Tarefa 6 – Curso REP! – Renata Pereira da Silva Matos

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Renata Pereira da Silva Matos

Função

Coordenadora Pedagógica

DRE / Unidade Educacional

São Miguel Paulista

Escola

CEI Vila Aimoré

Proposta: Mapeando a diversidade

Justificativa –  Nossa unidade é um Centro de educação Infantil, atendemos uma  comunidade carente e também muitas crianças bolivianas. Existe a percepção da falta de visibilidade e escuta do público diverso que atendemos na unidade. Dentro do que foi observado existe a necessidade de dar voz e espaço a toda comunidade escolar e se trabalhar com a grande riqueza cultural que temos, garantindo uma educação que respeite o direito de cada um, dentro das suas singularidades e especificidades, sem discriminações e preconceitos.

 

  • Quais organizações da UE estarão envolvidos como protagonistas: Todos os segmentos da escola serão envolvidos e a comissão de mediação de conflitos.

 

  • Finalidade – Promover a escuta e a visibilidades daqueles que muitas vezes são negligenciados ou esquecidos, dando oportunidades de integração e pertencimento. Envolver os educadores, para que estes percebam a grande diversidade existente na comunidade que atendemos, conhecer e aprofundar o conhecimento cultural para assim desenvolver propostas que representem nossas crianças e que elas se sintam representadas e respeitadas.
  • Objetivos/Resultados esperados – Com essa ação esperasse que exista uma maior integração entre escola e comunidade, que o direito de estar no ambiente escolar seja respeitado por todos, as falas descriminatórias e preconceituosas sobre imigrantes e migrantes seja banido do ambiente escolar, que as ações pedagógicas seja pautadas na realidade e necessidade reais da comunidade, que o mapeamento de ações seja dentro da realidade do território e se conhecendo o território que se atua. acredito ser uma ação que precise ser avaliada e reavaliada constantemente , durando a ano todo. A Comissão de mediação de Conflito pode colaborar com formações, para educadores e comunidade escolar, fazendo pontes entre  as ações. As famílias precisam estar presentes na escola, colaborando e ampliando as ações.
  • Quais serão as ações- Questionários para a comunidade escolar dar suas opiniões e sugestões, reuniões formativas com os pais e educadores, formações, oficinas culturais, passeio pelo entorno da escola, passeio pelo território da escola, criar um espaço de diálogo  entre a comunidade e a escola, garantir a participação da comunidade escolar  nas reuniões de mediação de conflitos, construir um P.P.P que evidencie ações para uma educação  que respeite a diversidade e os direitos humanos.
  • Avaliação –  se dará durante o processo e a observação da rotina diária,  das falas e posições, dos atendimentos as crianças e comunidade escolar.