Tarefa 6 – Curso EDH – Samanta de Avellar Garcia

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Samanta de Avellar Garcia

Função

Professora de Educacão Infantil e Ensino Fundamental1

DRE / Unidade Educacional

Penha

Escola

Emei Engenheiro Goulart

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS: DESAFIOS DO CONTEXTO ATUAL

Tarefa final: Sequência de Atividades

 

Tema– Respeito às diferenças – Representatividade étnico racial.

Justificativa– Vivemos em um mundo ainda com um racismo estrutural que não permite que as pessoas enxerguem as qualidades das outras pessoas, independente de suas origens, de sua cor ou condição social. Por esse motivo a sequência de atividades trabalhará com representatividade étnico racial.

A quem se destina– Trabalho destinado as crianças de 4 e 5 anos (EMEI) – pós acolhimento.

Finalidade– Que promova a segurança e representatividade para as crianças negras, que se sintam pertencentes e inclusas na sociedade, entendendo seu valor. E que também as crianças não negras percebam e respeitem as diferenças naturalmente. Que esse aprendizado se estenda as famílias também.

Objetivos

– Conscientizar sobre as diferenças;

– Promover o respeito por si e pelo outro;

– Conhecer e reconhecer histórias africanas;

– Sentir-se representado.

Duração – Um bimestre aproximadamente.

As atividades

  • Roda de conversa para falar sobre a África e saber sobre os conhecimentos prévios das crianças. Em seguida apresentar a história da boneca abayomi. Após a leitura, construir com a turma a boneca com tecidos (fazer aos poucos para que todos possam ter sua boneca, uns ajudando os outros).
  • A professora sugere então, a apresentação da história abayomi para as outras turmas da escola. Marca o dia e as crianças fazem o convite passando de sala em sala. Junto com a professora decidem como será a apresentação, ensaiam e apresentam na semana seguinte.
  • Após apresentação a professora selecionar a alguns livros da biblioteca da escola (histórias que envolvem o protagonismo negro), ou pede a gestão (se possível) para adquirir alguns temas. Mostra para as crianças todos os livros e aí sugere que entreguem um livro em cada sala da escola, como se fosse um presente. Explicando que deveriam ler junto com a professora e fazer uma apresentação para toda a escola, como fizeram com a abayomi.
  • As turmas deverão se organizar para apresentar suas histórias combinando (as quintas-feiras por exemplo) a sequência das turmas, até que todas apresentem (no caso deste projeto 6 salas, 6 semanas). Então durante as próximas seis semanas as crianças escutaram histórias de origem afrodescendente todas as quintas-feiras.
  • Após as apresentações as crianças poderão levar o livro emprestado para casa e compartilhar as histórias com as famílias (Ciranda do livro). E no retorno podem contar como foi em casa a contação de história.

Alguns títulos para sugestão:

– Abayomi

– Mundo Black Power de Taió

– A cor de Coraline

– O Black Power de Akin

– Mirandinha, a menina que queria pegar uma estrela

– Omo Oba: histórias de princesas

Avaliação– será realizada através da observação e do retorno da fala das crianças e de suas interações. Podendo o projeto ser modificado conforme o retorno das crianças. Um projeto é sempre flexível.

Observação: 

Essa sequência de atividades pode ser repetida quantas vezes forem necessárias e até destacando outros atrativos como: músicas, obras de arte, propagandas, desenhos, jornais, revistas, brinquedos, enfim, utilizando imagens e materiais em que todas as crianças se sintam representadas. RESPEITAR É PRECISO!

 

Samanta de Avellar Garcia   RF 821.845-5