Tarefa 6 – Curso REP! – Maria Eunice da Silva

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Maria Eunice da Silva

Função

Prof. De Ens. Fundo. II e Médio

DRE / Unidade Educacional

Butantã

Escola

Euclydes de Oliveira Figueiredo

INSTITUTO VLADIMIR HERZOG

TAREFA DO CURSO RESPEITAR É PRECISO – 2020

MARIA EUNICE DA SILVA

 

Nome da Ação: Por quê respeitar é preciso?

Ação: sensibilizar os alunos sobre a necessidade de viver com respeito no ambiente escolar e fora dele.

Justificativa: O espaço escolar é, por excelência, aquele que abriga todas as diferenças: étnicas, culturais, de gênero, religiosas, enfim. Além disso é o espaço destinado à formação das crianças e adolescentes, esse público com características muito especiais ao qual ainda não é reconhecido o total direito de fala. Por essas características o ambiente escolar também abriga os conflitos das mais diversas origens. Por isso neste ambiente trabalhar a cultura do respeito é primordial, é necessário e urgente, sendo que o respeito e sua amplitude de significados deve ser a atitude a permear todas as relações. Percebo que as crianças e jovens têm dificuldade em conceber respeito como algo diferente do medo de repreensão e castigo e neste sentido, minha proposta de ação é sensibilizar sobre a questão do respeito. Observo também que a afirmação do eu no contexto escolar muitas vezes se dá em detrimento do outro e mais uma vez a questão do respeito não é praticada.

Público alvo: toda a comunidade escolar

Responsáveis: professores, coordenação e CMC.

Finalidade: levar a discussão sobre os direitos humanos para o ambiente escolar e tornar a escola um ambiente mais sadio nas suas relações interpessoais em geral.

Objetivos: no médio prazo poder observar melhoria no ambiente escolar em relação a alguns comportamentos de bullyng, indisciplina, maior engajamento com as causas das diferenças e, principalmente a internalização do conceito de respeito e da atitude de respeito. Desconstruir preconceitos contra o que seja direitos humanos, pois esta questão está em nível preocupante.

 

Duração: um bimestre do ano letivo após a volta às aulas a pandemia de Covi19.

Ações: exibição de vídeos sobre a temática, leitura de relatos de pessoas que sofreram desrespeito, pesquisa com os alunos sobre sua percepção sobre ser vítima ou praticante de desrespeito, roda de conversa, confecção de cartazes de sensibilização e mobilização e organizar para encerrar a ação, uma batalha de Slam entre os alunos que quiserem, sobre a temática do respeito. Este projeto, se bem avaliado, pode ser retomado todos os anos com algumas modificações.

Etapas:

  • Apresentar a proposta para a coordenação, a minha coordenadora concordará certamente e combinar com ela uma participação na reunião pedagógica mais próxima para apresentar o projeto a toda a equipe da escola.
  • Retirar dessa reunião a concordância dos professores interessados em participar da ação e qual das ações está disposto a fazer e em quais turmas.
  • Na reunião de pais apresentar o projeto aos pais, e consultar se querem participar de alguma forma.
  • Comunicar os alunos sobre o trabalho que será desenvolvido em toda a escola.
  • Iniciar as ações.

Avaliação: a avaliação será pela observação se houve interesse dos alunos, se houve mudanças nas relações e nas falas, isso no médio prazo. A Avaliação pontual será um relato escrito dos alunos sobre o que aprendeu, se aprendeu, se gostou, se achou importante, se mudou alguma coisa do que ele pensava antes.

 

Bibliografia: o apoio será o material do curso respeitar é preciso fornecido pelo Instituto Vladimir Herzog.