Tarefa 6 – Curso EDH – Kelly Mendonça Ricardo de Arquino

Data

28 de julho de 2020

Cursista

Kelly Mendonça Ricardo de Arquino

Função

Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

Emei Magdalena Tagliaferro

Professora: Kelly Mendonça Ricardo de  Arquino – [email protected]

 Sequência didática sobre:

– Diversidades Culturais;

– A diferença é o que nos une;

– Direitos das Crianças.

 Justificativa: Os temas acima serão abordados com o intuito de promover, reconhecer e valorizar as histórias e as culturas de povos que construíram o Brasil, bem como o respeito as diferenças/diversidades  e o direito das crianças. Tais temas serão explorados de forma lúdica através da arte, brincadeiras, jogos, contos africanos, leitura de imagens, leitura narrada e rodas de conversa, numa perspectiva critica e lúdica explorando as questões étnicas na promoção do respeito as diferenças, as singularidades e multiplicidades de povos e culturas.

Público alvo:  Alunos da Pré-escola / Educação Infantil  ( 5 anos)

Objetivos:  Que as crianças desde pequenas saibam valorizar as diversas culturas existentes em nosso pais e  reconheçam  a importância de suas contribuições. Que promovam  o  respeito a si, ao outro e reconheçam a importância das diversidades, de seus direitos e do respeito a si e ao seu semelhante.

Atividades Propostas:

 Etapa 1- Conhecimentos prévios – Leitura de imagens

 Objetivos: Explorar os conhecimentos prévios das crianças com relação as diversidades culturais.

Desenvolvimento: Expor em cartaz para a turma com imagens de crianças de várias nacionalidades. Discutir em roda de conversa sobre as imagens selecionadas (como se vestem, se comportam, etc…).  Iniciar a compreensão das crianças quanto ao entendimento que independente da nacionalidade e da forma como vivem, as crianças tem o direito de ser crianças e viver sua infância, fase bem encantadora da vida humana.

Duração: Aproximadamente 2 aulas (1h30)

Etapa 2- Hora da Leitura: Leitura Narrada

 Objetivos: Explorar e valorizar as histórias das diferentes culturas (Africana, Indígena e Portuguesa) numa perspectiva critica e lúdica, no sentido de naturalizar os conteúdos relacionados com as questões étnicas na promoção do respeito as diferenças, as singularidades e multiplicidades de povos e culturas que construíram o Brasil.

Desenvolvimento:  Trabalhar as histórias abaixo em dias diferentes e explorar as mesmas através de roda de conversa com as crianças.

Duração:  Aproximadamente seis aulas (4h30) divididas em três dias diferentes ou seja 1h30 em cada dia.

Vídeo: História sobre a cultura indígena (Raízes do Brasil)

https://www.youtube.com/watch?v=cQkA5PDow2sacesso em 07/2020

Vídeo: História sobre a cultura Portuguesa (Raízes do Brasil)

https://www.youtube.com/watch?v=HfaeWT6qZl0 , acesso em 07/2020

Vídeo: História sobre a cultura africana (Raízes do Brasil)

https://www.youtube.com/watch?v=fGUFwFYx46s, acesso em 07/2020

 Etapa 3 – Brincadeiras, Brincadeiras de roda Africana e seus instrumentos musicais.

Objetivos: Explorar, reconhecer e valorizar as histórias e as culturas africanas e indígenas através da arte, brincadeiras, jogos, contos africanos, numa perspectiva critica e lúdica explorando as questões étnicas na promoção do respeito as diferenças, as singularidades e multiplicidades de povos e culturas que construíram o Brasil.

Desenvolvimento:  Vamos brincar de roda, brincadeiras cantadas, de tabuleiro e ciranda do Coco que tem influências dos batuques africanos e dos bailados indígenas. Assistir aos vídeos abaixo e realizar as danças e brincadeiras propostas nas mesmas, explicando para as crianças suas origens.

Duração: Aproximadamente doze aulas ( 9h00) em seis dias diferentes (1h30 em cada dia) , explorar cada roda/brincadeira em um dia. Brincadeiras e interações é o principal objetivo da educação infantil desta forma as brincadeiras abaixo serão trabalhadas durante todo o ano.

