Tarefa 6 – Curso EDH – Luiz Fabio Dimov

Data

31 de julho de 2020

Cursista

Luiz Fabio Dimov

Função

Professor do Ensino Fundamental II e Médio

DRE / Unidade Educacional

Itaquera

Escola

EMEF Brigadeiro Correia de Mello

Luiz Fabio Dimov – [email protected]

Tema: Direitos Humanos na comunidade e no Brasil

Finalidadeo trabalho deverá ser realizado em parceria com outros professores com o intuito de promover discussão sobre os Direitos Humanos na escola, oportunizando aos alunos acesso ao conhecimento de tais diretos e de reflexão sobre injustiças sociais, diversidade e visão de mundo.

Público-alvo: alunos dos anos finais do Ensino Fundamental II

Objetivo: analisar o processo histórico de criação, origem, difusão e implementação dos Direitos Humanos em países democráticos, bem como identificar a permanência de situações de desrespeito a tais direitos e as dificuldades enfrentadas para a sua efetivação no Brasil, principalmente situações relacionadas à realidade da comunidade/escola dos estudantes.

Justificativa: proporcionar aos alunos a compreensão sobre o que são os Direitos Humanos, sua universalidade e, portanto, o reconhecimento de que são eles próprios detentores de tais direitos. Além do entendimento de que estes resultam de um processo histórico e que, por isso, não são naturais, mas exige que sejam demandados pela população para que sejam respeitados. Esses conhecimentos têm potencial dos estudantes refletirem sobre injustiças; e questionar e repensar sobre sua visão de mundo.

Habilidade(s) da BNCC: (EF09HI16) Relacionar a Carta dos Direitos Humanos ao processo de a afirmação dos direitos fundamentais e de defesa da dignidade humana, valorizando as instituições voltadas para a defesa desses direitos e para a identificação dos agentes responsáveis por sua violação.

Objeto(s) do conhecimento: A Organização das Nações Unidas (ONU) e as questões dos Direitos Humanos.

Quantidade de aulas:  20 

Descrição das aulas/atividades:

Aula 1Levantar o conhecimento prévio dos alunos acerca dos Direitos Humanos. Problematizar o que são direitos, como eles são adquiridos e qual a sua importância individual e coletiva. Registrar as respostas dos alunos de forma sistematizada.

Solicitar aos alunos que perguntem aos seus familiares o que são Direitos Humanos, quais são e quem se beneficia com a existência de tais direitos.

Aula 2Solicitar que os alunos apresentem as respostas dos seus familiares sobre a questão dos direitos humanos. Registrar as informações de forma sistemática. Assistir ao vídeo (10 minutos) “A história dos Direitos Humanos”, discutir como esses direitos foram adquiridos, quais são esses direitos e as informações que os entrevistados do vídeo apresentaram sobre eles. Comparar a fala dos entrevistados com as respostas registradas dos familiares dos alunos e problematizar o quão tais direitos são compreendidos pelas pessoas.

Vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=kcA6Q-IPlKE

Aula 3: Realizar a leitura da “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, proclamada na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em 1948. Orientar para que cada aluno leia um artigo. Discutir, conforme apresentado no vídeo, em que contexto histórico esses direitos surgiram e qual a sua importância. Apresentar aos alunos a Versão Popular de Frei Betto para a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Solicitar que os alunos realizem individualmente uma pesquisa, em jornais, revistas e sites na internet, sobre notícias/reportagens que apresentem situações cotidianas de desrespeito aos direitos humanos. Além de selecionar a reportagem o aluno deverá identificar qual Direito Humano está sendo desrespeitado.

DUDH: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2018/10/DUDH.pdf

Versão Frei Betto: http://www.dhnet.org.br/direitos/deconu/textos/betto.htm

Aulas 4 e 5: Organizar os alunos em grupos e solicitar que cada um apresente para os demais colegas a pesquisa que realizou sobre situações de desrespeito aos Direitos Humanos. Solicitar que os alunos discutam as reportagens e escolham uma para ser socializada, a reportagem e os principais pontos discutidos pelo grupo, com o restante da turma.

Aulas 6, 7 e 8considerando que a escola a ser realizada esta sequência de aulas se localiza no Jardim Fernandes (Cidade Líder) e recebe, principalmente, alunos residentes do próprio bairro e dos bairros Jardim Eliane e Jardim Santa Maria, o professor apresentará três notícias online desta região, a saber:

1 – Incêndio destrói 40 barracos na zona leste de São Paulo

2 – Como descer fora do ponto pode ajudar as passageiras de ônibus em SP?

