Tarefa 6 – Curso EDH – JOELMA DOS SANTOS SILVA

Data

28 de julho de 2020

Cursista

JOELMA DOS SANTOS SILVA

Função

Professora

DRE / Unidade Educacional

Campo Limpo

Escola

EMEF profª Carolina Rennó Ribeiro de Oliveira

 

O DIFERENTE É BONITO TAMBÉM!!!

JOELMA DOS SANTOS SILVA RF: 857.298/4
LOTAÇÃO: EMEF CAROLINA RENNÓ RIBEIRO DE OLIVEIRA

PROJETO: O DIFERENTE É BONITO TAMBÉM!!

– TEMA: Diversidade: Conviver com as diferenças e saber respeitá-las.

– JUSTIFICATIVA: Esse projeto tem a pretensão de promover a conscientização da comunidade escolar quanto ao respeito às diferenças, sejam elas raciais, religiosas, econômicas…
Pretende-se mostrar o fortalecimento do compromisso com a defesa do pleno exercício da cidadania, levando em consideração que é preciso EDUCAR o indivíduo para a CONVIVÊNCIA saudável no espaço em que está inserido.
Com isso, o projeto visa provocar nos estudantes a conscientização, a autonomia e organização de seus valores morais, utilizando a ferramenta principal que é o RESPEITO, a fim de aceitar que o diferente é bonito também!!

– PÚBLICO ALVO: Alunos do 4º ano do Ensino Fundamental 1

– PERÍODO DE APLICAÇÃO::
Início: Retorno das aulas.
Término: 20 DE NOVEMBRO- Dia da Consciência Negra.

– APLICAÇÃO: 50 minutos (1 aula por semana)

– DISCIPLINAS ENVOLVIDAS: Educação Física, Arte, História, Português, Ciências e Geografia

– OBJETIVO GERAL: Possibilitar o desenvolvimento dos valore básicos para a boa convivência, respeitando a diversidade em suas múltiplas facetas: étnico-racial, sociocultural e gênero.

– OBJETIVO ESPECÍFICO: O aluno deverá:
a. -Compreender que a sociedade é formada por etnias e raças diversas, diferentes religiões, costumes, idiomas, classe social, etc. E com isso cada grupo e suas histórias, formam um povo só.
b. – Produzir conhecimento, atitudes, posturas e valores que eduquem os estudantes quanto o respeito à diversidade
c. – Desenvolver a oralidade
d. -Promover autonomia, através de pesquisa.
e. -Desenvolver uma imagem positiva de si e do outro, melhorando suas possibilidades de comunicação e interação social.
f. – Trabalhar o conceito de família adotiva e família biológica
g. – Entender a desigualdade social, tortura física e psicológica e a escravidão sofrida pelos negros desde sua chegada ao Brasil.
h. – Conhecer as doenças adquiridas pelos negros nos porões dos NAVIOS NEGREIROS.
i. -Apreciar o ritmo e a musicalidade dos negros formando a nossa cultura.
j. -Conhecer a miscigenação brasileira.
k. – Pesquisar e desenvolver brincadeiras relacionadas aos negros e imigrantes no Brasil.

– RECURSOS: Livro para tema: “As Cores de Mateus”, texto jornalísticos, atividades de regionalização, livro didático sobre a chegada dos negros e sua escravização, data show, pesquisas por parte dos estudantes, Vídeo: Vista a minha pele” , debate, material de uso comum ( lápis, borracha, lápis de cor, pincéis, tinta, etc.) recortes de revistas e confecção coletivo de um “mural da diversidade”

