Tarefa 6 – Curso EDH – Josinaide Dutra da Silva

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Josinaide Dutra da Silva

Função

professora

DRE / Unidade Educacional

Itaquera

Escola

Emef Dr João Naoki Sumita

                   TEMA: RETORNO PÓS PANDEMIA – O QUE APRENDI COM O ISOLAMENTO SOCIAL

             A escolha desse tema foi pensada no título do nosso curso e no que podemos tirar de tudo que ocorreu nesse período de isolamento social, quais foram os aprendizados, o que tivemos de negativo, mas o que podemos ter aprendido de positivo.

Esse trabalho se destina a alunos, professores, equipe escolar em geral e a comunidade.

Ao promover esse trabalho a intenção é promover uma interação entre todos, mostrando principalmente aos alunos que todos somos iguais independentes das condições específicas de cada um, todos passamos pelas mesmas angústias, aflições, questionamentos, medos e podemos nos ajudar.

Os objetivos são de estreitamento de relação, acolhimento, compartilhar emoções e sentimentos, aprender, ouvir, refletir e trocar conhecimento.

A duração das atividades vai depender do que iniciaremos, se primeiramente com um bate papo com os alunos por turma, por período, por faixa etária, depois vídeos, talvez trazer um psicoterapeuta da própria comunidade e usar materiais tecnológicos.

Tirar um dia da semana para esse trabalho, fazer desse momento algo esperado, movimentar toda a equipe escolar para essa atividade, buscando um trabalho pensando também na Gestão Democrática, tão falada e pouco conhecida na maioria das unidades escolares.

Na maioria das lives que tivemos percebemos que o estreitamento com a comunidade escolar é a melhor maneira de resolver conflitos e problemas que muitas vezes começam em casa, mas se refletem na escola como a questão da sexualidade do aluno, essa foi a live que mais me impactou e a que mais tirei proveito e depois dela penso que precisamos ter esse momento com nossos alunos, debatendo temas polêmicos. Nós como educadores muitas vezes percebemos atitudes que os familiares não percebem ou não querem perceber.

A avaliação ficaria por conta dos registros feitos no início, durante e não necessariamente ter uma data fim para terminar, poderia fazer dessa atividade algo permanente, mudando apenas os temas, iniciando com a pandemia, depois poderia ter outro bate papo sobre sustentabilidade, imigrantes, preconceito, diferenças sociais, enfim há um leque de possibilidades a serem exploradas, tem muito material a nossa disposição afinal, RESPEITAR É PRECISO.

 

 

JOSINAIDE DUTRA DA SILVA – RF: 826.291.8/1 – AUXILIAR TÉCNICO DE EDUCAÇÃO