Tarefa 6 – Curso EDH – Naiany Costa Ferreira

Data

19 de julho de 2020

Cursista

Naiany Costa Ferreira

Função

PEIF

DRE / Unidade Educacional

Campo Limpo

Escola

EMEI Parque Bologne

 

TEMA: ÉTNICO-RACIAL

JUSTIFICATIVA: Surge da necessidade de colaborarmos para a formação de sujeitos respeitosos e empáticos, sedentos de justiça e equidade. É inadmissível discriminação racial, ou de qualquer natureza no âmbito escolar e na sociedade. Por tanto, a escola como espaço de socialização e parte da sociedade, tem o dever de trabalhar princípios, valores, direitos e deveres dos seres humanos. Esta sequência propõe o questionamento de práticas, o conhecimento a diversidade cultural, a valorização e o respeito a diferentes culturas, a construção da identidade.

PÚBLICO-ALVO: Crianças entre 4 e 5 anos.

FINALIDADE: A proposta tem como finalidade questionar algumas falas e ações preconceituosas e discriminatórias. Proporcionar uma reflexão, e compreender que racismo e discriminação não são aceitos e que devem ser repudiados. Apropriar-se da cultura brasileira e suas origens.

OBJETIVOS/RESULTADOS ESPERADOS:

 Respeitar o próximo.

Conhecer a cultura afro-brasileira  e africana.

Colaborar para a construção da identidade.

Valorizar a diversidade cultural.

DURAÇÃO:

08 aulas (uma aula por semana)

ATIVIDADES:

  • Ouvir a música “É NORMAL SER DIFERENTE”(Grandes Pequeninos). Em roda refletir sobre a letra da canção.
  • História: MINHA MÃE É NEGRA SIM! (Patricia Santana). Pesquisa/questionário com as famílias sobre suas origens.
  • História: LÁPIS COR DE PELE (Daniela de Brito). Em roda discutir sobre o lápis rosa claro, que ainda é considerado lápis “cor de pele” por algumas crianças.
  • Leitura da história: “CABELO DE LELÊ” (Valéria Belém). Conversar com as crianças sobre diferentes tipos de cabelos. Utilizar espelhos para as crianças se admirarem e observarem suas características. Realizar autorretrato.
  • Ler novamente “CABELO DE LELÊ”. Confeccionar cartaz com fotos de diferentes penteados africanos ou não.
  • Contar para as crianças como ocorreu a retirada dos negros do Continente Africano, e diante deste contexto falar sobre a origem das bonecas Abayomis. Confeccionar bonecas com as crianças.
  • Ler: “A MENINA E O TAMBOR”. Explicar sobre a origem do Tambor. Confeccionar tambores com as crianças.  Ouvir músicas africanas e dançar.
  • História: “OBAX” (André Neves). Pedir para as famílias fotos das crianças. Discutir com as crianças o resultado da pesquisa. Confeccionar um mural (formato BAOBÁ) colar as fotos.

 

AVALIAÇÃO

 

A partir da observação, escuta e participação das crianças nas propostas. Respeitando as diversas linguagens que cada uma usa para se expressar.