Tarefa 6 – Curso REP! – Marilene Bueno Okubaro

Data

1 de agosto de 2020

Cursista

Marilene Bueno Okubaro

Função

PEIF

DRE / Unidade Educacional

São Mateus

Escola

EMEI Alfredo Volpi

Marilene Bueno Okubaro

 

Justificativa: Partindo do pressuposto que os direitos humanos são aqueles pertencentes a todos os seres humanos independente de etnia, cor, raça, religião,sexo, nacionalidade, ou qualquer outro. E de que todos tem direito a vida, liberdade de opinião e expressão, direito ao trabalho, a educação e dignidade, entre muitos outros. A escola tem o dever de promover ações de convivência e trocas de experiencias, afim de  discutir esses direitos com toda a comunidade escolar, promovendo assim a cidadania e como sugere o Currículo da Cidade de São Paulo, reconhecendo a criança como “sujeito de direitos”.

Na Educação Infantil, etapa onde se dará esse projeto,as crianças se desenvolvem a medida que se relacionam com as pessoas, hábitos e costumes, entre outros e começam a perceber o mundo ao seu redor. Com isso, aprendem modos de ser e de se relacionar com o ambiente e com os outros, criando uma imagem de si e construindo sua autoestima. (Caderno trilhas de Aprendizagem-SP). Neste sentido as interações e brincadeiras são pressupostos essenciais para o seu desenvolvimento.

Quem será envolvido neste projeto:  Toda a Comunidade escolar: crianças, famílias, professores,equipe gestora, equipe de apoio, limpeza e cozinha. APM, Conselho de Escola e Conselho Mirim.

Finalidade:Este Projeto espera que todos conheçam e se apropriem de seus direitos e dos direitos humanos. Respeitando-se mutuamente e construindo um ambiente mais acolhedor, dano vez e voz a todos.

  • Obejetivos:
  •      Ampliar a escuta,considerando a criança como ser único e sujeito de direitos
  • Oportunizar momentos de troca e interações, dentro do possível, entre os pares, observando diferenças es semelhanças, afim de construir sua própria imagem.
  • Ampliar o repertorio de histórias conhecidas
  • Conhecer e ampliar seus conhecimentos sobre diferentes culturas, raças, estruturas familiares afim de reconhecer-se.
  • Reconhecer suas características físicas, gostos afim de estimular sua autoestima.
  • Conhecer e valorizar as diferenças
    Duração: 8 semanas

Ações:

A ideia é  convidar a comunidade escolar a ler para as crianças as histórias sugeridas e participar das conversas e atividades, cada turma poderá convidar alguém como um familiar, alguém da equipe para isso.

  • Vídeo Canal da Charlotte – Direitos Humanos – disparador para uma Roda de conversa sobre o assunto. O que sabem?
  • Contação  do Livro ” Um Mundinho para todos”-  após a contação trazer para as crianças uma caixa com um espelho,( Caixa surpresa) onde todos deverão se olhar, mas sem contar o que é. Ao final conversar sobre: o que viram na caixa? Todos somos iguais? Como são as pessoas no Mundinho?
  • Leitura do livro: Crianças como você  – Apresentar o livro mostrando as figuras das crianças de diferentes países. Deixar o livro exposto na sala.
  • Pedir que as crianças desenhem suas famílias.  Na Roda de conversa cada criança irá mostrar seu desenho apresentando seus familiares, falando o nome. Após faremos a leitura do livro: É tudo família. Conhecendo e identificando-se com os diferentes tipos de família.
  • Usando um espelho e brincando de cabeleireiro, conversaremos sobre os tipos de cabelo, penteados favoritos deles. Após ouviremos a história “O mundo black power de Tayo”
  • Na sala de video vamos cantar e dançar com a música “Toda a criança tem direitos”- Belinha e a Ovelhinha
  • Leitura do livro “Flicts”- após a leitura e conversa sobre o livro, faremos uma oficina de construção de óculos com sucata. O óculos mágico que nos ajudará a perceber e respeitar as diferenças.
  • Produção do autorretrado individual e uma exposição dos mesmos na escola.

 

 

 

Links dos videos que serão utilizados