Tarefa 6 – Curso REP! – Márcia Alves Feitoza Batista

Data

5 de agosto de 2020

Cursista

Márcia Alves Feitoza Batista

Função

Professora de Educação Infantil

DRE / Unidade Educacional

São Mateus

Escola

Cei Dominguinhos

TAREFA DO PROJETO – RESPEITAR É PRECISO

UM RETORNO PÓS-PANDEMIA SEGURO PARA TODOS

 

JUSTIFICATIVA:

Após todo conhecimento adquirido com o Curso Respeitar é preciso, ficamos com a tarefa de realizar um projeto para ser desenvolvido pela e com equipe escolar, envolvendo todos os integrantes.

Minha proposta é que a partir de um mapeamento com as famílias sobre as necessidades, inclusive do retorno das crianças para a escola, que possamos também identificar no bairro outras necessidades para que possamos, juntos, ajudar a melhorar.

Justifica-se essa proposta pois o CEI está localizado num bairro com muitas necessidades, desde os meios de transporte, pois só existem duas opções de ônibus, até mesmo a

 

OBJETIVOS:

O objetivo principal desse projeto é a melhoria de condições de vida da comunidade atendida pelo CEI Dominguinhos, com a conquista de direitos como um posto de saúde, novas opções de linhas de ônibus, mais uma escola de ensino médio, pois no bairro temos apenas uma. Essas são algumas sugestões minhas, mas com certeza, quando estivermos trabalhando nos grupos, outras necessidades aparecerão.

 

DESENVOLVIMENTO:

Nunca imaginávamos viver um tempo como esse que estamos vivendo. Tenho certeza que ninguém jamais pensou em algo, ao menos, parecido. Exatamente por isso, é tão importante que todas as atividades de nossa sociedade, voltem a ser praticadas com muita sabedoria e ainda muito cuidado. Falo não só das atividades escolares, e de tudo em nossa cidade.

Quanto as escolas, claro que o mais seguro será um retorno quando tivermos uma vacina que nos proteja desse vírus horrível, caso não seja possível e precisemos voltar por decisão política, penso que o mais importante é entendermos cada família atendida em nossa unidade, para não deixarmos de atender quem realmente precisa.

A proposta do projeto é que inicialmente, façamos um mapeamento com cada família, pesquisando quem precise realmente que as crianças voltem para o CEI, quem prefere que seus bebes e crianças permaneçam em suas casas e também que as próprias famílias tragam as necessidades que conseguiram observar no bairro, para que juntos possamos ajudar a melhorar. Esse mapeamento deverá ser feito pela equipe de ATE’s da unidade, com o auxílio dos professores, assim que voltarmos ao atendimento presencial, assim conversamos em particular com cada família, sem corrermos o risco de gerar aglomeração.

Após o mapeamento faremos uma reunião com todos os familiares, preferencialmente na área externa, onde convidamos todos a uma reflexão a partir da situação de pandemia que vivemos, e em que poderíamos ajudar a melhor a sociedade em que vivemos, claro começando a pensar em atitudes e mudanças próximos a nós mesmos.

A minha ideia é que saia desse grupo propostas para melhoria de busca de nossos direitos, como por exemplo, para esse momento de pandemia que vivemos, como podemos ajudar as famílias a buscarem seus direitos, mas com certeza sairão muitas outras ideias, ou mesmo identificar situações no bairro ou nas proximidades que precisem de nosso envolvimento, em que precisamos  lidar de maneira mais criteriosa, propagando aquilo que dá certo, ou melhorando aquilo que podemos.

Nessa mesma reunião convidaremos toda a equipe do CEI (trabalhadores e familiares) para que tragam suas vivências e suas experiências nesse momento de isolamento social que vivemos, as dificuldades enfrentadas e também os aprendizados que pudemos ter.

Com as ideias surgidas do grupo, faremos novos encontros e nos dividiremos em pequenos grupos para colocar em prática as ideias surgidas.

 

DURAÇÃO:

Assim que retornarmos o atendimento presencial, e o tempo de duração vai depender das ideias propostas pelo grupo, podendo ser de seis meses a um ano, ou mais.

 

AVALIAÇÃO:

Como vamos nos dividir em subgrupos para colocar em práticas as ideias, esses mesmos grupos farão suas próprias avaliações de tempos em tempos, acompanhando se os objetivos estão sendo alcançados.