Tarefa 6 – Curso REP! – Regis Alves de Oliveira

Data

2 de julho de 2020

Cursista

Regis Alves de Oliveira

Função

DIRETOR DE ESCOLA

DRE / Unidade Educacional

Penha

Escola

EMEF PE SERAFIN MARTINEZ GUTIERREZ

Projeto mediação de conflitos da Unidade

Objetivo geral
Implementar a
Lei nº 16.134/2015 melhorando as relações interpessoais e incentivando o diálogo para a resolução de conflitos.

Objetivos específicos
– Para os gestores Promover a construção coletiva do diálogo
– Para os professores  Problematizar a intervenção e garantir a autonomia dos alunos
– Para os funcionários Contextualizar a mediação como prática possível
– Para os alunos Possibilitar a prática da solução de conflitos através de práticas não violentas.

– Responsáveis Garantir a participação desse segmento nas ações formativas da Unidade.

Tempo estimado
Durante o ano letivo de 2020

Desenvolvimento
1ª etapa Apresentação
Reunião de março de 2020, no conselho de escola para sensibilizar a comunidade sobre direitos humanos, violência na sociedade e na escola e formas de intervenção não violentas diante dos conflitos.
2ª etapa Criação de equipe de apoio
Identificação e composição da Comissão de Mediação de Conflitos da Unidade com a participação de todos os segmentos da comunidade educativa.

3ª etapa Diagnóstico

CONFLITO

ONDE APARECE?

O QUE CAUSA?

COMO SE APRESENTA?

 

O QUE GERA O CONFLITO?

OCUPAR UM LUGAR

TER MAIS PODER EM UMA DETERMINADA SITUAÇÃO.

4ª etapa Definição das ações

Nesse momento de atividade não presencial, estamos realizando as reuniões através de plataformas digitais. Quando do retorno das atividade preesenciais, implementaremos as seguintes ações:

Mediação coletiva: Espaço de problematização, discussão e acompanhamento.


Espaço de mediação: Local onde as partes envolvidas conversam sob a coordenação da comissão de mediação, buscando as possívei alternativas


Alunos da Comissão: Procuraam identificar e integrar colegas que apresentem algum problema interpessoal


Proposta Educativa: Sugestão de atividades pela Comissão de mediação de conflitos , utilizando o material do respeitar é preciso, para o envolvido no conflito refletir sobre suas atitudes.

5ª etapa Escolha dos participantes


Está etapa acontece conforme legislação vigente foi realzada em março de 2020.

6ª etapa Formação

A capacitação da Comissão de Mediação de Conflitos acontece através do Diceu/DRE Penha, participação em formação do respeitar é preciso, participação de palestras com especialistas da área jurídica e demais profissionais com temáticas relacionadas a temática.

7ª etapa Implantação

A comissão de mediação de conflitos aconteceu em 2019, e em 2020 ampliamos o campo de atuação e adaptamos a nova situação emergencial da Cidade de São Paulo.

Avaliação

A comissão de mediação de conflitos ao final do período letivo deve discutir a eficiência das ações, os avanços e as alterações necessárias diante dos resultados. A longo das reuniões elaboraremos um instrumento de análise de mudanças no clima escolar e o próprio modo de agir a ser aplicado no final do ano letivo.Também nessa mesma época realizaremos a autoavaliem para refletir sobre o envolvimento com a proposta. Para sistematizar os trabalhos faremos a tabulação das ações e apresentaremos os dados na reunião do conselho de escola para toda comunidade educativa.