Tarefa 6 – Curso EDH – Luciana de Jesus Batista

Data

4 de agosto de 2020

Cursista

Luciana de Jesus Batista

Função

Prof ensino fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

Emef Célia Regina Andery Braga

Tema: relações étnico-raciais
O tema foi escolhido frente à urgência e à necessidade de cada vez mais incluirmos a questão racial nas escolas, pois é necessário combatermos o racismo e, mais do que isso, formar cidadãos antiracistas.
O trabalho se destina a alunos do 3° ano do ensino fundamental e tem por finalidade promover o reconhecimento, valorização e respeito às diferenças, sobretudo, à questão étnico-racial.
Tendo em vista que o tema deve ser tratado continuamente, como resultado é esperado que os alunos comecem a desenvolver uma cultura de respeito e reconhecimento da diversidade, valorizando a sua própria identidade e a do outro.
A sequência didática foi pensada a ocorrer em 3 dias durante uma semana, com duração de aproximadamente 50 minutos para cada atividade proposta.
A primeira atividade seria a elaboração de um mural de fotos, onde os alunos levariam uma foto com a família e um texto escrito juntamente com a mesma à fim de pesquisar sobre suas origens, além de levantar um questionamento de quais brincadeiras os familiares costumavam brincar quando crianças. A proposta é que cada aluno cole a sua foto no mural e compartilhe o seu texto sobre a sua origem com a turma para que seja explorado questões de sua identidade e reconhecimento e valorização dos demais.
À partir do diálogo construído em relação às diferenças, na segunda atividade seriam levantadas as brincadeiras que as famílias relataram na atividade anterior, onde seria discutido as origens delas e, para introduzir, apresentado quais são de origem africanas e indígenas como pega pega, escravos de jó, queimada e peteca por exemplo. Com isso, a proposta da atividade seria a confecção da boneca Abayomi, que é uma boneca negra, símbolo de resistência, tradição e poder feminino.
Na terceira atividade, os alunos seriam divididos em grupos e a proposta seria uma contação de história sobre a boneca, cada grupo criaria uma história sobre ela e apresentava para a turma.
Ao final a professora apresentaria a origem e história da boneca para eles.
Para a avaliação foi pensada uma produção textual a fim de que seja verificada a forma que os alunos estão se apropriando da ideia de diversidade e desenvolvendo suas percepções de cultura.

Boneca Abayomi