Tarefa 6 – Curso REP! – Helem Cristina Bonfleur Mesquita

Data

30 de julho de 2020

Cursista

Helem Cristina Bonfleur Mesquita

Função

Diretora de Escola

DRE / Unidade Educacional

Capela do Socorro

Escola

CEI Jardim Somara

Proposta para Aumentar a Participação, Escuta e Diálogo entre Toda a Comunidade Escolar

Justificativa

Esta proposta faz-se necessária no CEI onde sou diretora, pois não são todos os segmentos que têm voz ativa nem tampouco participam da tomada de decisões na Unidade. A maioria acata o que foi decidido sem participar, mas depois não se sente contemplada. Isso gera conflitos e frustrações, ainda mais no momento atual com a inesperada pandemia, o que traz à tona mais necessidade de escuta, participação e união coletiva. Outro aspecto negativo da não participação de todos é dificultar o exercício da gestão democrática. Além disso,  a comunidade situa-se na região do Grajaú, onde há carência de condições adequadas de transporte, Educação, Saúde e equipamentos culturais para o pleno exercício dos Direitos Humanos. Por fim,  algo imprescindível é a escuta real dos bebês e das crianças como sujeitos de direitos, para que tenham uma Educação focada nesses direitos, na aprendizagem, na cidadania e no respeito de sua formação identitária.

Envolvidos

Conselho de CEI, APM, Comissão de Mediação de Conflitos, pais, funcionários e estudantes.

Finalidade

A partir do cenário descrito na escola e na comunidade onde a Unidade está inserida, acreditamos que temos um papel importante no canal de diálogo que gere propostas e soluções para situações que causem conflitos ou impeçam direitos, colocando os integrantes da comunidade escolar como sujeitos ativos e participativos. Por último, a escuta dos educandos  e de suas necessidades desde sua mais tenra idade é um dos principais objetivos, para que participem da tomada de algumas decisões e de intervenções no espaço escolar,  sendo respeitados e apoiados na formação de sua identidade e  reconhecidos como sujeitos de direitos.

Resultados Esperados

  • Que haja maior participação dos pais na vida escolar dos filhos;
  • Que haja maior participação de toda a comunidade escolar nas atividades escolares, nos órgãos colegiados e nos momentos coletivos;
  • Escuta real de bebês e crianças- observação de como se expressam, interagem, suas escolhas; rodas de conversa com os maiores com suas expectativas e apoiar tomadas de decisão coletiva de suas demandas na escola;
  • O cuidado e a intervenção de todos  no espaço escolar como comunitário- horta;  conscientização do não descarte de lixo no muro da escola e da não pichação.

Duração

Contínuo. Inicia-se com a volta às aulas.

Ações

  • Incentivo da participação  da comunidade nos órgãos colegiados;
  • Reuniões com pais e funcionários com caráter dialógico e formativo;
  • Reunião com todos os funcionários bimestralmente e com os segmentos frequentemente;
  • Intervenção de toda a comunidade na escola- espaço da horta, pintar espaços, etc;
  • Todos os funcionários na escola são considerados educadores.

*Inicialmente as reuniões serão virtuais, para evitar aglomerações, e só haverá encontros físicos quando as autoridades sanitárias apontarem a segurança de convivência nos espaços físicos novamente.

Avaliação

  • Avaliação Escrita  para a comunidade escolar;
  • Discussão Avaliativa nos encontros coletivos;
  • Obervação da realidade e das mudanças ocorridas após a concretização da proposta.