Tarefa 6 – Curso EDH – Isabel Dalinajara Jorge

Data

16 de julho de 2020

Cursista

Isabel Dalinajara Jorge

Função

Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental 1

DRE / Unidade Educacional

Capela do Socorro

Escola

Vila Natal

 

Tema: Conhecer para respeitar (Respeito na Escola)

 

Justificativa:

Estabelecer relacionamentos integrais e saudáveis com todas as pessoas, conviver é estabelecer vínculos e sobrepujar as diferenças. O princípio da valorização da individualidade e do respeito à diversidade, pela felicidade e o bem-estar de toda comunidade escolar. Em decorrência da grande rotatividade da remoção dos professores, coordenadores e diretores, nossa Unidade Educacional é considerada de passagem, por ter fácil acesso de locomoção.  Percebemos a necessidade de estreitar as relações dos docentes. Nas atribuições do cotidiano escolar os educadores na maioria das vezes não tem a oportunidade de estabelecer relações com outro que não fazem parte do seu convívio diretamente. As pessoas ficam fechadas no seu grupo, os professores, agente escolar, gestoras, zeladores, merendeiras e etc. Convivemos no mesmo espaço físico, todos educadores que fazem parte da educação das crianças, o comportamento dos adultos refletem diretamente neste processo educacional.

 

A quem o trabalho se destina

Todos os profissionais locados na Unidade Educacional (professor, diretor, coordenador pedagógico, secretaria, agente escolar, zeladoria e merendeira).

Finalidade

Conhecer para respeitar o sujeito, os espaços, a comunidade, promovendo o respeito na sua integralidade, na construção de seres humanos dotados de respeito mútuo, dentro e fora do ambiente escolar. Realizando ações que favoreçam a cooperação e compreensão mútua.

Objetivos

Promover ambiente de respeito para com as diferenças de convivência na Unidade Educacional, respeitando a individualidade do sujeito.

Duração – Quanto tempo você prevê que será necessário.

Seis encontros presenciais.

As atividades que comporão a sequência

Atividade 1Café com Memórias –  Prepara a sala de reuniões, em um ambiente acolhedor, dispondo  a grande mesa e espalhar pelos espaços, fotografias de eventos ocorridos na escola, dos espaços da escola  e palavras de motivação.  Cada pessoa deverá trazer um objeto da sua residência para compor a mesa que tenha um significado afetivo, como por exemplo, uma caneca, prato de bolo.  Durante o café realizar sua apresentação, qual a função dentro da unidade e por que escolheu o objeto.  Como ponto de partida para criar um ambiente harmônico de coexistência criativa.

Atividade 2 – Conhecendo os espaços – Distribuir envelopes com nomes dos profissionais para realizar a divisão por grupo de profissionais e mesclar os segmentos, em seguida visitar o espaço do outro e descrever o local e trabalho. Por exemplo, a coordenadora ir até o espaço da cozinha para se apropriar da rotina diária.  Exercitar a  benevolência, em saber e aprender com as diferenças de cada um e suas funções.

Atividade 3Visitando a Comunidade – em grupos profissionais da Unidade irão fazer uma  visita pelo entorno da Unidade, importante que em cada grupo tenha uma pessoa que more na própria comunidade. Valorizar e respeitar a comunidade através dessa vivência.   Colocar-se no lugar do outro, procurando imaginar qual seu sentimento por pertencer a essa localidade.

Atividade 4 – Árvore dos elogios – Montar com envelopes o formato de árvore, em cada envelope colocar o nome dos profissionais da unidade do lado de fora. Colocar em local que facilite o manuseio, ofertar vários papeis cortados para colocar dentro com os respectivos elogios. Intenção que todos possam fazer e receber os elogios.

Atividade 5Desenho Autoretrato – Pegar o envelope correspondente ao seu nome e realizar desenho baseado nas características exposta no envelope. Realizar uma exposição e tentar adivinhar quem é a pessoas, como o outro me enxerga, como eu me enxergo. Pode descrever de forma física e psicológica.

Atividade Final Roda de Conversa – Em roda de conversa promover  diálogo com todos os profissionais que ocupam a Unidade Educacional, enfatizando que todos são importantes na sua integralidade, estreitando as relações, estabelecendo diálogos francos,  sinceros,  educados, respeitosos e com muito carinho entre todos.

Avaliação

Durante todo o processo das atividades, observando como os profissionais foram evoluindo, estreitando os laços de Companheirismo, empatia e respeito com o outro, com suas funções e com os espaços. Se necessário, durante o processo realizar adequações necessárias das atividades propostas.