Tarefa 6 – Curso EDH – Maria Fatima Esteves

Data

8 de julho de 2020

Cursista

Maria Fatima Esteves

Função

Professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Ipiranga

Escola

Emei Patricia Galvão

CURSO: EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS – DESAFIOS DO CONTEXTO ATUAL

Cursista: Maria de Fátima Esteves – RF 631.350.7 – Emei Patricia Galvão –DRE Ipiranga

Objetivo: O curso trata de diferentes temáticas, questões sociais que impactam na vida de todos nós, dentro e fora da escola: os valores que estão em jogo na sociedade; a inclusão, como princípio democrático; a perspectiva de uma escola que se mantém em parceria com as famílias; a questão de gênero como tema de Direitos Humanos; a produção social e histórica de discriminações etno-raciais e de sofrimentos psíquicos. Em todas as aulas, refletindo sobre eles é possível e fazer pontes com a vida na escola.

Proposta de trabalho final do curso: Elaborar uma sequência de atividades de Educação em Direitos Humanos, explicitando sua relação com a vida cotidiana da escola, e como pode contribuir para a construção da cultura de respeito mútuo.

Contemplar na atividade os seguintes tópicos:

– O tema proposto – qual a questão a ser trabalhada

– Justificativa – porque você escolheu essa questão

– A quem o trabalho se destina (se estudantes, de que faixa? Se adultos, de quais funções?)

– Finalidade – Qual a sua intenção, o que você deseja promover com este seu trabalho educativo.

– Objetivos/ Resultados esperados – Em que ponto você espera chegar com esse trabalho – que novas possibilidades você prevê para continuidade.

– Duração – Quanto tempo você prevê que será necessário.

– As atividades que comporão a sequência

– Avaliação – Como você pretende verificar os resultados

 

  • Explicite o que acontece na sua escola em relação ao tema escolhido, a sequência de atividades elaborada e como você pensa que deveria conduzi-la, seja para superar eventuais problemas ou para fortalecer alguma boa prática. Utilize os campos de fotos, caso queira ilustrar o texto.

Se preferir, você pode enviar um vídeo (neste caso, precisa fazer o upload no mesmo no youtube ou vimeo e postar o link para que possamos visualizar).

 

 

ATIVIDADE PARA A CONCLUSÃO DO CURSO

Sequência de atividades de Educação em Direitos Humanos, explicitando sua relação com a vida cotidiana da escola, e como pode contribuir para a construção da cultura de respeito mútuo.

Tema: valorização social e respeito social e cultural.

Justificativa: Trabalhar na educação o compromisso com a democracia, o respeito às diferenças, valorização da diversidade para prevenir questões relacionadas ao bullyng, violência e sofrimentos sociais.

Valorizar as diferentes etnias, culturas, conhecimentos e características das pessoas e desenvolver o respeito pelos seres humanos.

A quem o trabalho se destina: crianças de 4 e 5 anos de idade da educação infantil.

Finalidade: estimular o respeito entre todos, no cotidiano escolar, independente da cultura, características pessoais, escolhas na vida ou nacionalidade.

Objetivo: – Levar a criança a valorizar o ser humano.

-Promover reflexões com temas sobre as semelhanças, diferenças e respeito e valorização dos seres humanos.

-Trabalhar o respeito e valorização das diversidades.

– Trabalhar o respeito e valorização das diferentes etnias.

Duração: inicialmente, um mês de duração. Contudo, por ser um tema muito rico e com muito conteúdo à ser trabalhado estaremos continuamente promovendo atividades e vivências para enriquecer o repertório de conhecimentos da criança..

Metodologia: Filmes, leituras de histórias, vídeos, atividades e rodas de conversas.

Avaliação: contínua e permanente no contexto escolar.

 

 

 

 

 

 

ATIVIDADE 1: ATIVIDADE COM FOTOGRAFIAS

Cada criança trará fotografias e/ou álbuns familiares e na roda de conversa em conjunto rever as fotografias e/o álbuns de famílias para identificar com qual família se identifica, os traços e características de cada um, falar oralmente alguma história ou características que tem conhecimento sobre cada familiar apresentado na foto.

 

ATIVIDADE 2: VÍDEO COM TÍTULO “BELINHA – RESPEITO É BOM”.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=rBfAeuuWmgQ

Com este vídeo temos presente como personagem a ovelha com nome “Belinha”, que se apresenta sempre alegre, simpática e que é amiga de todas as crianças e animais que tem contato no cotidiano.

