Tarefa 6 – Curso REP! – Edineide de Almeida Batista

Data

11 de julho de 2020

Cursista

Edineide de Almeida Batista

Função

Professora de Educacao Infantil e fund I

DRE / Unidade Educacional

Pirituba / Jaraguá

Escola

Emei jean piaget

Tarefa do curso Respeitar é Preciso! – a Educação em Direitos Humanos e a atuação das Comissões de Mediação de Conflitos.

Proposta elaborada por Edineide de Almeida Batista

JUSTIFICATIVA

Esta proposta partiu após estudos e participação no curso Respeitar é Preciso e por existir uma Comissão Mediadora de conflitos na Unidade de Ensino que existe para além de mediar conflitos, realizar diálogos com a comunidade escolar quando se sente necessário. A nossa Unidade é uma EMEI em que desde cedo acreditamos no dialogo para resolver futuros conflitos, e por isso realizamos muitas rodas de conversas e exercitamos o falar e o escutar nas crianças para que todas sintam-se contempladas.

Além das crianças, exercitamos essa “escuta” tentando traná-la em um dialogo com todos os envolvidos no processo ensino/aprendizagem, principalmente os adultos, e agimos de maneira única quando necessário e junto com a APM e o conselho de escola como descrito á baixo.

FINALIDADE

Na escola existe o grupo Mediação de conflitos, composto por um membro da gestão da escola e por professores da Unidade Escolar. Durante toda reunião de conselho, APM acontece também a reunião de Mediação de conflitos, e durante essa reunião e aproveitando-nos do fato de termos pais e/ou responsáveis presentes, existe sempre uma leitura sobre a mediação de conflitos, sobre o que é? Como surgiu? Quais são os membros e as funções? e qual o objetivo de existir a Mediação de conflitos na Rede Municipal de Ensino.

Com a chegada dos materiais impressos do Respeitar é preciso na Unidade de ensino, durante as formações do coletivo a partir da metade do mês de julho até o final do ano letivo, o grupo tirará um dia para realizar estudos do material, para que todos da escola conheça o material, conheça o que é Direitos Humanos e que possamos ampliar as nossas práticas em consonância com esses materiais e documentos.

OBJETIVOS

Os nossos objetivos são conhecer as ações que estão no material e a partir daí as que cabem coloca-las em práticas para a melhoria de todos no cotidiano da escola em que todos entrem no processo de uma Educação de Direitos humanos e que de fato consigamos conhecer e respeitar esses direitos.

DURAÇÃO

Em um primeiro momento essas reuniões e encontros durarão por um período de 01 (hum) ano, ou até mudar os membros que compõe o quadro de Comissão Mediadora de Conflitos.

AVALIAÇÃO

Dessa forma, no final do ano letivo avaliaremos junto á comunidade escolar os avanços na comissão de Conflitos,  em que os estudos da equipe alavancaram as melhorias nas questões dos direitos humanos na escola, e se foi válido a maneira que compartilhamos os assuntos , com abertura para elogios, criticas e sugestões.

Após esse momento analisaremos as respostas, faremos as tabulações, divulgaremos os resultados com o objetivo que os resultados alcancem a todos.