Tarefa 6 – Curso REP! – Patrícia Alqueja Monteiro

Data

31 de julho de 2020

Cursista

Patrícia Alqueja Monteiro

Função

Professor de educação infantil e ens. Fund I

DRE / Unidade Educacional

São Miguel Paulista

Escola

EMEI Afrânio Peixoto

Ação na unidade escolar envolvendo toda a comunidade com o objetivo de se trabalhar o respeito mútuo

 

Atividade a ser realizada: Dia de interação e de respeito. Será um dia em que, através de uma atividade que envolva toda a comunidade escolar (alunos, famílias, professores, funcionários e gestão) será trabalhada a importância da interação entre todos os atores da comunidade escolar e do respeito mútuo.

Justificativa e finalidade: Trabalho em uma EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) e, portanto, a ação envolverá uma atividade coletiva na qual todos poderão participar, inclusive as crianças de 4 a 6 anos. Para isso, a atividade planejada é um dia de reciclagem e criações na escola com oficinas para a construção de brinquedos ou objetos do universo infantil através de materiais recicláveis trazidos antecipadamente pela própria comunidade. Através destas oficinas, objetiva-se trabalhar os seguintes itens:

– estreitar os vínculos afetivos e de respeito entre todos os atores da comunidade escolar através de rodas de conversa e das interações entre as pessoas;

– conscientizar a comunidade de que todos os adultos da Unidade Educacional são educadores, responsáveis e igualmente importantes. Para isso, durante estas oficinas, além de apresentar cada funcionário da escola às famílias, fazer com que não somente os professores e coordenadores estejam à frente deste trabalho, mas envolver a todos, mostrando na prática que todos os profissionais da escola cumprem o papel de educador e é preciso respeitá-los. Assim como as famílias também participam deste importante processo de educar as crianças;

– conscientizar a comunidade escolar de que todos devem estar dispostos a aprender e sobre a importância da união, do trabalho em equipe para a construção de uma sociedade onde as pessoas se coloquem no lugar das outras, ajudando-se mutuamente, além de conscientizar sobre a importância de uma  sociedade mais sustentável.

Ações e organização: planejamento das ações pela gestão, professores e funcionários; conversa com as crianças explicando como será esta ação; envio de comunicados às famílias explicando a ação,  convidando-as e solicitando a colaboração com materiais recicláveis. No dia da ação: recepção das famílias com um café da manhã,  boas vindas e apresentação da equipe escolar; antes das oficinas iniciarem, realizar rodas de conversa (em grupos menores para tornar esse momento mais próximo e organizado) com as famílias sobre o respeito e  quais expectativas as famílias e funcionários têm  sobre os relacionamentos no ambiente escolar. É importante que os funcionários da unidade iniciem a fala mas que permitam que haja um diálogo, uma troca de experiências; após, realizar as oficinas de brinquedos com materiais recicláveis nas quais todos os funcionários da escola serão responsáveis por organizar e manter um relacionamento, uma aproximação com as famílias, participando ativamente deste processo. Próximo do término das oficinas, compartilhar as impressões sobre este dia, o que aprenderam, o que gostariam que melhorasse ou mudasse, reforçando o convite para a participação nos próximos eventos.

Duração: será necessário um tempo prévio para o planejamento das ações dentro da unidade escola por todos os envolvidos e para a arrecadação dos materiais solicitados às famílias. Portanto, podemos pensar em dois meses antes do dia da ação para toda a organização e realização do encontro com  a comunidade escolar em um dia específico. Para atingir um número maior de famílias, pode-se pensar em um sábado que seja letivo.

Avaliação: a avaliação da ação começa no próprio dia das oficinas nas quais as famílias são convidadas a compartilharem as impressões sobre este dia, o que aprenderam, o que gostariam que melhorasse ou mudasse, mas também continuará através de reuniões com a equipe da escola para verificação dos pontos positivos e negativos, conversas com as crianças para um feedback e enviar um formulário  para que as famílias registrem suas impressões sobre o evento, pois há pessoas que sentem-se mais a vontade para se expressar através da escrita. É importante respeitar e considerar as opiniões recebidas e, a partir daí, planejar um novo encontro, reformulando o que precisa ser mudado e melhorado, podendo-se também trabalhar novos temas a partir da necessidade da escola, como por exemplo, a mediação de conflitos.

Professora Patricia Alqueja Monteiro