Tarefa 6 – Curso EDH – FLAVIA APARECIDA COELHO

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

FLAVIA APARECIDA COELHO

Função

Pei

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

Cei Vereador Raul Tabajara Vidigal Leitão

PROJETO IDENTIDADE

Turmas: BII e MGI

Periodo de realização: ANO 2021

JUSTIFICATIVA

Dentro da reflexão feita durante os encontros (lives) do curso “Respeitar é preciso” alguns pontos para mim, ficaram bem pautados, foram eles;

  • Que uma diversidade de materiais para a promoção de um currículo que abrange uma educação para as Relações Étnico-Raciais em todas as esferas da educação.
  • Entendendo que essa construção de uma educação para as Relações Étnico-Raciais tem seu processo continuo, e não só um período que prevê dentro do ano letivo.
  • Torna-se imprescindível o trabalho de relações étnico-raciais desde muito cedo, pois devemos ofertar reapresentações significativas que mostrem as crianças desde sempre, que somos sujeitos diferentes, que cada um tem uma origem, uma historia, e que todos devem ser respeitados.
  • Devemos ofertar recursos para esse autoconhecimento, tais como: gráficas, literárias, artísticas que contemplem uma diversidade. Para isso, devemos promover a construção da compreensão de si, do mundo e das relações étnico-raciais do grupo.
  • Utilizaremos como base do projeto as referências bibliográficas, com os livros “historia e cultura africana e afro-brasileira na educação infantil” (projeto Griô) e a “Cor da Cultura”- caderno 5 Saberes e Fazeres- Modo de Brincar.

OBJETIVO GERAL

Utilização dos conteúdos das biografias escolhidas para promover de forma interdisciplinar e valorizar os conhecimentos prévios dos alunos, como determina a metodologia Pedagogia dos Projetos Griô e caderno 5 Saberes e Fazeres- Modo de Brincar dos livros acima citados para construção de uma identidade étnico-racial.

OBJETIVO ESPECÍFICO

Despertar no aluno o desejo de escutar e ler contos de origem africana, proporcionando o desenvolvimento da linguagem oral e escrita, mesmo de forma não convencional, promovendo o fortalecimento da autoestima, evidenciando o orgulho de pertencer a um grupo étnico-racial onde sua cultura, sua história, seja valorizada e respeitada.

DESENVOLVIMENTO

As atividades propostas para o desenvolvimento do projeto terá como base orientações e sugestões dos livros “historia e cultura africana e afro-brasileira na educação infantil” (projeto Griô) e a “Cor da Cultura”- caderno 5 Saberes e Fazeres- Modo de Brincar.

A primeira etapa do projeto será de conhecimento de si próprio e sua Ancestralidade do projeto Griô referidas nas paginas 45 á 50 do livro.

As atividades serão desenvolvidas a partir dos contos de origem africana e destacaremos os mais significativos para realização da atividade de Contação de historias Africanas do projeto Griô referidas nas paginas 67 á 73.

– Estabelecer na roda de conversa o dia da Leitura de Imagem;

– Expor em lugar acessível às crianças as imagens que mais despertaram interesse;

– Oportunizar conversas refletindo sobre as questões que apareciam na roda.

– Leitura de livros e apresentação de cartazes.

– Painel das atividades.

– Apresentar aos pais o projeto e também refletir com eles os livros trabalhados em sala.

– Exposição na Mostra Cultural.

RECURSOS:

Livros: Bruna e a galinha d’Angola”, “Pai Adão era nagô, Bichos da África”, volume 1,2,3 e 4, “Contos africanos para crianças brasileiras”, “Contos ao redor da fogueira”, “O filho do vento”, “Cada um com seu jeito, cada jeito é de um”, “Omo-Oba-Histórias de Princesas” , “O cabelo de Lelê”, “As famílias do mundinho”, “Diversidade”, dentro outros.

AVALIAÇÃO:

Registro e observações dos conhecimentos e fatos que serão apresentados/construídos pelas crianças como, por exemplo, relatos, fotos, produções das crianças, assim avançar na construção de uma identidade.

Flávia Aparecida Coelho.