Promover na roda de conversa, possibilidade para que as crianças observem e falem da característica da ovelhinha; bem como, observar que Belinha respeita e é amiga de todas as crianças na escola, durante as brincadeiras.

Posteriormente a possibilitar que a criança dança favorecendo o desenvolvimento e coordenação motora.

Elaborar um desenho da história para fixar o tema desenvolvido na atividade.

 

ATIVIDADE 3: HISTÓRIA “NÃO FAZ MAL SER DIFERENTE”.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=ivAiAukTiBU

Fazer a leitura da história, levar um espelho para a sala de aula e permitir que cada criança se veja no espelho. Em roda de conversa todos falaram de suas características, qualidades e habilidades e reflexão sobre as diferenças e importância de olhar as diferenças com naturalidade e respeito. Depois todas as crianças faram um desenho com título “autorretrato”.

ATIVIDADE 4: CONSTRUÇÃO DA BONECA ABAYOMI.

Falar a origem da boneca, o que significa e qual o objetivo da boneca. Oportunizando o conhecimento sobre o país “África”, a valorização da cultura e conhecimento da nacionalidade e cultura.

A boneca Abayoumi é de cor negra, de origem afro e tem significado “meu presente”.

As mulheres faziam estas bonecas para que suas crianças brincassem com ela.

Material: Retalho de tecidos com cores e estampas de sua preferência, enfeites de preferência e tesoura.

Modo de fazer: Para fazer o corpo da boneca são necessárias duas tiras de tecido, uma maior e outra mais curta. Em cada ponta da tira mais comprida se faz um nó. Depois dobra ao meio a tira e se faz um terceiro nó, esta será a cabeça e as pernas da boneca. Com a tira menor são feitos os braços. Um nó em cada ponta e então se amarra a tira mais curta logo abaixo do nó da cabeça. Por fim enfeitar a cabeça da boneca.

ATIVIDADE 5: HISTÓRIA “BRUNA E A GALINHA DA ANGOLA”.

             Link: https://www.youtube.com/watch?v=eqvqBT41lWY

Fazer a leitura da história e em roda de conversa ooportunizando o conhecimento sobre a “Angola”, a valorização da cultura e conhecimento da nacionalidade e cultura; bem como, permitir que as crianças falem sobre seus conhecimentos.

Ressaltar a importância do respeito da cultura, qualidades, as características e modo de ser de cada pessoa, beleza da diversidade e valorizar a diversidade das características físicas e pessoais.

Trabalhar receita como resgate e valorização da culinária de outros países.

Receita de docinho Africano.

Ingredientes

-2 pães duros (de preferência miolo).

-3 colheres (sopa) de leite.

-Chocolate em pó a gosto.

-Amendoim ou amêndoa picada a gosto.

-6 ovos.

-125g de manteiga.

-250g de coco ralado.

500g de açúcar.

 

Modo de preparar

Colocar o pão de molho em leite, não muito leite para a massa não ficar muito mole, acrescentar até o pão ficar ensopado.

Acrescente os ovos, o chocolate, o amendoim, o coco, o açúcar e a manteiga, amasse tudo muito bem com as mãos até ficar uma pasta homogênea sem pedaços de pão inteiros.

Em seguida numa panela leve ao fogo brando, mexendo de vez em quando, quando a pasta já tiver a soltar da panela já esta pronta.

Deixar esfriar um pouco e, com as mãos untadas em óleo forme bolinhas que são passados por coco ralado.

– Servir em forminhas.

– Colocar algumas horas na geladeira fica melhor

 

ATIVIDADE 6: BRINCADEIRA “AMARELINHA AFRICANA”

 

Link: https://www.youtube.com/watch?v=mwJuIqG7nbE

Num primeiro momento perguntar para as crianças se elas conhecem ou já ouviram falara na brincadeira Amarelinha Africana? A Amarelinha Africana ou Teca Teca é uma derivação da amarelinha tradicional realizada na cultura africana, sempre acompanhada de ritmos, saltos e danças.

Objetivo: valorizar a cultura e conhecimentos de outros países, trabalhar coordenação, noção de espaço e cooperação.

