Tarefa 6 – Curso EDH – Eliane Vieira da Silva Santana

Data

23 de julho de 2020

Cursista

Eliane Vieira da Silva Santana

Função

Professora de Educacao Infantil

DRE / Unidade Educacional

Capela do Socorro

Escola

CEI Jardim Silveira

 

TEMA: Respeitando o outro por meio do brincar.

 

INTRODUÇÃO

A escola é um espaço significativo principalmente para a criança que começa a ter o primeiro contato com o mundo (as coisas/ objetos) e o social (troca de experiências com outras pessoas). Com isso é evidente que é registrado na vida da criança (futuramente) as primeiras experiências vivenciadas.

Sabemos que é função da escola acolher a todos, mas que ainda precisa trilhar um caminho para que isso de fato aconteça. