Tarefa 6 – Curso REP! – REGINA DA SILVA AGOSTINHO

Data

27 de julho de 2020

Cursista

REGINA DA SILVA AGOSTINHO

Função

professor

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

emef olinda de menezes serra Vidal

CURSO: RESPEITAR É PRECISO 2020

 

Regina da Silva Agostinho

RF 850816-0

EMEI LAJEADO II

 

PROPOSTA DE AÇÃO PARA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DENTRO DA COMUNIDADE ESCOLAR

 

Escola: EMEI Lajeado II – Ano: 2020. Começo destacando a escola e o ano porque a nossa EMEI tem algumas especificidades nas quais a abordagem da CMC se faz extremamente necessária em diversas áreas. Sua inauguração foi realizada depois do início das aulas, o prédio era utilizado por um CEI da rede parceira por muitos anos e foi cedido para rede direta. Isso causou bastante insegurança nos pais porque as aulas estavam prestes a iniciar e o prédio ainda não estava em condições de funcionamento, o pessoal do CEI estava de mudança para sair e o pessoal da EMEI de mudança para entrar. Muitas crianças migraram do mini grupo II para o infantil I permanecendo no mesmo prédio enquanto outras estavam no seu primeiro contato com a escola.

Na primeira semana do ano letivo as aulas não foram iniciadas na nossa EMEI e, quando iniciaram, as turmas começaram em datas diferentes. Muitos pais se queixavam, os profissionais do transporte escolar questionavam e até alguns colaboradores da própria escola tinham suas queixas.

Complementando o breve resumo, a escola foi toda organizada apenas pela diretora e por um Auxiliar Técnico Educacional (em toda a parte burocrática matriculando mais de 200 crianças em poucos dias) e na parte organizacional também puderam contar com as meninas do apoio (higiene e cozinha).

Mesmo com todo esse esforço para entregar a escola a tempo houve bastante questionamento e incompreensão de familiares e de colaboradores.

Os professores ainda estavam participando da atribuição na DRE, a equipe foi se complementando aos poucos, as coisas estavam começando a andar quando nosso país foi acometido por esse mal que assola a humanidade até a data de hoje.

 

 

  • Justificativa: A necessidade de uma abordagem específica da CMC junto aos colaboradores, crianças e famílias no retorno às aulas é necessária porque a escola estava recém-inaugurada, estávamos conquistando a confiança dos pais, estabelecendo laços com os parceiros e com os colaboradores, a equipe estava se entrosando e a maioria dos professores tinha acabado de ingressar na rede. Não sabemos como as famílias, crianças e colaboradores foram afetados pela pandemia e suas consequências por isso a atuação da CMC terá um papel fundamental no retorno porque a escola é um ambiente democrático mas, em um contexto pós pandemia, algumas divergências de opiniões e de comportamentos pode afetar ainda mais o grupo se não forem colocadas respeitosamente e cautelosamente até que todos sintam-se acolhidos e seguros.

 

  • Envolvidos: Equipe CMC, Equipe gestora, APM e a comunidade.

 

  • Finalidade: Baseados nas regras de isolamento e de higiene para segurança de todos, estipular um plano de conscientização coletivo e individual a fim de priorizar o respeito e o acolhimento, considerando as especificidades de todos e de cada um. Enfatizar que todos são importantes e que estamos ali para proporcionar um ambiente em que as particularidades, opiniões e anseios serão respeitados. Entrosamento da equipe.

 

  • Objetivos: Minimizar os impactos causados pela pandemia nas famílias, comunidade e colaboradores proporcionando um ambiente respeitoso, amistoso e democrático.

 

  • Duração: A proposta é que esse plano de ação seja colocado em prática desde o primeiro dia com duração até o término do ano letivo, pelo menos. (aproximadamente 3 meses – se for mantido o retorno para setembro/2020)

 

  • Ações:
  • Expor o plano de ação para a equipe gestora, após aprovação e autorização, expor aos demais membros da equipe escolar;
  • Propor a formação da CMC;
  • Compartilhar o material do curso “Respeitar é preciso” com toda a equipe escolar;
  • Fazer uma análise dos territórios (dentro e fora da escola) junto com os colaboradores para levantamento das necessidades prioritárias;
  • Esses encontros permitirão que os colaboradores se conheçam melhor porque convivemos pouco tempo antes do isolamento social;
  • Colher relatos de como os colaboradores se prepararam para esse retorno e quais as maiores dificuldades que eles enfrentaram pré, durante e pós a pandemia: profissionalmente e emocionalmente (se possível, estender a alguns representantes da comunidade inicialmente);
  • Buscar informações dentro da própria equipe. Os testemunhos uns dos outros podem fornecer informações que nos ajudarão a elaborar um protocolo mais abrangente;
  • Escolher, junto com a equipe, um tema que julguemos prioridade para o momento; Se houver mais de um tema faremos as abordagens conforme as necessidades começarem a aparecer;
  • Divulgar para a comunidade os nomes dos integrantes da CMC e que a equipe está atuante na EMEI LAJEADO II;
  • Propor encontros, palestras e reuniões com a comunidade abordando inicialmente, as questões do restabelecimento da confiança na equipe e na nossa escola (por ser uma EMEI que inaugurou esse ano ainda se encontra em situação precária gerando insegurança e conflitos com a comunidade);
  • Realizar um plano de acolhimento com a comunidade para que eles se sintam seguros e confiantes em deixar suas crianças na escola novamente;
  • Expor aos familiares/comunidade que estamos preparados para enfrentar essa situação junto com eles e que estamos ali para somar, para apoiar, para acolher e para zelar pela educação e agora, saúde e segurança de todos;
  • Nos prepararmos da melhor forma possível para atuar nas questões levantadas pelo grupo e nos prepararmos ainda mais para as questões que não conseguirmos prever durante os encontros pois esse cenário é novo para todos exigindo muita serenidade, compreensão, apoio, respeito e, acima de tudo, amor.

 

  • Avaliação: A avaliação será realizada baseada nos resultados observados, no feed back da comunidade escolar e no registro de todas as ações. Serão considerados os fatores positivos e os negativos. Os pontos positivos serão discutidos e revisitados sempre que possível e os pontos negativos serão reestruturados juntamente com a equipe, visando minimizar possíveis falhas nas próximas ações da CMC. Solicitaremos orientação da equipe do curso RESPEITAR É PRECISO sempre que possível.