Tarefa 6 – Curso EDH – Sarita Maria Chinelato

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Sarita Maria Chinelato

Função

Professor de ed infantil e ensino fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

Emef ALFERES TIRADENTES

TAREFA DO CURSO EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS – 2020

Sarita Maria Chinelato RF: 820.041-6

[email protected]

 

 

Tema proposto: “EU SOU UM CIDADÃO COM DIREITOS E DEVERES”

 

Justificativa:

 

Levando em conta a complexidade das relações humanas, e a falta de respeito que enxergamos diariamente nos corredores da escola se faz necessário que o educador ali presente busque estratégias para amenizar esse impacto e criando relações saudavéis de respeito, empatia, amor ao próximo e principalmente fazer com que o aluno se empodere de suas origens para que se torne critico e participativo em nossa sociedade.

Nos anos iniciais do ensino fundamental I as crianças estão com as energias voltadas para o aprender, conhecer a curiosidade faz parte dessa fase onde surgem muitas perguntas sobre o mundo e muitas crenças são desmitificadas. Nessa fase o egocentrismo começa a evanescer, portanto é de extrema importância ensinarmos a essas crianças a ter empatia, caridade e que existem diferentes contextos de vida e sociedade , podemos também ensina-las a respeitar e cumprir seus deveres e conhecer seus direitos.

Para que esse trabalho seja realmente interiorizado, precisamos intervir nos modos de agir ao analisar coletivamente a contexto social e entendendo como são organizadas e estabelecidas as relações constitutivo do ser, a partir da subjetivação considerando as questões étnicas raciais, de branquitude, negritude, geracionais, capacidades e de gênero, assim também como a produção social do sofrimento.

 

A quem o trabalho se destina:

Aos estudantes matriculados no do ciclo de alfabetização (1º ao 3º ano).

 

Finalidade:

A intenção deste trabalho educativo é de fomentar a reflexão, a construção e

apropriação de conceitos básicos para o funcionamento da estrutura social,por meio do pleno exercício da cidadania, a fim de possibilitar a leitura e a intervenção dos sujeitos no mundo em que estão inseridos , a proposta é de exploração com temas relativos a amplitude de que a humanidade é constituída, abrangendo diversos tópicos de diversidade , como a cultural,religiosa,afetiva e étnica.

Os temas que são propostos estão no Currículo da Cidade, e em destaque a visão integral do aluno, em suas dimensões social,emocional,intelectual,física e cultural, buscando o desenvolvimento do respeito e da valorização da diversidade e das diferenças, reconhecendo cada ser como único e como um sujeito social capaz de construir uma sociedade democrática, plural e inclusiva , em que haja equidade.

A escola possui papel essencial para a manutenção dos conceitos supra-citados , nela temos a possibilidade de transformar o olhar da sociedade sobre tais aspectos por meio de uma educação crítica.

 

Objetivos e resultados esperados:

Promover o acesso dos alunos a conceitos e reflexões sobre diversidade.

Valorização das diferenças.

Promover debates sobre os temas estudados e temas que irão surgir em discussões na sala de aula.

Estimular a reflexão sobre a distinção entre tolerância e respeito.

Favorecer compreensões que contribuam para o desenvolvimento da flexibilidade dos alunos.

 

 

Duração:

É um trabalho permanente, por ser processual e contínuo, precisando se constantemente retomado, principalmente quando surgem os conflitos.

 

Sequência didática:

  1. Roda de conversa onde iremos explorar o tema “respeito”. O professor será o escriba onde irá mediar e ouvir as reflexões. Logo em seguida iremos construir um cartaz coletivo com as definições dos alunos sobre o tema abordado.

Encerraremos com o fechamento do educador falando sobre o respeito com o outro.

Assistiremos ao vídeo: Turma da Mônica – respeito e tolerância  – respeito as diferenças.

  1. Iniciaremos assistindo ao vídeo sobre Amor o próximo (Life vest inside) onde mostra ações que envolvem amor e empatia.

Discutiremos sobre o tema e a pergunta será : O que você faria se estivesse em terminada situação? (colocar as situações mostradas no vídeo).

O combinado geral será que iremos colocar em prática ações afirmativas e fazer com que a corrente do bem ultrapasse os muros da escola.

  1. Aula teórica e expositiva com o tema Cidadania, direitos e deveres. No final da aula  o professor irá propor a criação de uma assembleia explicando como funciona, objetivos.
  2. Faremos uma roda de conversa para estabelecermos as regras e combinados que farão parte da nossa assembleia.

Dentre elas estão:

Ouvir o outro, não citar nomes ao colocar uma situação, organização do espaço em círculos que será feita por todos em esquema de rodizio.

Participar com opiniões e sugestões que envolvam o respeito.

  1. Será feita a primeira assembleia o professor irá pegar na caixa de sugestões quais temas foram solicitados e a partir dai iniciaremos as discussões sempre com a mediação do professor. A cada assembleia um aluno fara a ata que irá conter tudo o eu foi discutido.

As assembleias irão acontecer quinzenalmente e iremos utilizar duas aulas para as discussões.

  1. As assembleias serão algo permanente na sala de aula e iremos divulgar os resultados alcançados e divulgar a importância desse trabalho para as demais turmas da escola.

Avaliação:

 

Observação do professor até para que conheça mais os seus alunos , observação nas mudanças de comportamento e também os discursos utilizados pelos alunos durante as suas argumentações e de que forma os conceitos trabalhados foram interiorizados.

 

Avaliação:

Ter um olhar avaliativo acerca do trabalho realizado na escola, só é possível por meio do feedback de todos os envolvidos no processo educacional, para isso são utilizadas algumas autoavaliações. Nas quais exigem muito diálogo, comprometimento, além de respeito e ética entre todos os atores envolvidos.

Por isso, acredito que a autoavaliação seja um importante processo de aprendizagem porque ajuda tanto o aluno a pensar sobre como ele aprende como possibilita que o professor reflita como ele ensina norteando, assim, o planejamento.

Esse tipo de instrumento avaliativo permite apontar os progressos, avanços e perceber as necessidades de cada um.

É visível também o fortalecimento da autoestima de cada educando, pois estão cada vez mais seguros e confiante. Este tipo de trabalho colabora para o sucesso do aluno também na aprendizagem dos conteúdos em sala de aula ao garantir sua progressão nos estudos e mudança de atitude frente à escolarização.

 

https://www.youtube.com/watch?v=sDWQ-QuSXXQ vídeo sobre respeito e diferenças Turma da Mônica