Tarefa 6 – Curso REP! – Maria de Lourdes Geraldes Zampronio

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Maria de Lourdes Geraldes Zampronio

Função

Professora de EI e Fundamental

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

EMEI Sylvio de Magalhães

Maria de Lourdes Geraldes Zampronio

Função: Professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

DRESA

EMEI Sylvio de Magalhães

07/08/2020

Curso Respeitar é Preciso – A educação em direitos humanos e a atuação das comissões de mediação de conflito.

Tarefa:

Justificativa: A experiência que me leva a realizar esta proposta foi um acidente que ocorreu na EMEI, onde uma criança empurrou o outro de um brinquedo, e a criança que caiu quebrou os dois braços. Ao longo do ano a criança que empurrou, teve varias atitudes de agressão gratuita com as demais crianças, é só foi feito comunicação verbal com os responsáveis.

A idéia é evitar que uma criança que apresenta comportamentos que chamem a atenção, não devam ser vistos só quando algo grave acontece.

Na EMEI temos vários documentos e um é o caderno de passagem que é utilizado para comunicações de diferentes professoras da mesma turma.

Neste caderno fica registrado o que sai da rotina, um machucado, uma briga, um comportamento que necessita uma melhor observação.

Fazer um combinado entre as professoras e uma vez por semana a CMC, leria os cadernos de passagem e verificaria se seria necessários a intervenção junto à criança, família, gestores e professores. Para juntos entenderem o que está acontecendo com a criança.

E se necessário realizar os devidos encaminhamentos para a rede de proteção.

Essa proposta seria apresentada a gestão da escola e aos professores.

Somente no retorno das aulas é possível realizar tal proposta.

Diminuir o os casos que vão para a gestão, quando o problema extrapola a sala de aula.

Em conjunto com está ação, também é necessário fazer a CMC da EMEI, florescer, pois a principio ainda não entendeu o seu papel.

Realizar o mapeamento da escola

Mapeamento da rede de proteção

Participar das reuniões dos instrumentos da saúde e assistência social

Ter a participação dos responsáveis das crianças na CMC.

Tornar a escola um local Democrático de fato