Modo de brincar: desenhar no chão com fita crepe, giz de lousa ou carvão, um quadrado composto por 16 quadrados menores dentro dele e seguir o ritmo da música para dar ritmo à brincadeira, é a seguinte: Minuê, minuê, le gusta la dance. Le gusta la dancê, la dança, minuê Podem ser utilizadas outras canções, como: Escravos de Jó e Borboletinha.

 

Parecer sobre o tema “Educação em Direitos Humanos” e a escola onde leciono.

A Unidade educacional, na qual, leciono realiza um trabalho comprometido com a gestão democrática, o respeito às diferenças, a valorização da diversidade, o respeito e adequado acolhimento a criança e a sua família, buscando constantemente e continuamente impedir surgimento de questões relacionadas ao bullyng, violência e sofrimento no ambiente escolar.

Ficamos sempre atentas e atentas a tudo; pois, se em algum momento pontua que está para surgir alguma situação pouco sucedida logo intervimos para que com o diálogo e orientações haja uma resolução satisfatória e para que retorne uma rotina satisfatória e de bem estar para todos.

As crianças vindas de outros países e de inclusão são bem recepcionadas, buscamos proporcionar a acessibilidade, interação e participação efetiva em todos os momentos desenvolvidos do ambiente escolar.

Todas as crianças, famílias e comunidade do entorno são recepcionados com respeito e buscamos os esclarecimentos e encaminhamentos para suprir suas necessidades.

Há todo um trabalho que envolve atividades, rodas de conversas, filmes, músicas e orientações que objetivam a construção do autoconhecimento saudável, valorização de suas características, desenvolvimento do potencial pessoal e respeito a cultura, valores sociais, etnia, constituição familiar, necessidades especiais, gênero e sexualidade e erradicar sofrimentos sociais garantindo os direitos sociais de todos.

Incentivamos constantemente a presença e participação das famílias nas reuniões, eventos e tomada das decisões no contexto escolar buscando promover a aprendizagem e convívio diário com qualidade.

Crianças com necessidades especiais e seus familiares recebem todas as orientações, encaminhamentos e acolhimento que possibilite o bem estar e o sentimento de valorização e saudável integração com o grupo de crianças e familiares para que possam desenvolver em todos os aspectos pessoais e sociais.

A equipe pedagógica e equipe de profissionais, constantemente, buscam aperfeiçoamento e aprimoramento para melhoria na atuação no contexto escolar, por meio, de estudos e capacitação profissional.

 

 

CURSO: EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS – DESAFIOS DO CONTEXTO ATUAL

Cursista: Maria de Fátima Esteves – RF 631.350.7 – Emei Patricia Galvão –DRE Ipiranga

Objetivo: O curso trata de diferentes temáticas, questões sociais que impactam na vida de todos nós, dentro e fora da escola: os valores que estão em jogo na sociedade; a inclusão, como princípio democrático; a perspectiva de uma escola que se mantém em parceria com as famílias; a questão de gênero como tema de Direitos Humanos; a produção social e histórica de discriminações etno-raciais e de sofrimentos psíquicos. Em todas as aulas, refletindo sobre eles é possível e fazer pontes com a vida na escola.

Proposta de trabalho final do curso: Elaborar uma sequência de atividades de Educação em Direitos Humanos, explicitando sua relação com a vida cotidiana da escola, e como pode contribuir para a construção da cultura de respeito mútuo.

Contemplar na atividade os seguintes tópicos:

– O tema proposto – qual a questão a ser trabalhada

– Justificativa – porque você escolheu essa questão

– A quem o trabalho se destina (se estudantes, de que faixa? Se adultos, de quais funções?)

– Finalidade – Qual a sua intenção, o que você deseja promover com este seu trabalho educativo.

– Objetivos/ Resultados esperados – Em que ponto você espera chegar com esse trabalho – que novas possibilidades você prevê para continuidade.

– Duração – Quanto tempo você prevê que será necessário.

– As atividades que comporão a sequência

– Avaliação – Como você pretende verificar os resultados

 

  • Explicite o que acontece na sua escola em relação ao tema escolhido, a sequência de atividades elaborada e como você pensa que deveria conduzi-la, seja para superar eventuais problemas ou para fortalecer alguma boa prática. Utilize os campos de fotos, caso queira ilustrar o texto.

Se preferir, você pode enviar um vídeo (neste caso, precisa fazer o upload no mesmo no youtube ou vimeo e postar o link para que possamos visualizar).

