Tarefa 6 – Curso EDH – Simone dos Santos

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Simone dos Santos

Função

Professora de Educação Infantil

DRE / Unidade Educacional

Freguesia do Ó / Brasilândia

Escola

Cei Marcia Riccó Ferraz

Regando multiculturalismo e diversidade

 

Justificativa

O curso educação em direitos humanos: desafios do contexto atual formou brilhantemente conosco a educação em direitos humanos, o respeito e ainda alguns desafios que temos pela frente.

A partir da aula, das leituras das lives que a aula 2 me trouxe: RAÇA E RELAÇÕES ETNICO RACIAIS: branquitude e algumas questões étnico raciais e também aula 3, onde foi tratado a relação família e escola, me venho a curiosidade em como elaborar o devido tema com os bebês e as crianças.

Até porque podemos e devemos, regando multiculturalismo e diversidade propor uma discussão não só com os alunos, mas também com toda a escola sobre identidade cultural destes e as várias culturas existentes em nosso país no âmbito individual, social e coletivo.

O trabalho com literatura infantil nos trás possibilidades de explorar várias habilidades e competências. Sendo assim, com a opção da história: MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA, pode se explorar a heterogeneidade na e da escola, como o preconceito racial.

Assim formando-se cidadãos críticos e autônomos que participam do processo social, conscientes de seus direitos e deveres na sociedade com base no respeito mútuo.

Na construção deste conceito a criança gradualmente, permite-se enquanto ser social a compreender-se e comunicar-se através de múltiplas formas tendo em vista a aquisição de seus próprios limites corporais.

 

Público alvo

Bebês e crianças de 0 a 3 anos

 

Intenção

Promover propostas através das diversidades culturais bem como suas particularidades, envolvendo significativamente as relações étnicos raciais, através do processo de conhecer, descobrir, interagir, crescer e apropriar-se de novos repertórios de forma prazerosa, rica e envolvente.

 

Objetivos

De acordo com o currículo da cidade, as unidades escolares devem oportunizar práticas potentes que contemplem a diversidade, com diferentes possibilidades e materialidades que contribuam com a construção positiva da identidade, bem com conviver harmoniosamente comas diferenças aos meninos e as meninas.

  • Trabalhar a interação: família e escola;
  • Promover valorização cultural através das: leituras, músicas, vídeos etc.;
  • O uso da arte em contar estórias e histórias para apresentar diversos contos africanos, músicas e diversos;

 

Conteúdos norteadores:

  • Desenvolver a oralidade;
  • Criatividade;
  • Respeito as diferenças etc.;
  • Ética;
  • Autonomia;
  • Trabalhar a coletividade;
  • Compartilhar materiais de uso comum, bem como brinquedos e espações (respeitando e obedecendo os protocolos de higiene);
  • Valorizar os sentimentos de respeito arrependimento, amizade, cooperação e cuidados com próximo;
  • Exercitar a escuta;
  • Criar vínculos afetivos.

 

Finalidade

Através desta proposta desejo e promovo a auto estima nos educandos, educadores, gestão, famílias envolvidas para que estes possam relacionar-se de maneira significativa.

Também espero que cada um crie-se uma imagem positiva de si, atuando cada vez mais de forma independente, com a confiança em suas capacidades e percepções de suas limitações.

Cuidado eficaz da própria saúde e bem estar do jeito que cada um é.

Aceitação.

 

Duração

Durante todo o ano letivo.

 

Propostas e vivências

  • Rodas de conversa e histórias interativas que abrange étnico racial;
  • Organização de objetos e espaços aconchegantes durante o percurso das aulas;
  • Cantos interativos;
  • Músicas com o tema relacionado ao étnico racial, como as músicas: Cantiga africana da república democrática do Congo: AMAWOLE e acalanto africano: THULAM+WANA.
  • Valorização da ação artística e o respeito pela diversidade cultural e racial com a história e a confecção da boneca ABAYOMI que significa o presente precioso e a boneca que traz felicidades.
  • Trabalhar d formas diversas os livros: Que cor é minha cor?; Minha mãe é negra sim; O mundo Black Power de Tayo; Meu crespo é de rainha; Diversidade.

A avaliação deverá ser contínua de acordo com as manifestações, vindas do dia a dia, da escuta, das exposições, apresentações referentes a temática envolvendo educandos, educadores, famílias e toda a comunidade em torno da escola.

 

 

Simone dos Santos

RF 786.582.1