Tarefa 6 – Curso EDH – Roberta Mendes de Sá

Data

17 de junho de 2020

Cursista

Roberta Mendes de Sá

Função

Prof. Ens. Fund. II e Médio - Artes

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

EMEF Alferes Tiradentes

Atividade 1Questões Sociais e Diferenças

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental II

Turmas: 8º e 9º anos

Objetivos: Dialogar sobre as diferenças sociais e os preconceitos que podem ser oriundos dessas perspectivas; despertar um pensamento crítico e observador a respeito do assunto, com o intuito de refletir a respeito das desigualdades que os mesmos ou seus parentes possam ter vivenciado.

Tema da Atividade: Apresentação Teatral: “Diferenças Sociais”

Atividade: Através de grupos de 5 a 6 alunos, serão criadas cena teatrais envolvendo situações que refletem as diferenças sociais e os preconceitos que são vistos em situações corriqueiras, que podem ser: discriminação na porta giratória de um banco, quando uma pessoa bem arrumada e uma menos arrumada tentam passar; um cliente que trata mal um caixa de supermercado, por julgá-lo inferior; o patrão que trata de forma diferenciada uma funcionária e um funcionário por questões de gênero; um jovem professor sendo hostilizado pelos alunos, por considerarem que o mesmo seja incapaz para a função e que não precisa ser respeitado; um motorista de ônibus que não pára ao ver uma idosa fazendo sinal para que pudesse pegá-lo.

 

Atividade 2Raça e relações étnico-raciais

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental I

Turmas: 3º e 4º anos

Objetivos: Dialogar a respeito de possíveis estereótipos raciais que possam existir entre os alunos, fazendo com que os desconstruam; relacionar as situações da atividade com algum preconceito que os parentes possam ter sofrido com relação ao julgamento da aparência.

Tema da Atividade: Jogo de Cartões – Imagem e Profissão

Atividade: O Jogo de Cartões é formado por uma imagem de revista com pessoas de diferentes etnias. Cada grupo sorteia um cartão e faz um desenho individual sobre a possível profissão que essa pessoa da imagem poderia ter. Ao final, cada aluno falará sobre o seu desenho e o motivo de ter escolhido aquela profissão para a imagem escolhida, com o intuito de que sejam percebidos possíveis estereótipos, como faxineira para a mulher negra, médica para a mulher branca, feirante para o homem pardo ou professor para o homem japonês. Depois, serão verificados os estereótipos havidos para que seja dialogada a questão do preconceito racial com as turmas.

 

Atividade 3Relação Família e Escola

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental II

Turma: 9º anos

Objetivos: Dialogar a respeito da família na participação da escola para o 9º ano, pois geralmente há uma participação maior na vida escolar apenas no Fundamental I, com o intuito de perceber os possíveis motivos e tentar reverter junto à Direção, buscando uma participação mais efetiva das famílias na vida escolar dos alunos em todas as faixas etárias.

Tema da Atividade: Teia de Relações entre a Família e a Escola

Atividade: Um rolo de lã é passado do professor para um aluno, que relata como a sua família participa da escola, e em seguida passa o mesmo rolo para outro colega, formando uma teia de relações. Ao final, o rolo de lã é cortado e colado em um painel com essa teia de relações, em que cada aluno irá pregar um desenho, mensagem, poema ou fotografia sobre a sua família na escola, tentando resgatar alguma possível ausência e seus motivos.

 

Atividade 4Educação Inclusiva

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental I

Turma: 5º anos

Objetivos: Despertar a empatia e perceber o cuidado com o outro em situações do cotidiano, tentando perceber o que falta para que determinados ambientes se adaptem para a acessibilidade e inclusão das pessoas com deficiência.

Tema da Atividade: Como tornar o mundo mais acessível?

Atividade: Através da exibição de imagens e vídeos contendo pessoas com deficiência se deslocando nas ruas, utilizando diferentes tipos de condução, entrando em espaços com escadas ou enfrentando situações em que falta a acessibilidade, cada grupo de 5 ou 6 alunos fará um cartaz de como tornar o mundo mais acessível, a partir dos debates e reflexões proporcionados pelas imagens e vídeos. Assim, farão a representação daquilo que acham que pode melhorar no quesito acessibilidade,

 

Atividade 5Gênero e Sexualidade:Transfobia

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental II

Turma: 7º, 8º e 9º anos

Objetivos: Refletir a respeito do gênero, sexualidade e transfobia; perceber situações de preconceito cotidianas e debater a respeito de como permitir que os direitos sejam iguais para todos os indivíduos.

Tema da Atividade: Mapas de imagens a respeito de gênero, sexualidade e transfobia

Atividade: A partir de um debate com a turma serão esclarecidas as questões de gênero, sexualidade e transfobia. Cada turma fará em um painel o mapa de imagens contendo situações envolvendo o gênero, sexualidade e transfobia, assim como estereótipos e possíveis sinais de preconceito, como o fato de mulheres trans serem consideradas como prostitutas, ou alguns lugares que ainda observam com preconceito quando uma mulher trans utiliza o banheiro feminino e quando um homem trans utiliza o banheiro masculino, revelando também situações em que ocorrem problemas hormonais com pessoas trans devido aos tratamentos prejudiciais por não terem acesso à uma orientação médica adequada.

 

Atividade 6Sofrimentos Psíquicos

Disciplina: Artes

Público alvo: Ensino Fundamental I

Turma: 1º anos

Objetivos: Perceber algum possível sofrimento psíquico na infância, associado ao desenho realizado; encaminhar os casos detectados à Direção para que verifique se será feito um contato com a família e o devido encaminhamento à UBS, com o intuito de amenizar a situação e não permitir que os traumas sejam agravados.

Tema da Atividade: Situações que causam medo

Atividade: Comentar com os alunos sobre possíveis situações que causam medo, e exemplificar com algumas coisas que podem ocorrer no ambiente escolar ou da família, incluindo o desprezo, críticas excessivas, cobrança de comportamentos ou atitudes estranhas e inadequadas que possa ter presenciado. A partir desse diálogo, os alunos farão desenhos de alguma situação real que lhes cause medo. Caso os desenhos demonstrem situações de sofrimento psíquico, serão avaliados junto à Direção, que poderá contatar a família e encaminhar a criança à UBS para combater o possível trauma e não deixar sequelas futuras.