Tarefa 6 – Curso REP! – Patricia Regina Alves Goncalves

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Patricia Regina Alves Goncalves

Função

Professor

DRE / Unidade Educacional

São Miguel Paulista

Escola

EMEF Milton Pereira Costa

Nome: Patrícia Regina Alves Gonçalves

Respeitar é preciso!

Tarefa: Projeto

TEMA: Diversidade e Discriminação

Justificativa: Dentro do contexto de análise em que está inserida a escola ao qual eu atuo EMEF Milton Pereira Costa, localizada na Zona Leste de SP, região periférica ao qual é possível perceber muitos problemas sociais, é possível perceber a necessidade de se valorizar as culturas periféricas não apenas em um contexto de atuação na passividade, mas de valorização, visibilidade e ampliação de conhecimentos no que concerne a ancestralidade. Afinal mais de 70% dos alunos da Unidade Escolar são descendentes afros e uma outra grande porcentagem são alunos imigrantes Bolivianos. Temos também um número grande de crianças deficientes. Vemos aí uma enorme justificativa de se desenvolver um projeto que aborde a questão da diversidade e discriminação no âmbito escolar, já que é muito perceptível dentro do âmbito de análise perceber como os educandos se agrupam utilizando sempre das questões raciais e de similaridades no sentido aparente. Sabemos e entendemos que por a escola ser um ambiente muito diverso, acaba ela sendo também um espaço com um número muito grande de discriminação, o que vem ser um problema na formação social de cada um dos seres que estão inseridos dentro desse contexto. Entendendo essea problemática e então buscando subsídios de trabalho que venha  valorizar a diversidade, eliminar a discriminação e apoiar um trabalho de troca evidenciando e mostrando o quanto isso é benéfico na formação do individuo é sem dúvidas potencializar uma nova sociedade pautada no respeito. Portanto canalizar um trabalho que aborde essas questões, é canalizar uma formação social para a diferença,para a diversidade, para o respeito e assim para uma sociedade justa e autentica.  Sempre quando penso em um trabalho na perspectiva da diversidade sempre me vem uma frase muito forte e verdadeira da escritora Angela Davis:

“Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”

Essa frase da Angela Davis muito nos faz refletir e nos incentiva a  trilhar  um caminho de mudança nas estruturas escolares que acabam por perpetuar um trabalho de invisibilidade e estereotipado, o que é uma problemática no âmbito ao qual estou inserida como educadora. Essa frase nos movimenta em direção a mudanças e na busca dessas mudanças.

Público alvo – Toda a comunidade escolar ( gestores, docentes, discentes e todos os funcionários da unidade escolar)

Finalidade do trabalho:  Além do conhecimento histórico cultural ligado a ancestralidade o trabalho tem como finalidade promover um ambiente escolar onde o respeito e a valorização a diversidade seja desenvolvido e visto como produtor e fonte potente de conhecimento. Que todo o trabalho possa levar a comunidade escolar a reflexão e mudanças nas atitudes que refletirá em todos os âmbitos da vida não só escolar, mas de um desenvolvimento integral do SER.

Objetivos:

  • Refletir e entender a importância do respeito a diversidade social em todos os âmbitos da vida em sociedade.
  • Valorizar  a troca de conhecimentos independente da cor, raça ou gênero.
  • Potencializar a auto estima através da valorização da cultura periférica e individual de cada ser

Qual o ponto que que se espera chegar com esse trabalho:

No desenvolvimento de um projeto interdisciplinar por meio de atividades que envolvam todos e todas por meio de atividades teóricas, práticas, debates, assembleias, produções e apresentações artísticas, e assim a valorização da diversidade.

Duração: Todo o ano letivo

Atividades que irão compor o projeto escolar:

 

  • A primeira atividade a ser desenvolvida seria a produção de um questionário sobre todas e quaisquer situações que envolvam recursos financeiros, conhecimentos e habilidades de toda a comunidade, questão etnico( como se reconhece).  Com essa atividade de questionário  será possível trilhar um caminho onde possamos alinhar e agendar possíveis trocas de conhecimentos através de palestras, oficinas, relatos e etc que poderão acontecer durante todo o ano letivo intercalando com as atividades.
  • Segunda atividade é iniciar um trabalho de formação a todos os funcionários envolvidos no processo educativo no âmbito escolar,utilizando desses momentos para assistir videos, leitura de relatos, leitura de livros e a apostila diversidade e discriminação abordado no curso, sem dúvidas é preciso reconhecer que para o trabalho acontecer é necessário uma mudança no que concerne os educadores escolares.
  • Terceira  atividade a formação de um Gremio Estudantil (onde toda a diversidade escolar esteja presente)
  • Formação de ASSEMBLÉIAS para assim trilhar caminhos para o combate a discriminação.
  •  Atividades que envolvam apresentação de relatos de membros da comunidade
  • Atividades que envolvam oficinas artesanais onde a comunidade possa compartilhar seus conhecimentos.
  • Atividades interdisciplinares envolvendo criação de Slams, Raps, Funks.
  • Produção de um show de talentos a cada 15 dias durante o intervalo onde os educandos possam se apresentar
  • Produção de cartazes que envolvam mensagens de conscientização.
  • Rodas de debates
  • Rodas de troca de leituras
  • Sessões de leituras simultâneas dentro da tematica diversidade
  • Apresentações de peças teatrais envolvendo a temática

Avaliação :

A avaliação acontecerá durante todo o processo observando de forma atenta os caminhos a serem trilhados através da participação ativa de todos os membros da unidade escolar.