Tarefa 6 – Curso REP! – Juliana Lopes de Sousa Teixeira

Data

25 de junho de 2020

Cursista

Juliana Lopes de Sousa Teixeira

Função

POED

DRE / Unidade Educacional

Capela do Socorro

Escola

EMEF Professor Milton Ferreira de Albuquerque

Curso: Respeitar é Preciso

Cursista: Juliana Lopes de Sousa Teixeira – RF 8222835 /1

Lotação: EMEF Professor Milton Ferreira de Albuquerque – DRE CS

Membro da Comissão de mediação de Conflitos

 

Tarefa de conclusão de curso

Elaboração de uma proposta de ação para envolver toda a comunidade escolar

Mediante todo conhecimento adquirido no curso e pensando no retorno das atividades pós pandemia, pensando em uma proposta de trabalho eu envolva toda a comunidade escolar, apresento o seguinte plano de ação:

Desenvolvimento:

A comissão de mediação de conflitos na escola engloba, gestão, professores e alunos, que juntos pensam em ações para toda a comunidade escolar, diferente do conselho de escola que tem a participação dos pais, mas isso não impede que o convite seja aberto para a participação da comunidade em um todo.

 

Penso na oportunidade desse momento delicado de retorno, pensar em ações que envolva o cuidado emocional, lugar onde grandes conflitos acontecem de maneira interna, partindo do princípio que devemos respeitar a todos e todas as formas de lidar com a situação.

 

Partindo das primícias de realizar um mapeamento de como nossos alunos e funcionários estão emocionalmente, a ferramenta a ser utilizada é o formulário do Google, contendo perguntas fechadas e dissertativas para que todos possam refletir, o link pode ser disponibilizando via plataforma de estudo, WhatsApp e até mesmo Facebook da escola. Dado o prazo para o preenchimento, realizar a tabulação para ações necessária no retorno.

 

Quando as aulas retomarem, precisamos garantir o direito de ser ouvido aos estudantes, famílias, funcionários em geral, para isso a primeira ação presencial é uma grande roda de conversa, dinâmicas de acolhimento e liberdade em ser ouvidos, não somente ouvir textos, mensagens e vídeos motivacionais, mas diante de tanto tempo em isolamento, acredito que a principal atividade seja o permitir que falem, exponham sentimentos e pensamentos.

 

Diariamente fazer momentos seja coletivo da escola num todo ou em pequenos grupos (turmas) de escuta, iniciando com leitura de livros que envolvam sentimentos e emoções.

 

Penso também se possível levar psicólogos ou grupos de apoio como o NAAPA para a escola para cuidar emocionalmente não somente dos alunos, mas de professores e funcionários com palestras e reflexões.

 

Faz se fundamental realizar um cantinho do desabafo em um espaço no pátio da escola, onde o aluno ou qualquer pessoa podendo se identificar ou não colocar através de emojis como ele está se sentindo naquele dia/ momento e assim termos mais uma forma de mapeamento para trazer ações que venham de encontro ao estudante. E nesse mesmo cantinho sempre colocar frases/mensagens motivacionais.

 

Bem eu tenho em mente outro planejamento para a mediação de conflitos, mas fica para 2021, pois este ano o maior conflito que devemos mediar é o da mente!

Agradeço imensamente por ter feito parte desse curso, foi de grande valia para me fazer refletir e adotar novas posturas. Gratidão!