Vídeo: Roda Africana- Palavra cantada

https://www.youtube.com/watch?v=QjlmRDk9ktI , acesso em 06/2020

Vídeo: Sansa Kroma

https://www.youtube.com/watch?v=JVYQ-3XwyHY,  acesso em 06/2020

 

Vídeo: Instrumentos Africanos-quintal da cultura

https://www.youtube.com/watch?v=RbydoLmDMv8, acesso em 06/2020

Vídeo: África- Músicas e canções para as crianças

https://www.youtube.com/watch?v=sFlyUvo7Gy0, acesso em 06/2020

Vídeo: NNGAPI? QUANTOS? – Brincadeira Africana

https://youtu.be/uAUN0xUijeAacesso em 06/2020

Vídeo: Ciranda do coco- palavra cantada

https://www.youtube.com/watch?v=T18tbTP2u_o , acesso em 06/2020

Etapa 4 – Hora da construção de um brinquedo Brasileiro de origem indígena

 Objetivos: Valorizar as histórias e as diversas culturas, mostrando aos pequenos que em nosso pais existe a contribuição de todas elas e que os brinquedos e brincadeiras também tem suas origens. Nesta atividade construiremos um brinquedo brasileiro muito apreciado pelas crianças e de origem indígena, a peteca.

Desenvolvimento: Construir uma peteca com materiais recicláveis

Materiais utilizados:

– Algumas folhas de jornal

– Uma sacolinha plástica de supermercado

Como fazer:

– Recortar as alcinhas da sacola

– Recortar o fundo da sacola e reservar

– Recortar as laterais da sacolinha, transformando-a em duas partes iguais.

– colocar uma parte da sacolinha sobre a outra na diagonal

– Amassar o jornal o máximo que você conseguir formando uma bola

– Colocar a bolinha do jornal no centro da sacolinha recortada juntar as pontas da sacolinha e amarrar com a tira que foi recortada do fundo da sacolinha e reservada.

Esta pronto um brinquedo muito divertido e de origem brasileira/indígena é só brincar.

Duração: Duas aulas (1h30), para a construção da peteca e contar sua história para eles, porém, essa brincadeira na educação infantil acontece o ano inteiro.

 

Etapa 5 –  Tudo Bem ser Diferente!

Atividade: Tudo bem ser diferente! A diferença é o que nos une!!!

 Objetivos: Estimular o respeito às diferenças, promover a reflexão sobre a igualdade. Reconhecer a importância do respeito ao próximo e ao seu semelhante. Trabalhar a importância do respeito e empatia diante da diversidade. Explorar a dança, interação, diversão, compreensão de mundo e solidariedade juntos , e o tema somos diferentes e somos importantes através da roda de conversa após o vídeo.

Desenvolvimento: Após assistir ao primeiro vídeo realizar roda de conversa para estimular a compreensão dos pequenos e solicitar que façam um lindo desenho dos seus amigos da escola.

Após assistir ao segundo vídeo solicitar que tragam uma foto de seus familiares para a escola para que façamos um grande mural coletivo com as fotos, valorizando assim a riqueza das diversidades.

Vídeo: A Diferença é o que nos une.

https://youtu.be/eLtzvypcurE , acesso em 07/2020

Após assistir ao vídeo realizar roda de conversa para estimular a compreensão dos pequenos e solicitar que façam um lindo desenho dos seus amigos da escola.

Vídeo: Vídeo Normal É Ser Diferente (clipe animado) grandes pequeninos.

Grandes Pequeninos. Normal É Ser Diferente – Grandes Pequeninos. 2015. (3m52s). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=oueAfq_XJrg>. Acesso em 07/ 2020

Após assistir esse vídeo solicitar que tragam uma foto de seus familiares para a escola para que façamos um grande mural coletivo com as fotos, valorizando assim a riqueza das diversidades.

Duração:  Quatro aulas (3h00) em dois dias diferentes, duas aulas (1h30) em cada dia.

