Tarefa 6 – Curso EDH – Milene Monize Estevão Chabariberi Cruz

Data

5 de agosto de 2020

Cursista

Milene Monize Estevão Chabariberi Cruz

Função

Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Freguesia do Ó / Brasilândia

Escola

Emei Dr Bernardino Pimentel Mendes

Tema Proposto: Respeito e Diversidade

Justificativa: A escolha deste tema vem de encontro com o momento atual ao qual estamos vivenciando. Diante do atual cenário de isolamento social, as propostas aqui apresentadas serão pensadas e realizadas para um momento de retorno as atividades presenciais na Unidade.

A quem o trabalho se destina: As crianças da Educação Infantil (faixa etária de 4 a 6 anos)

Finalidade:

A escolha deste tema, vem embasada no princípio de que a Educação Infantil é um espaço para a contrução da identidade, experiências vivenciadas, construção de uma auto estima positiva, assim também a construção de valores (caracterizada nesta faixa etária).

Uma educação de qualidade deve considerar a diversidade que compõem as infâncias que habitam nesta cidade, e contrapor as desigualdades em suas mais diversas formas, visto que a mesma, que já existia ficou ressaltada com a questão pandêmica.

Trabalhar o respeito e a diversidade de uma maneira positiva conduz as crianças a um aprendizado mutuo e fundamental, fazendo com que formemos cidadãos  justos, solidários e atuantes.

 

Objetivos:

– Reconhecer, valorizar e respeitar a diversidade humana e familiar;

– Possibilitar discursos positivos relacionados ao preconceito, gêneros, rótulos e discriminação;

– Possibilitar às crianças a construção de seus próprios conhecimentos;

– Proporcionar situações que priorizem a interação entre todos, de forma com que se respeitem, compartilhem e construam soluções para uma melhor convivência no ambiente escolar;

Resultados Esperados:

Ao final deste trabalho, espera-se que as crianças compreendam a pluralidade que as cercam e sintam-se responsáveis pela transformação do ambiente. Sabendo que as mesmas hoje em dia carecem de bons exemplos, ou refletem situações baseadas em algo que desconhecem muitas vezes reproduzidas em exemplos e falas errôneas, preconceituosas e discriminatórias dos adultos.

Duração: 1 mês (visto que respeitando o tempo das crianças, algumas experiências podem durar mais de um dia de aula)

 

 

Atividades que comporão a sequência:

1º – Leitura: Minha Mãe é Negra Sim

Após a leitura, organizar uma Roda de Conversa com as Crianças e pedir para que falem de suas famílias. Propor um diálogo relacionado às diferenças étnicas, diversidade e suas características físicas.

Atividade: Autorretrato

A partir da leitura realizada, propor às crianças a criação de um autorretrato, através de um desenho e expor estes registros para compor o painel da turma.

2º  – Vídeo: Turma da Mônica – Respeito e Tolerância

Assistir ao vídeo com a turma e depois fazer questionamentos relacionados aos valores apresentados no vídeo.

Atividade: Fazer a escuta das crianças e registrar as impressões da turma a respeito do vídeo, através de áudio e vídeo, durante uma roda de conversa.

3º Mural da Família:

Em parceria com os responsáveis, solicitar aos pequenos que tragam fotos de suas famílias para a sala de aula.

Através de uma roda e conversa as crianças irão apresentar suas famílias aos seus amigos, suas características e composição.

Faremos um mural com essas fotos, para que as crianças se sintam valorizadas e pertencentes ao ambiente escolar.

4º – Painel da Diversidade

Desenhar em um papel pardo o contorno das crianças. Em seguida enviar a atividade para casa e pedir para que as famílias retratem as crianças naquele contorno de imagem (construindo roupas, colocando cabelos e fazendo com que a criança seja representada naquele papel), com a ajuda das crianças;

Expor para a turma e saber como as famílias e as crianças se enxergam dentro de sua diversidade.

Realizar uma roda de conversa com a turma, com questionamentos a cerca das diferenças individuais de cada um.

5ª Brincadeira Pó Magico

Propor as crianças que imaginem que através de um pó mágico, elas tenham o poder de modificar nelas mesmas  ou no outro algo que as incomode.

A partir desses apontamentos, criar uma roda de conversa, questionamentos sobre o porquê escolheriam tal situação para mudar, e as sensações que isso lhes causa.

6ª Assembleia:

Organizar com a participação dos profissionais da Unidade e deixar com que as crianças exponham através de discussões sadias, o seu ponto de vista e soluções para uma melhor convivência envolvendo o respeito a todos que convivem na escola.

Fazer uso dessa prática, quando algo que fere os direitos humanos e o respeito aos indivíduos, ocorra na Unidade.

7ª Criação de um jogo de Cartas de Valores:

Organizar grupos e discussões a cerca de valores, direitos humanos e questões para uma melhor organização do ambiente na Unidade.

A partir dessa discussão, elencar alguns valores fundamentais para a melhora do ambiente escolar e pedir para que as crianças em pequenos grupos criem uma carta para cada valor escolhido, e desenhe sobre ele (valores simples: respeito, cooperação, auxilio… entre outros).

Através de uma roda de conversa, organizar ações e fazer uso destas cartas, sempre que algum valor for ferido. Apresentar esse material na Assembleia Coletiva Infantil da Unidade.

8ª Minha Escola, minha cara:

Sabendo que a arte também é um modo de expressão, proporcionar as crianças momentos onde possam se expressar através da pintura e da construção de brinquedos, ou objetos de uso comum na Unidade, faz com que desperte nos pequenos valores relacionados à ajuda mutua e de cooperação.

Propor a pintura de telas pelas crianças, com o temática escola dos sonhos,  e depois distribuir essas obras para compor o ambiente escolar da Unidade, podendo até ser feita como características de alguns ambientes (área externa, pátio ou salas referencias) frequentados pelas crianças e toda comunidade escolar.

 

Avaliação: Será durante todo o processo, observando o comportamento das crianças em relação às vivências ofertadas.