Tarefa 6 – Curso EDH – Roberta Aparecida de Castro Vieira

Data

21 de julho de 2020

Cursista

Roberta Aparecida de Castro Vieira

Função

profª educação infantil

DRE / Unidade Educacional

Pirituba / Jaraguá

Escola

CEI Vila Perus

NOME:      Roberta Aparecida de Castro Vieira
E-MAIL: [email protected]

 

Título: Práticas Pedagógicas no Ensino de História Etno Raciais na Educação Infantil

 

JUSTIFICATIVA

As crianças que vivem e experimentam suas infâncias nas unidades educacionais são marcadas por identidades, sejam raciais, étnicas, de gênero, nacionalidade que se transpõe nas relações entre crianças, adultos e famílias nas práticas educacionais cotidianas.

Distinguir e considerar essas identidades na Educação Infantil significa reconhecer o papel fundamental da educação que é combater o racismo ou qualquer prática de discriminação, assumindo o compromisso com a promoção da igualdade étnico-racial.

A concepção e reflexão de uma educação pautada na igualdade compromete na constituição de um currículo que foque à reeducação das relações étnico-raciais e a quebra de silêncio sobre essa questão, principalmente quando falamos de crianças tão pequenas. E para elas a interpretação positiva ou negativa dependerá das informações que recebem dentro e fora do ambiente educacional e das relações que estabelecem entre eles, adultos e família.

Assumir esse compromisso requer que os educadores, Unidade Escolar, Projeto Político Pedagógico, as práticas pedagógicas, as relações, os materiais e ambientes estejam planejados e organizados para combater o racismo, o preconceito e discriminação e construir uma impressão positiva das diferenças étnico-raciais. Enfim, vivenciando num ambiente educacional igualitário, no qual se respeita e discute as diferenças, possibilitando a autoestima das crianças negras, indígenas, imigrantes e brancas.

Desde a Educação Infantil é possível que as ações comprometidas com uma educação para todos possam reconhecer a importância das culturas e conhecimentos produzidos pelas populações africanas, indígenas e imigrantes.

 

OBJETIVOS 

·      Promover a reflexão sobre as ações e compromisso com a educação antirracista e com igualdade de direitos;

·      Promover e realizar ações e reflexões, de forma permanente com os bebês e as crianças, as famílias e os demais profissionais, que valorizem as diferenças entre negros, brancos, indígenas e imigrantes;

·      Promover experiências para os bebês e as crianças jogos, brincadeiras, arte, culinária, filmes, livros, músicas e danças, estimulam novos conhecimentos e visões sobre as culturas africanas, afro-brasileiras, indígenas e imigrantes, considerando que todos os povos produzem cultura e conhecimento;

·      Construir práticas pedagógicas promotoras da igualdade que trabalhem com essas culturas;

·      Vivenciar e experimentar oportunidades de: leitura de histórias, filmes, apreciação de obras de arte e artistas, músicas e músicos e expressões corporais contemplam a diversidade e permitem que bebês e crianças construam a percepção positiva das diferenças étnico-raciais

·      Fomentar a discussão das questões relacionadas à valorização da população negra, brancos, indígenas e imigrantes possibilitando uma reflexão da prática pedagógica frente à diversidade étnico-racial e a redução/eliminação das desigualdades sócio raciais no ambiente escolar.

 

PÚBLICO ALVO

Bebês e crianças do CEI Vila Perus, professores, gestão, equipe de apoio e comunidade escolar

 

DESENVOLVIMENTO

Esta sequência será dividida em quatro etapas:

1º Apresentação da temática etno-racial na Educação Infantil em reunião pedagógica para todos professores, gestores e equipe de apoio;

2º Reflexão sobre o conceito de infância, conceito de diversidade e a inserção de práticas pedagógicas com experiências de aprendizagem com envolvam as relações etno-raciais;

3º Sensibilização e reflexão sobre o preconceito racial;

4º Exposição de trabalhos e murais fotográficos com a proposta de mostrar a comunidade escolar que aconteceram durante o percurso da sequência de atividades;

 

CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES 

1) Reunir os pequenos em uma roda de conversa para abrir espaço para entender as relações de preconceito e identidade, apresentando revistas, jornais e livros para que as crianças se reconheçam (ou não) no material exposto.

2) Construção de uma autoimagem positiva com histórias sobre a temática etnia, onde as crianças podem entrar em contato com um universo de lendas e mitos e enriquecer o repertório.

3) Experiências com o corpo: cuidando de si e do outro;

4) Valorização do patrimônio cultural como comida, vestimentas, utensílios, objetos, músicas e artes plásticas e literárias;

5) Brincar e imaginar: o jogo e brincadeiras simbólicas vindos das diferentes etnias.

 

REGISTRO

Os registros serão através de fotos e relatório das ações.

 

 

RECURSOS A SEREM UTILIZADOS/ORÇAMENTO E RECURSOS:

Pesquisa de textos, artigos e referências bibliográficas que aborde essa temática;

Livros de enredos infantis sobre a temática etnia;

Vídeos de curta sobre a temática;

Fotos, revistas, jornais e figuras que evidenciam essa diversidade racial;

Cartolinas;

Lápis de cor, canetinhas, cola, tesoura e sulfite;