 Etapa 6 –  Leitura do Livro: – Os direitos das crianças segundo Ruth Rocha

 Objetivo: Explorar o livro de Ruth Rocha que fala sobre os direitos das crianças

Desenvolvimento:

– Apresentação do livro – (Capa, autor, ilustração, do que irá tratar?)

– Fazer a leitura com entonação e alegria (caso não tenha acesso ao livro, fazer a cópia do poema)

– Roda de conversa sobre a interpretação do livro,  (dos direitos citados no poema de Ruth Rocha, se tem algum que eles conhecem?

– Fazer junto com as crianças um cartaz com alguns direitos da criança segundo Ruth Rocha.

Duração: 4 aulas (3h00) a serem trabalhadas em dois dias diferentes, 2 aulas em casa dia (1h30)

“OS DIREITOS DAS CRIANÇAS – RUTH ROCHA”.

A autora poetiza os conceitos quanto aos direitos das crianças de uma forma linda e expõe que tais direitos não é questão de concordar e sim de respeito à infância.

 “OS DIREITOS DAS CRIANÇAS SEGUNDO RUTH ROCHA” 

Toda criança do mundo deve ser bem protegida

Contra os rigores do tempo

Contra os rigores da vida.

Criança tem que ter nome

Criança tem que ter lar

Ter saúde e não ter fome

Ter segurança e estudar.

 

Não é questão de querer nem questão de concordar

Os direitos das crianças todos tem que respeitar.

 

Direito de perguntar… ter alguém pra responder.

A criança tem direito de querer tudo saber.

A criança tem direito até de ser diferente.

E tem que ser bem aceita seja sadia ou doente.

 

Tem direito à atenção

Direito de não ter medos

Direitos a livros e a pão

Direitos de ter brinquedos.

 

Mas a criança também tem o direito de sorrir.

Correr na beira do mar, ter lápis de colorir.

Ver uma estrela cadente, filme que tem robô,

Ganhar um lindo presente, ouvir histórias do avô.

 

Descer no escorregador, fazer bolha de sabão,

Sorvete, se faz calor, brincar de adivinhação.

Morango com chantilly, ver mágico de cartola,

O canto do bem-te-vi, bola, bola, bola, bola!

 

Lamber fundo de panela

Ser tratada com afeição

Ser alegre e tagarela

Poder também dizer não!

 

Carrinho, jogos, bonecas, montar um jogo de armar,

Amarelinha, petecas, e uma corda de pular.

Um passeio de canoa, pão lambuzado de mel,

Ficar um pouquinho à toa… contar estrelas no céu…

 

Ficar lendo revistinha,

Um amigo inteligente,

Pipa na ponta da linha,

Um bom dum cachorro quente.

 

Festejar o aniversário, com bala, bolo e balão!

Brincar com muitos amigos, dar uns pulos no colchão.

 

Livros com muita figura,

Fazer viagem de trem,

Um pouquinho de aventura…

Alguém para querer bem…

 

Festinha de São João, com fogueira e com bombinha,

Pé de moleque e rojão, com quadrilha e bandeirinha.

 

Andar debaixo de chuva,

Ouvir música e dançar.

Ver carreiro de saúva,

Sentir o cheiro do mar.

 

Pisar descalça no barro,

Comer frutas no pomar,

Ver casa de joão-de-barro,

Noite de muito luar.

 

Ter tempo pra fazer nada, ter quem penteie os cabelos,

Ficar um tempo calada… falar pelos cotovelos.

 

E quando a noite chegar, um bom banho, bem quentinho,

Sensação de bem estar… de preferência com colinho.

 

Uma caminha macia,

Uma canção de ninar,

Uma história bem bonita,

Então, dormir e sonhar…

 

Embora eu não seja rei, decreto, neste país,

Que toda, toda criança tem direito a ser feliz!

 

Disponível em: 

https://www.youtube.com/watch?v=hvCcPSp9BDo, acesso em 06/2020.

Avaliação:  A avaliação será feita através do acompanhamento, observação, reflexão das  reações, falas, interações e socialização das crianças com as atividades propostas, assuntos abordados  e com o outro.