Tarefa 6 – Curso EDH – Fabiana de Souza Silva Guimarães

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Fabiana de Souza Silva Guimarães

Função

Prof de Educacao infantil e Fund I

DRE / Unidade Educacional

São Mateus

Escola

Emei Prof Manoel de Alvarenga Freire Junior

Objetivos pretendidos com a atividade proposta: 

  • Expressar desejos, pensamentos e sentimentos por meio da interação com a literatura infantil, a fim de despertar desde os primeiros anos de vida, o estímulo e o gosto pelos livros 
  • Usar a linguagem oral para conversar, comunicar-se, relatar suas vivências e expressar desejos, vontades, necessidades e sentimentos nas diversas situações de interação presente no cotidiano 
  • Desenvolver a autoestima 
  • Trabalhar a questão da diversidade diariamente em sala de aula 
  • Construir identidades raciais e de gênero positivas 
  • Estimular o respeito às diferenças 
  • Envolver-se em várias situações de comunicação 
  • Fazer escolhas de livros para leitura e apreciação 
  • Recontar histórias 
  • Ter independência e confiança em escolhas e ações 
  • Apreciar a leitura de textos apresentados pelas professoras e pelas outras crianças 
  • Conhecer diferentes gêneros literários orais e escritos 
  • Manusear diferentes tipos de livros 
  • Valorizar e adquirir atitudes de cooperação e solidariedade 
  • Valorizar as diferenças e as escolhas dos colegas 
  • Proporcionar situações de valorização da diversidade 
Descrição da atividade: 

Tendo em vista a diversidade que compõe não só a comunidade em que trabalho, mas o Brasil, aliás, o mundo como um todo, vejo como de suma importância trabalhar o tema “Gênero e Diversidade” desde cedo com  crianças da Educação Infantil. Desta forma, acredito que ao tratar esse assunto com as crianças as levariam a dialogar sobre o tema, tratar de fatos ocorridos com elas no seu cotidiano (inclusive na escola), solucionar conflitos pertinentes ao assunto (que são frequentes também na Educação Infantil), levar os pequenos a refletir e a respeitar o diferente e as escolhas dos demais indivíduos. 

 

  • ETAPAS 
  1. Roda de Conversa: abordando o tema: coisas de menino e menina, negros, índios, apelidos, etc. 
  1. Roda de Manuseio: disponibilizar os livros que serão lidos para turma para que possam folhear, manusear, observarem as ilustrações e cores utilizadas (No momento da seleção dos livros, selecione livros levando em conta se eles promovem a igualdade entre negros e brancos, homens e mulheres, pessoas com deficiência e grupos de diferentes culturas). 
  1. Roda de leitura a ser realizada: 1 vez por semana na sala de aula e mensalmente envolvendo todas as salas. 
  1. Roda de Intercâmbio: Após cada leitura, para que as crianças possam compartilhar suas ideias e desdobramentos sobre o tema. Desta forma, a professora irá incentiva-las a falar sobre as diferenças abordadas em cada leitura, do respeito a essas diferenças, além de ressaltar e valorizar os comentários feitos pelas crianças levando todos a refletirem. 
  1. Ao final das leituras, disponibilizar novamente os livros para que as crianças possam manuseá-los, fazerem seus comentários sobre a leitura com os colegas e professoras, recontar a partir das imagens, tratar dos fatos tratados no decorrer das Rodas. 
  1. No dia a dia na escola, ajudá-los a refletirem sobre os acontecimentos referentes às diversidades se remetendo às leituras e conversas realizadas. Ao notar manifestações de preconceito, intervir mostrando a importância do respeito às diferenças e da auto aceitação. Uma boa estratégia é apoiar-se nos exemplos trazidos pelo material selecionado. 
Espaço físico onde deve ou pode ser realizada a atividade: 

  • Sala de aula  
  • Área externa 
  • Cantinho da Leitura 

 

Material necessário: 

  • Livros 
  • CD 
  • DVD 
  • Brinquedos 

 

Meio de comunicação a ser utilizado, caso necessário: 

  • Roda de conversa  
  • Roda de leitura 
  • Roda de intercâmbio 
  • Roda de manuseio 
  • Intervenções, quando necessário 
Tempo necessário à realização da atividade: 

a) Para planejamento: 1 dia para ler e selecionar o livro da semana 

 

b) Para execução: realizar a leitura e as 4 rodas, uma vez na semana. Aproximadamente 50 minutos. 

Número ideal de participantes: 

  • 25 crianças e 1 professora (quantidade de alunos da sala) 
Descrição dos/as participantes: 

  • As crianças são da Educação Infantil entre 4 e 6 anos de idade, que estudam na EMEI. 
Avaliação: 

  • A avaliação será contínua.  
  • Observações, anotações e registros do comportamento em relação às questões de raça, gênero e deficiência feitas pela professora poderão ser feitas no diário da classe.  
  • Registro com fotos, considerando também as produções da turma como desenhos e cartazes para identificar os que precisam de apoio para aceitar sua identidade e a dos colegas.  
  • Roda de conversa para ouvir o que as crianças acharam da atividade. 
Outras informações pertinentes: 

Para que a postura em casa ajude a iniciativa na escola, envolva os pais no trabalho. Organize uma reunião com eles para explicar a importância de abordar a diversidade no dia a dia. Estimule que cada um faça um exame crítico de seu próprio comportamento, refletindo sobre como isso influencia os pequenos. 

O professor deve sempre buscar novas formas de agir e proporcionar novos desafios às crianças. 

A leitura com intencionalidade para as diversidades permite e proporciona mudanças no brincar, agir e pensar de uma criança.  

Não se tem certeza de que a criança vá agir, com esse projeto, como desejado, mas com os conhecimentos adquiridos e repassados aumentamos as chances de que ela se torne cidadã ciente e consciente de seus direitos, deveres e respeito com o próximo e com si mesmo. 

 

OBSERVAÇÃO:  

Esse trabalho de intervenção foi realizado por mim na minha unidade escolar após o curso da UFABC de Gênero e Diversidade na escola, consegui usar conhecimentos adquiridos com o curso e colocar em prática com minhas crianças,  dessa maneira, mobilizar e influenciar outras professoras para aderirem ao projeto e falarem mais sobre gênero e diversidade. 

Foi um projeto muito produtivo e percebi, por meio das conversas e brincadeiras com as crianças como elas se tornaram mais dispostas, tolerantes, criativas e conscientes. 

Trabalhar com temas como relação étnico-raciais, educação inclusiva, gênero e sexualidade, direitos humanos e outros são importantes para uma educação comprometida com a democracia e faz parte do nosso trabalho como educadores inserir isso em um dialogo construtivo com nossas crianças e com a comunidade do entorno, fazendo com que haja um crescimento da consciência coletiva e empatia ao próximo.