Tarefa 6 – Curso EDH – Simone da Silva

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Simone da Silva

Função

Professor de ensino fundamental I I e médio

DRE / Unidade Educacional

Jaçanã / Tremembé

Escola

Hipólito Jose da Costa

Simone da Silva

R.F. 7925816

[email protected]

[email protected]

EMEF Hipolito José da Costa

DRE JT

 

 

  • Tema: Relação da Família e a Escola

 

  • Justificativa: As relações entre família e a escola tem sofrido muitas mudanças ao longo de sua trajetória. Em muitos casos, essa relação tem se mostrado extremamente competitiva e hostil, um verdadeiro braço de ferro permeado de acusações, antipatia e falta de esclarecimento sobre o papel de cada um desses agentes no desenvolvimento da criança ou do adolescente. Nessa disputa não há vencedor, todos perdem e o principal prejudicado é o aluno.

 

  • Publico Alvo:Familiares, Educadores (professores, gestores, coordenadores, funcionários da unidade escolar, além dos profissionais do transporte escolar)

 

  • Finalidade:Elucidar as questões relativas ao tema, trazendo reflexões e conscientização, promovendo o bom convívio e o relacionamento saudável entre a família e a escola.

 

  • Objetivos: Espera-se que com essa parceria reestabelecida o ambiente escolar possa cumprir o seu papel na produção de conhecimento, de trocas de vivências e cultura e respeito, e que assim, possibilite um avanço mais significativo e efetivo no rendimento escolar dos educandos.

 

  • Duração:Ao longo do ano letivo

 

  • As atividades do projeto: As atividades e ações serão desenvolvidas mensalmente e em formato de palestras, debates, rodas de conversas, oficinas. Onde todos os participantes terão voz e serão convidados a refletir sobre temas, inicialmente preestabelecidos para que todos tenham clareza qual o objetivo dos encontros. Em um Segundo momento o grupo poderá propor os temas que julgarem pertinentes que julgarem pertinentes de acordo com a demanda.

Alguns profissionais (psicólogos, terapeutas, educadores, fonoaudiólogos, nutricionista, entre outros), podem ser convidados à contribuir com as discussões. Para custear possíveis despesas, o grupo organizará ações para arrecadar fundos poderá ser proposto bazares, rifas, bingos, entre outros.

Esse encontro será um momento de interação, compartilhamento, reflexão e aproximação. É preciso ter um olhar atento para que não seja encarado como uma forma de ensinar aos familiares como educar seus filhos ou de ensinar aos educadores como devem exercer a sua profissão, esse é um momento de autopercepção.

Durante os encontros será organizado o “café compartilhado”, que como o próprio nome já diz, será o momento de compartilhar o alimento e celebrar. Cada participante poderá contribuir que o item e da forma que for possível e se for possível.

 

  • Avaliação: se dará através de rodas de conversas entre os participantes, fazendo um feedback e traçando ações necessárias para reestruturar o que for necessário. Assim como a observação continua.