Tarefa 6 – Curso EDH – Sônia Regina dos Santos Menezes da Silva

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Sônia Regina dos Santos Menezes da Silva

Função

Prof. Educação infantil e ensino fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Itaquera

Escola

EMEF Benedito Calixto

 

EDH – DESAFIOS DO CONTEXTO ATUAL

ATIVIDADE  OBRIGATÓRIA PARA CONCLUSÃO DO CURSO

 

TEMA: Educação Inclusiva

PROFESSOR:   Sônia Regina dos Santos Menezes da Silva

RF 824269-1

 

I – JUSTIFICATIVA:

 

Este projeto surge com objetivo de proporcionar a inclusão dos alunos com necessidades especiais  e a conscientização dos alunos que convivem em sala regular, desenvolver o espírito de cidadania e respeito para com todos os alunos, tomar a escola como um espaço democrático que acolha e garanta a aceitação e a permanência de pessoas com necessidades especiais.

Baseando-se no Currículo da cidade as atividades serão voltadas ao conceito de equidade, onde compreende e reconhece as diferenças como característica inerente da humanidade, desenvolvendo assim, uma cidade saudável, segura e inclusa.

 

II – A QUEM SE DESTINA:

 

Estudantes do 4º ano do ensino fundamental

 

 

III- FINALIDADE

Despertar nos participantes do projeto o senso crítico, responsável, integrador e momentos de reflexão para a conscientização, pois para que exista a inclusão faz-se necessário que todos os participantes contribuam e entendam os desafios encontrados pelos estudantes da educação inclusiva, e para que a inclusão possa acontecer verdadeiramente a barreira do preconceito deve ser quebrada mediante proposta pedagógica adequada a suprir as necessidades básicas dos estudantes da educação inclusiva.

 

 

IV – OBJETIVOS GERAIS DO PROJETO:

 

Favorecer o processo de inclusão escolar de estudantes com necessidades educacionais especiais, de maneira verdadeira e efetiva.

Proporcionar momentos de reflexões sobre as diferenças e direitos de todos a uma educação de qualidade, respeitando com equidade e os deveres de cada um.

Importância do respeito mútuo vivenciado pelos estudantes nos diversos contextos do cotidiano proporcionando novas experiências a todos os envolvidos, combatendo o preconceito e estimulando o respeito e as diferenças valorizando a diversidade.

Tomar a escola como um espaço democrático que acolha e garanta a aceitação e permanência das pessoas com necessidades especiais.

V – DURAÇÃO:

O projeto será desenvolvido em um mês:  4 semanas,  uma aula por semana.

 

VI – PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

 

Apresentação:

Será realizada a apresentação do projeto a todos os participantes, inclusive a participação do  professor da sala SRM

DINÂMICA:

1 – Em grupos os alunos escolherão um participante de cada grupo para deitar sobre uma folha de papel pardo e outro integrante irá desenhar o contorno desse aluno, após cada grupo fazer o desenho do contorno do seu integrante faremos a exposição desses desenhos e questionamentos sobre as formas, altura, semelhanças e diferenças, entre outros.

2 – Num outro momento vamos assistir ao filme: “Extraordinário”, neste momento os alunos assistirão o filme e farão uma reflexão, apontamentos e registro sobre os acontecimentos que acharem mais relevantes.

3 – Após o filme faremos uma roda de conversa sobre os apontamentos, as semelhanças diferenças observadas no filme, com a ajuda de um espelho discutiremos as diferenças observadas, realizaremos conversas sobre  respeito e diferenças.

4 – Na última aula os alunos irão fazer uma produção escrita e registrar a importância de respeitar o outro e suas diferenças.

 

VII – AVALIAÇÃO

 

Será feita  por meio de observações durante o desenvolvimento do processo, onde serão analisadas as habilidades desenvolvidas pelos alunos e a sua participação.