Tarefa 6 – Curso EDH – Leonor modesto da silva dantas

Data

4 de agosto de 2020

Cursista

Leonor modesto da silva dantas

Função

PEIF

DRE / Unidade Educacional

Penha

Escola

Dre Penha

Leonor modesto da silva dantas – [email protected]

TÍTULO

“A IMPORTÂNCIA DA CONSCIÊNCIA CIDADÃ NA EDUCAÇÃO BÁSICA.

Tributos: O que nós temos a ver com isso?”

 

Professor responsável pelo projeto

Leonor Modesto da Silva Dantas

 

 PÚBLICO ALVO:

O projeto estará voltado aos alunos do dos 3º,4º e 5º anos, da E.E Dom Paulo Evaristo Arns, Localizada na Rua Coração Selvagem, sem número, CEP 08223-390- Conjunto Habitacional Águia de Haia- Diretoria de Ensino Leste 1.

O projeto está voltado a vivência da comunidade local e dentro dos pareceres do Projeto Política Pedagógico, assim como leva em conta a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9.394/96, a Constituição Brasileira, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o disposto LEI N° 13.005/2014 – PNE, e orientações do Currículo Paulista. Pressupondo o envolvimento de alunos, professores, direção, coordenadores e comunidade, além de todos os atores responsável pela escolarização. O projeto está voltado a vivência da comunidade local e o protagonismo dos alunos, dentro dos pareceres do Projeto Política Pedagógico, assim como leva em conta a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9.394/96, a Constituição Brasileira, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o disposto LEI N° 13.005/2014 – PNE.

  1. RESPONSÁVEIS PELA EXECUÇÃO DO PROJETO:
  • Alunos;
  • Professores do ensino fundamental I;
  • Gestão e coordenação pedagógica,

Ementa

Conscientizar desde a educação básica participação social, principalmente no que diz respeito a coisa pública. Nessa perspectiva, insere-se a Educação Fiscal, há uma prática educacional que trata das relações Estado e sociedade, à aplicação dos recursos públicos, cobrança de tributos, qual é sua participação na função socioeconômica.

Assim pode estabelecer sua participação social e política e de exercício de direitos e deveres. Sendo a abordagem do projeto fiscal um mecanismo de controle e fiscalização como uma prática, comprometida com a construção de conhecimentos, dentro da prática pedagógica, sensibilizar a comunidade escolar a intervir sobre a administração pública, arrecadação, aplicação dos recursos, e controle de gastos públicos. Tendo visto, que é através da leitura de mundo que se constrói a capacidade reflexiva e critica, sendo o processo educativo, fonte de conhecimento ao indivíduo a consciência de seu papel na sociedade tornando-o protagonista, a fim de transformar sua realidade em ações concretas.  Sobretudo, propiciar experiências aos estudantes com o propósito de desenvolver competências e habilidades fundamentais para plenitude da cidadania e soluções para os problemas de seu contexto social, seja no âmbito da escola, do seu bairro, da sua casa, até mesmo em âmbito global e universal.

 

Justificativa

Entender a participação efetiva da comunidade escolar na administração pública, aplicação dos recursos geridos pelos impostos. Envolver o aluno há uma reflexão acerca da, arrecadação dos tributos, e sua aplicação de maneira justa, e democrática e se assim for gerar qualidade de vida para a população e perspectiva de um futuro melhor. Construir uma cultura de paz, liberdade e justiça social através de ações concretas, mediado pela atuação do professor, os alunos possam ser participativos e cientes de seus direitos, deveres e responsabilidades sociais e despertar a consciência do cidadão para acompanhar a aplicação dos recursos públicos.

A Educação Fiscal na prática educacional deve ser vivenciada em todas as disciplinas oferecendo uma oportunidade aos alunos uma participação ativa nas tomadas de decisão. A Educação Fiscal se justifica pelo fato oferecer possibilidades de reflexão que viabilizam a compreensão da realidade e a formação de cidadãos atuantes no meio em que vivem. Espera-se que este trabalho venha contribuir de forma positiva de modo, evidenciar seu papel como agente de transformação. Nesse contexto, valoriza-se o trabalho com temas transversais como: saúde, ética, cidadania, responsabilidade, respeito, solidariedade, inclusão social etc. Certamente, esta abordagem fortalece as ações para além do conhecimentos, habilidades, atitudes e valores em intervenções concretas e solidárias, isto é, aprender a fazer e a conviver, aprender a ser, aprender a aprender.

Objetivo geral

Desenvolver habilidades específicas e correlacionadas com a atividade científica de investigação, relacionando-as com situações cotidianas. Criar uma identidade na comunidade escolar sobre sua importância no conhecimento da Educação fiscal para a formação da cidadania.