 

 

ATIVIDADE PARA A CONCLUSÃO DO CURSO

Sequência de atividades de Educação em Direitos Humanos, explicitando sua relação com a vida cotidiana da escola, e como pode contribuir para a construção da cultura de respeito mútuo.

Tema: valorização social e respeito social e cultural.

Justificativa: Trabalhar na educação o compromisso com a democracia, o respeito às diferenças, valorização da diversidade para prevenir questões relacionadas ao bullyng, violência e sofrimentos sociais.

Valorizar as diferentes etnias, culturas, conhecimentos e características das pessoas e desenvolver o respeito pelos seres humanos.

A quem o trabalho se destina: crianças de 4 e 5 anos de idade da educação infantil.

Finalidade: estimular o respeito entre todos, no cotidiano escolar, independente da cultura, características pessoais, escolhas na vida ou nacionalidade.

Objetivo: – Levar a criança a valorizar o ser humano.

-Promover reflexões com temas sobre as semelhanças, diferenças e respeito e valorização dos seres humanos.

-Trabalhar o respeito e valorização das diversidades.

– Trabalhar o respeito e valorização das diferentes etnias.

Duração: inicialmente, um mês de duração. Contudo, por ser um tema muito rico e com muito conteúdo à ser trabalhado estaremos continuamente promovendo atividades e vivências para enriquecer o repertório de conhecimentos da criança..

Metodologia: Filmes, leituras de histórias, vídeos, atividades e rodas de conversas.

Avaliação: contínua e permanente no contexto escolar.

 

 

 

 

 

 

ATIVIDADE 1: ATIVIDADE COM FOTOGRAFIAS

Cada criança trará fotografias e/ou álbuns familiares e na roda de conversa em conjunto rever as fotografias e/o álbuns de famílias para identificar com qual família se identifica, os traços e características de cada um, falar oralmente alguma história ou características que tem conhecimento sobre cada familiar apresentado na foto.

 

ATIVIDADE 2: VÍDEO COM TÍTULO “BELINHA – RESPEITO É BOM”.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=rBfAeuuWmgQ

Com este vídeo temos presente como personagem a ovelha com nome “Belinha”, que se apresenta sempre alegre, simpática e que é amiga de todas as crianças e animais que tem contato no cotidiano.

Promover na roda de conversa, possibilidade para que as crianças observem e falem da característica da ovelhinha; bem como, observar que Belinha respeita e é amiga de todas as crianças na escola, durante as brincadeiras.

Posteriormente a possibilitar que a criança dança favorecendo o desenvolvimento e coordenação motora.

Elaborar um desenho da história para fixar o tema desenvolvido na atividade.

 

ATIVIDADE 3: HISTÓRIA “NÃO FAZ MAL SER DIFERENTE”.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=ivAiAukTiBU

Fazer a leitura da história, levar um espelho para a sala de aula e permitir que cada criança se veja no espelho. Em roda de conversa todos falaram de suas características, qualidades e habilidades e reflexão sobre as diferenças e importância de olhar as diferenças com naturalidade e respeito. Depois todas as crianças faram um desenho com título “autorretrato”.

ATIVIDADE 4: CONSTRUÇÃO DA BONECA ABAYOMI.

Falar a origem da boneca, o que significa e qual o objetivo da boneca. Oportunizando o conhecimento sobre o país “África”, a valorização da cultura e conhecimento da nacionalidade e cultura.

A boneca Abayoumi é de cor negra, de origem afro e tem significado “meu presente”.

As mulheres faziam estas bonecas para que suas crianças brincassem com ela.

Material: Retalho de tecidos com cores e estampas de sua preferência, enfeites de preferência e tesoura.

Modo de fazer: Para fazer o corpo da boneca são necessárias duas tiras de tecido, uma maior e outra mais curta. Em cada ponta da tira mais comprida se faz um nó. Depois dobra ao meio a tira e se faz um terceiro nó, esta será a cabeça e as pernas da boneca. Com a tira menor são feitos os braços. Um nó em cada ponta e então se amarra a tira mais curta logo abaixo do nó da cabeça. Por fim enfeitar a cabeça da boneca.

ATIVIDADE 5: HISTÓRIA “BRUNA E A GALINHA DA ANGOLA”.

             Link: https://www.youtube.com/watch?v=eqvqBT41lWY

Fazer a leitura da história e em roda de conversa ooportunizando o conhecimento sobre a “Angola”, a valorização da cultura e conhecimento da nacionalidade e cultura; bem como, permitir que as crianças falem sobre seus conhecimentos.

