Tarefa 6 – Curso REP! – Luiza de Sousa Lima

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Luiza de Sousa Lima

Função

Coordenador Pedagógico

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

CEI HELENA IRACY JUNQUEIRA

 

TAREFA DO CURSO RESPEITAR É PRECISO 2020

Cursista Responsável: Luiza de Sousa Lima

Educação em Direitos Humanos – Começa no Projeto Político Pedagógico – PPP em Processo de Cosntrução.

Justificativa: O CEI Helena Iracy Junqueira, onde sou coordenadora desde o ano letivo vigente, iniciou um estudo sobre o PPP do CEI que pretende rever desde a caracterização da Comunidade Escolar até as concepções de infância e à luz das documentações pedagógicas Federais e Municipais, definirmos estratégias de condução dos nossos fazeres, englobando todos os trabalhadores do CEI com a parceria dos familiares e moradores do entorno. O curso Respeitar é Preciso, jogou luz em algumas ideias já iniciadas que certamente muito contribuirão na elaboração e desenvolvimento do nosso PPP.

Quais organizações do CEI estarão envolvidas? Além das Professoras, responsáveis pelo esboço do PPP, juntamente com a equipe gestora, está previsto encontros de discussão e aprovação final com os ATEs e familiares (estes representados pelas famílias do Conselho do CEI e APM).

Finalidade: Temos a intencionalidade de que tenhamos um documento que expresse o dia-a-dia do nosso Centro de Educação Infantil, contendo explicitamente a condução dos trabalhos desenvolvidos, de que maneira e quais os atores envolvidos.

Objetivos Esperados: Construirmos coletivamente um documento/Retrato, capaz de servir de bússola de fácil compreensão, que nos guiará rumo a uma Educação Pública de Qualidade que tenha como maior preocupação a formação plena de sujeitos de direito, respeitando suas especificidades e individualidades.

Duração: 06 meses.

Quais estão sendo as ações? Iniciamos com a construção de um questionário para ser realizado com as famílias e profissionais. (caracterização do CEI), paralelamente cada professora foi desafiada a criar uma história a partir de imagens disponibilizadas: Trata-se de uma história da tradição oral africana que as professoras não conheciam.

Cada professora criou sua própria história que foi catalogada e distribuída entre todas as professoras para grifarem a parte que mais gostaram na história recebida e finalmente foi montada uma história coletiva.

Acabei de disponibilizar a história original e estou organizando uma maneira das professoras reflitam o que existe de muito diferente na história original e da que elas criaram.

Uma observação pessoal é que a história Menino de ouro e menina de prata conta a história de um poderoso rei e nenhuma das histórias criadas pelo grupo de 25 professoras o identificaram como rei e uma das professoras se refere ao jovem negro e outra ao velho negro, referindo-se a outro personagem da história.

Ainda estou pensando em como conduzir essa questão com o grupo, sem melindrar ninguém.

 

Avaliação: A cada tema trabalhado: gênero, crianças com necessidades especiais, etc buscaremos maneiras de refletirmos no assunto e chegarmos aos protocolos de como lidaremos coletivamente com os temas.

No final de cada ano faremos a avalição do Projeto Político Pedagógico e as adequações levantadas pelos profissionais do CEI e os familiares.

 

Atenciosamente

 

Luiza de Sousa Lima

 

São Paulo, 06 de agosto de 2020.