Tarefa 6 – Curso EDH – Thais de Souza Camargo

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Thais de Souza Camargo

Função

Professor ens fund e infantil

DRE / Unidade Educacional

Freguesia do Ó / Brasilândia

Escola

Emei Ceu Paz

Curso EDH – Desafios do Contexto Atual do Projeto Respeitar é Preciso! – Instituto Vladimir Herzog – SME

Tarefa de finalização de curso elaborado por:

Tania Patricia de Souza Camargo – RF 609.670.1

Thais de Souza Camargo – RF 824.120.1

Tema: Eu sou criança, sujeito de direito!

Justificativa: Após realizar o curso EDH Desafios do Contexto Atual, com acesso as Paletras e as Lives, com base no tema “Relação Família e Escola” e os Cadernos do Respeitar: Sujeito de Direitos e EDH para todas as idades e com observações no dia a dia escolar, especificamente a Educação Infantil e pensando nas intervenções possíveis durante as atividades propostas, traçamos como sugestão, sequências didáticas que contemplam vivências voltadas para o direito da criança e o respeito mútuo.

Público destinado: crianças de 4 e 5 anos da Escola Municipal de Educação Infantil.

Finalidade: Proporcionar reflexões e experiências que façam sentido para as crianças, envolvendo família e escola. pensando nestes momentos de isolamento social e a importância da família quanto à seguridade, proteção e fortalecimento dos vínculos afetivos e no papel da escola elaborando e compartilhando atividades interativas através de comunicações virtuais (whatsap, redes sociais e plataformas virtuais) mantendo os contatos com famílias e crianças, proporcionamos sugestões de atividades que respeitem um ambiente com suas singularidades e que possam ser adaptados garantindo o aprendizado respeitando os direitos fundamentais das crianças.

Objetivo: Diante dos desafios do contexto atual e com base no Currículo Integrador da Infância Paulistana, nos Direitos Universal das Crianças e o Estatuto da Criança e Adolescente, propomos atividades que possam ser adaptadas e que favoreçam na relação com a vida cotidiana da escola e da família uma construção de cultura de respeito mútuo e identificação e reconhecimento da concepção da criança, da cultura da infância garantindo o brincar, a interação, estimulando o interesse pela construção de representações e valorização dos direitos da criança na relação com a família e escola.

Duração: Elaboração em 07 etapas

Desenvolvimento:

1ª etapa: Leitura de histórias

Leia para os alunos o livro “Quero colo!” de Stela Barbieri e Fernando Vilela – Edições SM. (segue link). Após a leitura converse com as crianças sobre o que elas acham do colo, de quem oferece colinho para elas na família, em que momento eles gostam mais deste colinho, se é na hora de dormir, se é no momento em que estão tristes ou no momento em que estão lendo um livro, etc? Destaque partes do livro promovendo reflexões sobre as diferentes formas de carregar uma criança ou um bebê, o quanto esta proteção é importante. Converse sobre o direito universal de amparo e proteção a criança.

2ª etapa: Imagens e fotografias

Peça para as crianças trazerem um foto onde apareçam junto à família (pode ser um membro ou toda a família) e se possível que na foto a criança esteja no colo. Exponha as fotos para que todos possam visualizar. Reforce com as crianças sobre o direito de todas as crianças ter uma família onde permite crescer com saúde, segurança, etc.

3ª etapa: Os dez direitos das crianças

Inicie uma roda de conversa e pergunte as crianças o que elas acham importante para crescerem felizes, depois leia e explique para elas a declaração com dez direitos das crianças, aprovado pela Organização das Nações Unidas em 1959. Apresente para elas os dez direitos (segue link).

4ª etapa: Pintando e identificando seus direitos

Forneça às crianças dez círculos de papel e peça que pinte com dez cores diferentes orientadas pela professora. Leia e para cada direito apresente uma cor. Depois peça às crianças que apresentem o círculo com a cor correspondente ao direito que elas considerem mais importante e explique a sua escolha. Peça para que colem em um cartaz e com auxilio da professora identifique a cor com cada direito se refere.

5ª etapa: Brincar também é direito

Sobre o brincar, pergunte a criança qual a brincadeira favorita? Por quanto tempo brincam? E com quem? Explique para elas que este direito é essencial para que se desenvolvam e apresente para elas A Turma da Mônica em: O Estatuto da Criança e do Adolescente. (segue link). Converse também sobre o direito ao nome e brinque com as crianças de Quatro Cantos, brincadeira onde as crianças trocam de lugares a menção do nome, podendo ser adaptada para atividades presenciais com regras de distanciamentos.

6ª etapa: Origem do nome

Nesta etapa a participação da família é muito importante, peça às crianças que conversem com as famílias sobre a origem dos seus nomes, quem escolheu, etc. Tragam para compartilhar com a turma a história que foi contada sobre o nome.

7ª etapa: Minha família

Leia para as crianças o Livro “Minha família é colorida” de Georgina Martins Editora SM. Depois conversem com ela sobre a história identificando o que elas mais gostaram. Peça para que façam um desenho da família e depois fixe em um mural com identificação dos nomes das crianças.

Avaliação: Com registros providos das observações e participações das crianças e famílias, durante o processo de desenvolvimento das atividades.

Etapa 1
Foto do Livro Quero colo

quero colo #LeiaEmCasaquer

 

 

 

 

 

Etapa 3
declaração com dez direitos das crianças, aprovado pela Organização das Nações Unidas em
1959

https://www1.folha.uol.com.br/asmais/2015/10/1697593-os-10-direitos-da-crianca-
aprovados-pela-onu-em-1959.shtml

Etapa 5
link  A Turma da Mônica em: O Estatuto da Criança e do Adolescente
http://cmdca.santaritadopassaquatro.sp.gov.br/documentos/eca/equinha.pdf

Etapa 7
Foto do Livro: Minha família é colorida, de Georgina Martins. São Paulo: SM, 2005.
Hora do Conto SLG – “Minha família é colorida”

etapa 2 foto e link da historia livro quero colo