espaço?

Pode ser combinado com os alunos uma escala de segurança através das cores, como por exemplo: Vermelho representando um ambiente onde deverá tomar muito cuidado, como os banheiros; Amarelo representando lugares ainda com bastante risco, como salas de aula e corredores e verde representando lugares mais seguros, como o parque e a quadra, mas que ainda necessitam de cuidados sanitários.

Os cartazes deverão ser expostos nos corredores, próximos a salas de aula, criando assim um ambiente informativo sobre os principais cuidados a serem tomados dentro do ambiente escolar.

Avaliação:  A avaliação dessa atividade será realizada através dos cartazes e da observação contínua dos grupos durante a sua realização.