Objetivo específico

  • Conhecer a história do tributo, e sua importância para as ações nas áreas sociais (saúde, previdência, educação, moradia, saneamento, meio ambiente, energia e transporte, dentre outras).
  • Ampliar repertório do aluno e levá-lo há uma consciência Política, visando o desenvolvimento para o seu pleno exercício da cidadania.
  • Construir conhecimento como um instrumento possível de ação e transformação da realidade. LDBN (lei de diretrizes de base da educação, CF (Constituição federal 1988) e Direitos Humanos Direitos Universais
  • Compreender que a ação vai além dos muros da escola, e que a participação efetiva requer responsabilidade cidadã, reconhecendo os tributos no dia-dia, (cupom fiscal, serviços públicos no bairro, coisa pública).
  • Se reconhecendo como parte da sociedade e capaz e transformar a comunidade do qual estão inseridos
  • Tornando-os ativo e fiscalizadores da coisa pública, e disseminadores de uma educação fiscal.

Habilidades envolvidas

(EF35LP02) Selecionar livros da biblioteca e/ou do cantinho de leitura da sala de aula e/ou disponíveis em meios digitais para leitura individual, justificando a escolha e compartilhando com os colegas sua opinião, após a leitura.

(EF35LP09) Empregar marcas de segmentação em função do projeto textual e das restrições impostas pelos gêneros: título e subtítulo, paragrafação, inserção de elementos paratextuais (notas, box, figura). Produção Escrita Paragrafação e outras marcas de segmentação do texto.

(EF35LP12) Consultar o dicionário para o esclarecimento de dúvidas sobre a escrita de palavras, especialmente no caso de irregularidades ortográficas.

(EF35LP10) Identificar características linguístico-discursivas e composicionais de gêneros do discurso oral, utilizados em diferentes situações comunicativas (conversação espontânea, conversação telefônica, entrevistas pessoais, entrevistas no rádio ou na TV, debate, noticiário de rádio e TV, narração de jogos esportivos no rádio e TV, aula, debate etc.). Compreensão de textos orais

(EF35LP16A) Ler/ouvir notícias, cartas de reclamação, resenhas entre outros textos do campo da vida pública, inclusive em suas versões orais.

(EF35LP16B) Identificar e manter a estrutura composicional e o estilo próprios de notícias, cartas de reclamação, resenhas entre outros textos do campo da vida pública,

inclusive em suas versões orais. Compreensão em leitura Produção escrita

(EF35LP15) Argumentar em defesa de pontos de vista sobre temas

polêmicos relacionados a situações vivenciadas na escola e/ou na comunidade, na produção escrita de cartas de reclamação, resenhas, entre outros textos do campo da vida pública. Produção escrita.

(EF35LP17) Pesquisar e selecionar, com o apoio do professor, informações de interesse sobre fenômenos sociais e naturais, em textos que circulam em meios impressos ou digitais.

(EF15LP05A) Planejar o texto que será produzido, com a ajuda do professor,

conforme a situação comunicativa (quem escreve, para quem, para quê, quando e onde escreve), o meio/suporte de circulação do texto (impresso/digital) e as características do gênero.

(EF15LP05B) Pesquisar, em meios impressos e/ou digitais, informações necessárias à produção do texto, organizando os dados e as fontes pesquisadas em tópicos.

Conteúdo

LÍNGUA PORTUGUESA/MATEMÁTICA/CIÊNCIAS HUMANAS E DA NATUREZA

  • Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana…
  • Desenvolver o raciocínio lógico…
  • Compreender as relações entre conceitos e procedimentos dos diferentes campos da Matemática (Aritmética, Álgebra, Geometria, Estatística e Probabilidade) …
  • tecnologias digitais disponíveis.
  • utilizando diferentes registros e linguagens (gráficos, tabelas, esquemas, além de texto, algoritmos, como fluxogramas, e dados).
  • Desenvolver e/ou discutir projetos que abordem, sobretudo, questões de urgência social, com base em princípios éticos, democráticos, sustentáveis e solidários
  • Valorizando a diversidade de opiniões de indivíduos e de grupos sociais, sem preconceito de qualquer natureza.
  • Interagir com seus pares de forma cooperativa, trabalhando coletivamente no planejamento e desenvolvimento de pesquisas para responder a questionamentos
  • busca de soluções para problemas, de modo a identificar aspectos consensuais com os colegas e aprendendo com eles. e a perseverança na busca de soluções.
  • Observações sistemáticas de aspectos quantitativos e qualitativos presentes nas práticas sociais e culturais, de modo a investigar, organizar, representar e comunicar informações relevantes, para interpretá-las e avaliá-las crítica e eticamente, produzindo argumentos convincentes.
  • Interagir com seus pares de forma cooperativa, trabalhando coletivamente no planejamento e desenvolvimento de pesquisas para responder a questionamentos
  • E na busca de soluções para problemas, de modo a identificar aspectos consensuais ou não na discussão de uma determinada questão, respeitando o modo de pensar dos colegas e aprendendo com eles.
  • Introdução à metodologia científica; prática de pesquisa; investigação científica; desenvolvimento de plano de pesquisa; análise de dados experimentais; confecção de relatórios científicos.

