Tarefa 6 – Curso REP! – Daiane Bacas Antunes Pereira

Data

24 de julho de 2020

Cursista

Daiane Bacas Antunes Pereira

Função

Prof educacao infantil e fundamental I

DRE / Unidade Educacional

São Mateus

Escola

Emef Deputada ivete vargas

Plano de Ação

Desenvolvido para EMEF. Deputada Ivete Vargas

Prof.ª Daiane Bacas Antunes Pereira

Justificativa

Leciono em uma comunidade na zona leste de São Paulo, zona periférica, onde o principal conflito que temos diariamente é a falta de respeito pelo outro, a violência gratuita verbal, as vezes sendo até uma violência física. Na maioria das vezes são preconceituosos com eles mesmos, onde esses conflitos começam na rua e terminam dentro da escola, pelo fato de morarem muito perto um do outro.

Já presenciamos violência física entre responsáveis dentro da escola, entre membros da mesma família que leva o problema de dentro de casa. O que nos deixou imensamente preocupados e nos despertou para ações que pudessem diminuir esse conflito no espaço escolar.

Ações

Primeiramente no final do ano passado, fizemos um levantamento em reunião pedagógica, sobre quais os principais conflitos encontramos na UE. Após o levantamento percebemos que esses problemas se encontram mais no ensino fundamental II, porém para evitar que esse problema apareça lá na frente, resolvemos aplicar as ações desde o início do fundamental I para não mediar e sim evitar essas situações.

Em seguida criou-se a comissão de conflito para pensar em ações que combata a violência, incentive o respeito e a sua valorização.

Pelo pouco tempo que tivemos foram feitas reuniões de assembleia de classe, na qual foi bem produtivo em que os próprios estudantes elencaram situações que não os agradam e começaram a refletir sobre esses comportamentos.

Porem paramos por aqui e iremos retornar assim que possível com a volta do ano letivo.

Objetivos

  • Solução mediata de conflitos;
  • Prevenção de conflitos escolares;
  • Inclusão social;
  • Valorização do ser humano;
  • Auto reconhecimento;

Estratégias

Com a volta do ano letivo, iremos desenvolver as seguintes ações

  • Eleger o estudante mediador;
  • Professor mediador;
  • Círculo de paz (neste não há a figura de um mediador, e sim encontros envolvendo estudantes, pais e colaboradores da instituição de ensino. O objetivo é buscar de forma conjunta soluções para os conflitos escolares mais comuns. É possível abrir espaço para que partes envolvidas em alguma situação de hostilidade possam falar e buscar uma resolução no próprio encontro.
  • Rodas de conversa para que eles possam se reconhecer (pois nossa escola tem 80 % dos alunos negros, e eles não se reconhecem tem preconceito um com o outro);
  • Projeto interdisciplinar sobre bullying, racismo, valorização da mulher;
  • Fazer leitura no início da aula valorizando nomes, atitudes e ações importantes de nossa história, para mostrar que eles podem fazer algo diferente;
  • Trazer pecas que debatam esses temas, como ocorreu no ano de 2019 que foi muito positivo sobre bullying ;

Duração

Essas atividades começaram a ser desenvolvidas, porém devido a pandemia tivemos que interromper. Mas já pensamos no seu retorno para dar continuidade durante o ano letivo de 2021. Uma vez que as crianças voltarão fragilizadas desse período de confinamento.

 

Avaliação

A avaliação se dará ao observarmos a diminuição de conflitos na escola, o auto reconhecimento, o respeito pelo colega. Esses serão os fatores observados se devemos continuar com as ações propostas ou rever para que consiga atingir os objetivos