– ATIVIDADES A DESENVOLVER (50 minutos de aula)
a. – Apresentação no caderno de texto sobre a descrição do que é racismo e suas conseqüências hoje no Brasil.
b. – Leitura do livro paradidático: As cores de Mateus Editora: Everest
c. Autora: Marisa López Soria Ilustrações: Katarzyna Rogowics
Sinopse: Mateus é um menino negro como a noite e escuro como o mistério. E é um menino adotado por uma família branca, que contrasta com ele, sofrendo comentários humilhantes por onde passam. Sua mãe para amenizar, cria historias sobre sua cor, comparando com amora, azeviche, pássaro… e conta-lhe também sobre seu nascimento numa ilha muito distante. Esse garoto sofre retaliações na escola por conta de sua cor, levando-o a agressão física, que é fortemente repreendida com amor por sua mãe que o ensina a ver a beleza na diferença.
d. – Roda de conversa para a exploração do livro, com questionamentos direcionados pelo professor, visando provocar o pensamento crítico nos estudantes.
e. -Atividades em folha de sulfite que promovem a interpretação textual do livro, fixando o entendimento de seu tema central.
f. – Apresentação no livro didático da história da invasão na África e a vinda forçada dos negros ao Brasil, para trabalhar como mão-de-obra escrava.
g. -Pesquisa, na sala de informática, dos navios negreiros e suas repartições.
h. – Pesquisar sobre o que é escorbuto, como se pega, tratamento, etc. (doença adquirida no navio).
i. -Apreciação, na aula de Arte, de músicas africanas e de outras raças, para mostrar a diversidade cultural que juntos, formam a nossa sociedade.
j. -Produção textual de um final diferente para a história de Mateus, ilustrando-a.
k. -Apresentação individual de sua narrativa (atividade avaliativa)
l. -Explicar o fim da escravatura e a chegada dos imigrantes e suas conseqüências para os negros brasileiros.
m. – Na aula de Educação Física, desenvolver brincadeiras originárias nos outros países, após apresentação oral do professor sobre a história.
n. – Assistir ao filme: “VISTA A MINHA PELE”
1. Direção: Joel Zito Araújo/ 2003/Ficção/ Brasil
o. Sinopse: O filme coloca a realidade dos negros em evidência ao propor uma inversão: narra à história de brancos e negros, em papéis trocados. A empregada da família rica é branca, os patrões negros e ricos; os padrões de beleza são pautados na BELEZA NEGRA; a classe minoritária são os brancos que sofrem o preconceito racial. Nesse contexto, o filme retrata a trajetória de uma aluna branca e pobre, tentando se adaptar nesse universo, onde ela é a diferença.
– FILME: https://youtu.be/LWBodKwuHCM

p. -Responder as questões em seu caderno:
• Qual a sensação diante das imagens trocadas?
• Tem algum momento impactante? Qual? Por quê?
• Quem são os maiores vitimas do preconceito no filme?
• Dê exemplos de atitudes discriminatórias mostrada no filme
• Alguém que você conhece, ou você mesmo, já sofreu algum tipo de preconceito?De que forma? Qual foi sua reação? Obs:(as questões podem ser elaboradas de acordo com a turma)
r. – Debate (sala em U), acerca das diferenças apresentadas no vídeo.

-PRODUTO FINAL= Dia da Consciência Negra
• Separar a sala em grupos de 4 alunos ( 8 grupos ).
• Cada grupo montará uma forma de apresentação que exalte a diversidade (cartazes, poesia, musica, paródia, narração…), decidido por sorteio.
• Irão apresentar seu trabalho para as outras turmas, das outras séries REBAIXANDO O PRECONCEITO DE QUALQUER FORMA.
• Combinar com as turmas das outras salas, um dia para cada criança trazer FOTOS OU RECORTES DE DIVERSOS TIPOS DE PESSOAS.
• No mural do pátio, os alunos do 4º ano, preencherão o MAPA DO BRASIL (previamente recortado no papel pardo) com as FOTOS que os estudantes trouxeram.
• Comemorar a DIVERSIDADE com músicas diversas ( por turma no pátio).
– AVALIAÇÃO: Contínuo e processual
• Observação da participação individual e em grupo
• Apresentação do seminário (produção)
• Desenvolvimento da oralidade
• Participação na conclusão do projeto.
FIM !!!