Ressaltar a importância do respeito da cultura, qualidades, as características e modo de ser de cada pessoa, beleza da diversidade e valorizar a diversidade das características físicas e pessoais.

Trabalhar receita como resgate e valorização da culinária de outros países.

Receita de docinho Africano.

Ingredientes

-2 pães duros (de preferência miolo).

-3 colheres (sopa) de leite.

-Chocolate em pó a gosto.

-Amendoim ou amêndoa picada a gosto.

-6 ovos.

-125g de manteiga.

-250g de coco ralado.

500g de açúcar.

 

Modo de preparar

Colocar o pão de molho em leite, não muito leite para a massa não ficar muito mole, acrescentar até o pão ficar ensopado.

Acrescente os ovos, o chocolate, o amendoim, o coco, o açúcar e a manteiga, amasse tudo muito bem com as mãos até ficar uma pasta homogênea sem pedaços de pão inteiros.

Em seguida numa panela leve ao fogo brando, mexendo de vez em quando, quando a pasta já tiver a soltar da panela já esta pronta.

Deixar esfriar um pouco e, com as mãos untadas em óleo forme bolinhas que são passados por coco ralado.

– Servir em forminhas.

– Colocar algumas horas na geladeira fica melhor

 

ATIVIDADE 6: BRINCADEIRA “AMARELINHA AFRICANA”

 

Link: https://www.youtube.com/watch?v=mwJuIqG7nbE

Num primeiro momento perguntar para as crianças se elas conhecem ou já ouviram falara na brincadeira Amarelinha Africana? A Amarelinha Africana ou Teca Teca é uma derivação da amarelinha tradicional realizada na cultura africana, sempre acompanhada de ritmos, saltos e danças.

Objetivo: valorizar a cultura e conhecimentos de outros países, trabalhar coordenação, noção de espaço e cooperação.

Modo de brincar: desenhar no chão com fita crepe, giz de lousa ou carvão, um quadrado composto por 16 quadrados menores dentro dele e seguir o ritmo da música para dar ritmo à brincadeira, é a seguinte: Minuê, minuê, le gusta la dance. Le gusta la dancê, la dança, minuê Podem ser utilizadas outras canções, como: Escravos de Jó e Borboletinha.

 

Parecer sobre o tema “Educação em Direitos Humanos” e a escola onde leciono.

A Unidade educacional, na qual, leciono realiza um trabalho comprometido com a gestão democrática, o respeito às diferenças, a valorização da diversidade, o respeito e adequado acolhimento a criança e a sua família, buscando constantemente e continuamente impedir surgimento de questões relacionadas ao bullyng, violência e sofrimento no ambiente escolar.

Ficamos sempre atentas e atentas a tudo; pois, se em algum momento pontua que está para surgir alguma situação pouco sucedida logo intervimos para que com o diálogo e orientações haja uma resolução satisfatória e para que retorne uma rotina satisfatória e de bem estar para todos.

As crianças vindas de outros países e de inclusão são bem recepcionadas, buscamos proporcionar a acessibilidade, interação e participação efetiva em todos os momentos desenvolvidos do ambiente escolar.

Todas as crianças, famílias e comunidade do entorno são recepcionados com respeito e buscamos os esclarecimentos e encaminhamentos para suprir suas necessidades.

Há todo um trabalho que envolve atividades, rodas de conversas, filmes, músicas e orientações que objetivam a construção do autoconhecimento saudável, valorização de suas características, desenvolvimento do potencial pessoal e respeito a cultura, valores sociais, etnia, constituição familiar, necessidades especiais, gênero e sexualidade e erradicar sofrimentos sociais garantindo os direitos sociais de todos.

Incentivamos constantemente a presença e participação das famílias nas reuniões, eventos e tomada das decisões no contexto escolar buscando promover a aprendizagem e convívio diário com qualidade.

Crianças com necessidades especiais e seus familiares recebem todas as orientações, encaminhamentos e acolhimento que possibilite o bem estar e o sentimento de valorização e saudável integração com o grupo de crianças e familiares para que possam desenvolver em todos os aspectos pessoais e sociais.

A equipe pedagógica e equipe de profissionais, constantemente, buscam aperfeiçoamento e aprimoramento para melhoria na atuação no contexto escolar, por meio, de estudos e capacitação profissional.