Tarefa 6 – Curso EDH – Priscila Araújo Santos

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Priscila Araújo Santos

Função

PEI

DRE / Unidade Educacional

São Miguel Paulista

Escola

Cei Jardim Silva Telles

TAREFA DO CURSO EDH

Durante as palestras , textos e lives apresentandos no curso , foi possível fazer uma reflexão sobre a nossa vivência dentro da unidade escolar, diante do cenário que estamos vivenciando de pandemia e teletrabalho , está sendo possível fazer analises sobre o chão da escola, diante de tantos apontamentos relacionados aos direitos, respeito, acolhimento, diálogo e construção de valores.
A justificativa principal para essa proposta é que os valores precisam ser vivenciados e não apenas falados , e normalmente nas rodas de conversa que são previstas dentro da instituição escolar acabam sendo uma ilusão da escuta , foi possível perceber e refletir que se faz necessário ser bem mediada pelos educadores , mas essa mediação só é possível quando vivenciada , sendo assim a proposta é que para antes de um trabalho em roda de conversa com as crianças, é necessário uma construção de roda de conversa com os educadores da unidade escolar, pois infelizmente é difícil dentro do ambiente escolar ter discussões amistosas e neste caso não é conflito mas sim , discussões respeitosas que garantam o direito de fala do outro, normalmente se tem discussões calorosas e por outro lado até mesmo o silencio que nesse caso é caracterizado pelo medo de falar algo ser oprimido.
O Objetivo principal seria promover rodas de conversas entre os educadores da escola , para que possamos naturalizar a qualificação da escuta em diversas esferas : gestão, professores, funcionários e familiares, pois quando se é compreendido que esse papel é de responsabilidade de todos , conseguimos assim mediar as rodas de conversas das crianças;
Essas rodas seriam organizadas dentro das assembleias , reuniões , PEA , horários que esses grupos estejam reunidos , dentro da rotina da escola mesmo, mas que sejam apontados os pontos norteadores para uma roda de conversa qualificado seriam eles: Estar disposto a ouvir o que o outro fala;
• Se utilizar de falas francas , sinceras e respeitosas;
• Fomentar a capacidade de compreensão do outro diante daquilo que ele diz;
• Estar disposto a pensar o que o outro quis dizer;
• Suspensão do julgamento apenas o ouvir e ter uma resiliência comunitária reconhecer e apoiar;
• Se apoiar em redes de apoio para auxiliar na discussão de diversos temas relacionados ao preconceito e diversidades; principalmente diante do que não se enquadra no padrão;

A avaliação é continua , não é possível se definir um tempo para alcançar , mas é necessário que essas reflexões aconteçam.

PRISCILA ARAUJO SANTOS