Metodologia

ETAPA 1

Levantamento Prévio dos alunos sobre cobrança de imposto, compartilhando o Projeto e organizando o trabalho; Pesquisa, Levantamento das Políticas Públicas em seu bairro.

ETAPA 2

Conhecendo a história do tributo – Vídeo com o ator Paulo Betti sobre a História dos Tributos, da pré-história aos dias atuais, voltado para professores. Um clássico do Programa Nacional de Educação Fiscal-PNEF. Disponível em: https://youtu.be/EM_gruOGRn4> ACESSO EM 31 de julho de 2020.

ETAPA 3

PESQUISA DE MATERIAIS PARA SUBSIDEOS DO PROJETO.

EDUCAÇÃO FISCAL o caminho para a cidadania, Disponível em:< www.educacaofiscal.sp.gov.br/pages/DuvidasFrequentes/DuvidasFrequentes_FazendaAberta.shtm Acesso em 31 de julho de 2020.

Associação Comercial de São Paulo. Impostômetro. Disponível em: < https://impostometro.com.br/#arrecadacaoBrasil> Acesso em 31 de julho de 2020.

ETAPA 4

PESQUISAS DE CAMPO

  1. Participação do Grêmio escolar, reunião, participação efetiva e compartilhamento.
  2. Quais os serviços prestados a comunidade local?
  3. Quanto eu pago de tributo
  4. Em contas de consumo.
  5. Alimentação
  6. Quais são os tributos que pagamos?
  7. Para que pagamos?
  8. De que forma esses tributos devem voltar para a sociedade?

ETAPA 5

Seminário e apresentação com cartazes, história do Brasil colônia, primeiros habitantes, como funcionava?

Produzindo Jornal (Mural escolar)

Recursos didáticos

  • Aparelhos conectados à internet; (desktop, notebook, celular).
  • livros; revistas científicas; laboratórios.
  • Jornal impresso, se possível, de circulação regional e atual.
  • Gravador (podem ser utilizados os disponíveis em smartphones ou tablets).
  • Caderno ou folha pautada para registro.
  • Lápis.
  • Lápis de cor.

Avaliação

A avaliação será feita durante todo o processo de execução do projeto através da produção e socialização dos conhecimentos geradas pelos alunos à medida que as atividades forem concluídas, por ser um projeto permanente, ressaltando a interdisciplinaridade de conteúdo, com a inclusão da educação fiscal, despertando reflexão e comportamentos para consciência cidadã.

Culminância

  • Exposição Feira Literária
  • Exposição do trabalho à comunidade escolar, (reescritas, seminários, dramatização, documentários, edições do jornal escolar)
  • Apresentação do filme aos pais das etapas do projeto ao longo do ano).

 

Referências Bibliográficas

BRASIL. Ministério da Fazenda. Escola de Administração Fazendária. Educação Fiscal no Contexto Social. Programa Nacional de Educação Fiscal – PNEF. 4.ed. Série Educação Fiscal. Caderno 2. Brasília: ESAF, 2009. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/def_caderno_1.pdf> Acesso em 31 de julho de 2020.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Escola de Administração Fazendária. Educação Fiscal no Contexto Social. Programa Nacional de Educação Fiscal – PNEF. 4.ed. Série Educação Fiscal. Caderno 3. Brasília: ESAF, 2009. Disponível em: < http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/def_caderno_3.pdf> Acesso em 31 de julho de 2020.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Escola de Administração Fazendária. Educação Fiscal no Contexto Social. Programa Nacional de Educação Fiscal – PNEF. 4.ed. Disponível em: < http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/def_caderno_1.pdf>Acesso em 31 de julho de 2020.

Educação Fiscal para a Cidadania: Ivan Cordeiro Lima<Disponível em: http://www.educacaofiscal.sp.gov.br/contents/apostila-educacao-fiscal-cidadania.pdf> Acesso em: 31 de julho de 2020.

GOV.BR. Disponível em: < https://www.gov.br/pt-br/categorias/financas-impostos-e-gestao-publica. Acesso em: 31 de julho de 2020.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9.394/96.Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>Acesso em 31 de julho de 2020.

LEI N° 13.005/2014 – PNE – Disponível em: <http://pne.mec.gov.br/> < http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014> Acesso em 31 de julho de 2020.

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR. DISPONÍVEL EM:< http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf> Acesso em 31 de julho de 2020.

Currículo Paulista. Disponível em:< https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/wp-content/uploads/sites/7/2019/09/curriculo-paulista-26-07.pdf> Acesso em 31 de julho de 2020.