3 – Dois morrem em troca de tiros com a PM na zona leste

Textos disponíveis em:

https://recordtv.r7.com/balanco-geral-manha/videos/incendio-destroi-40-barracos-na-zona-leste-de-sao-paulo-20102018

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/01/03/como-descer-fora-do-ponto-pode-ajudar-as-passageiras-de-onibus-em-sp.htm?cmpid=copiaecola

https://noticias.r7.com/sao-paulo/dois-morrem-em-troca-de-tiros-com-a-pm-na-zona-leste-07112014

Ler as reportagens, com o professor conduzindo uma discussão que permita que os alunos façam uma relação do conteúdo com os Direitos Humanos. Solicitar para os alunos produzirem relatos, por texto ou gravação de audio ou vídeo, sobre alguma situação cotidiana em sua comunidade e/ou escola que ele observa que desrespeita/fere os direitos humanos. Obs.: o professor deverá estimular que os alunos discutam sobre situações que ocorrem em sua comunidade e até mesmo dentro da escola.

Aulas 9, 10, 11 e 12: Organizar os alunos nos mesmos grupos e solicitar que cada um apresente para os demais colegas o relato que realizou sobre situações de desrespeito aos Direitos Humanos. Solicitar que os alunos discutam os relatos e identifiquem os Direitos Humanos que foram desrespeitados. Solicitar que os alunos, a partir de tudo que foi discutido, escolhem um foco de discussão e elaborem um esquete teatral para apresentação para a turma. Os alunos terão liberdade para adaptar a cena criando outros personagens a fim de que todos do grupo participem da encenação. Disponibilizar tempo para ensaio.

Aulas 13 e 14: Orientar os grupos para que apresentem aos demais colegas da turma a esquete criada com base na reportagem escolhida. Os alunos que estão assistindo deverão identificar qual é o direito ou os direitos humanos desrespeitados na situação apresentada e comentar ao término de cada cena.

Aulas 15: realizar um debate com a turma sobre a situação dos Direitos Humanos no Brasil questionando junto aos alunos se tais direitos são ou não respeitados e por que. Apresentar a Constituição de 1988, a Constituição Cidadã, como o documento que reconheceu e estabeleceu os Direitos Humanos como direitos de todos os brasileiros, por meio de nossas leis. Comentar sobre os trâmites legais para a implantação de uma lei, esclarecendo que a existência formal da lei não significa o seu cumprimento imediato, e sobre a importância da atuação política dos cidadãos ao exigir que tais leis sejam respeitadas no país.

Aulas 16, 17 e 18Solicitar aos alunos que, em grupo, escolham um tema relacionado aos Direitos Humanos como racismo, homofobia, trasnfobia, preconceito de classe, preconceito de geração, imigração, moradia, trabalho, saúde e outros, e realizem uma pesquisa sobre movimentos sociais no Brasil ou no mundo que lutam para que tais direitos sejam reconhecidos e respeitados pelos governos e pela população em geral. Na pesquisa deverá constar informações sobre as causas defendidas pelo movimento, sua origem, principais lideranças e conquistas.

Aulas 19 e 20Orientar os grupos para que apresentem os resultados de suas pesquisas sobre movimentos sociais que lutam pela efetivação dos Direitos Humanos para os demais alunos da turma e, em seguida, organizar uma exposição do material, em forma de cartazes, paper com imagens e vídeos para toda a escola.

Avaliação: por meio de autoavaliação. Os alunos deverão atribuir notas (0 a 10) para os critérios (peso): Pontualidade (1); Assiduidade (1); Comportamento (2); Empenho (3); Atividade de casa (3); Produção em sala de aula (2); Respeitar a opinião dos outros (2); Participação no trabalho/discussão em grupo (3); Expressão de opiniões (2); Superação das dificuldades (2); Autonomia (3). O aluno poderá sugerir, e justificar, novos critérios de autoavaliação. Os alunos deverão justificar a nota dada para cada critério. A média ponderada da atribuição das notas formará a nota da autoavaliação.

Observações:

Sou professor recém ingressado na rede municipal de ensino de São Paulo. Atuei em  2018 e 2019 em uma EMEF da DRE São Mateus. E, neste ano, 2020, me removi para uma escola da DRE Itaquera. Atualmente não tenho turmas atribuídas, estando como professor módulo.

Considerando a quarentena causada pela Pandemia COVID-19, trabalhei presencialmente por aproximadamente 6 semanas na atual escola. Neste contexto, conheço pouco os alunos e a realidade da escola/comunidade. Eu sei que é uma comunidade muito humilde e com diversos problemas estruturais e sociais. Assim, tentei elaborar uma sequência de aulas em que os alunos tenham oportunidade de conhecer os Direitos Humanos e discuti-los ao interpretar situações cotidianas presentes em notícias da realidade brasileira, além de narrar e discutir suas experiências cotidianas.

Espero que após o retorno das aulas e a adaptação da nova rotina pós-quarentena esta sequência seja desenvolvida na escola. No entanto, antes, pretendo apresentar a proposta para os pares e equipe gestora para que ela seja estudada, revisada, replanejada e melhor contextualizada à realidade da escola  pelo grupo de educadores que aceitar em desenvolver este projeto em parceria.