Tarefa 6 – Curso REP! – Priscilla Amaral

Data

3 de agosto de 2020

Cursista

Priscilla Amaral

Função

Peif

DRE / Unidade Educacional

Ipiranga

Escola

EMEIPatrícia Galvão

PROPOSTA DE AÇÃO EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

O Plano de Ação constitui um conjunto de ações educativas planejadas e articuladas com o objetivo de promover a construção de uma cultura de respeito aos direitos humanos, considerando o contexto local ( escola municipal de São Paulo ) No contexto da educação básica ( abrangendo a Educação Infantil ), o projeto consiste na organização de um conjunto de ações educativas em Direitos Humanos, articuladas e focadas no contexto escolar e comunitário, como resultado do Curso: Respeitar é Preciso.

 

JUSTIFICATIVA

Começamos esse Plano de ação pensando em direitos humanos que tem se mostrado como uma necessidade cada vez mais eminente em nossa sociedade, pois constantemente é possível se deparar com situações graves que infringem esses direitos. Essas situações ocorrem em todos os contextos sociais, econômicos e geográficos, o que indica a importância da ampliação do debate sobre o tema, em especial, com as crianças e adolescentes: a geração que tem o poder de produzir mudanças daqui para frente. Falar em direitos humanos é falar em justiça social, em senso de humanidade, em respeito ao próximo, em convivência em comunidade.

Por isso se faz necessário o debate sobre o tema e também se faz necessário entender melhor como funciona.

 

QUAIS ORGANIZAÇÕES DA UE ESTARÃO ENVOLVIDAS:

Acreditamos que esse plano de ação deve ser encabeçado pelo conselho de escola juntamente com a APM, mas não descarta a possibilidade de todo o colegiado participar também.

 

FINALIDADE

A intenção desse projeto é criar e oferecer rodas de conversa com a comunidade escolar com a comunidade que ela atente para melhorar a forma de tratamento entre todos os membros e também para melhorar a forma com que repensar as práticas efetivamente democráticas no âmbito da escola.

OBJETIVOS/RESULTADOS ESPERADOS

Acreditamos que essas rodas de trabalho e de conversa venham melhorar o entendimento da comunidade escolar e  fazer com que todos entendam e que consigamos alinhar as ideias de conflito/violência e de mediação de conflitos e cuidados para abertura de espaço de diálogo, bem como experienciar a escuta mútua e a reflexão sobre situações de conflito.

 

 

EM QUE PONTO VOCÊ ESPERA CHEGAR COM ESSE TRABALHO

Teorizar um pouco a pratica de defesa e construção da cultura de Direitos Humanos, produzindo referências para a comunidade escolar;

Fazer com que as famílias e a comunidade escolar entendam que a melhor maneira de resolver conflitos é com conversa/dialogo;

Criar grupos de trabalho para entender a parte teórica da construção de uma cultura de paz

DURAÇÃO

Penso que será necessário pelo menos 6 meses de trabalhos teóricos e mais 6 meses de ações e aplicações praticas

QUAIS SERÃO AS AÇÕES

Rodas de Conversas

Vídeos explicativos

Dinâmicas em grupo

Levantamento de hipóteses

Analise teórica e praticas de casos reais

AVALIAÇÃO

As avaliações serão feitas durante o processo

Verificação da presença da comunidade nas reuniões

Verificação da quantidade de pessoas em cada sessão

Verificação do interesse da comunidade escolar em cada etapa

QUE NOVAS POSSIBILIDADES VOCÊ PREVÊ PARA CONTINUIDADE.

Depois da verificação de cada fase da avaliação, se confirmado que o saldo foi positivo, intensificar as ações na escola e pensar em abranger essas ações para as outras escolas ao redor.

 

Nome: Priscilla Aparecida Amaral RF: 8382905/1 DRE: IP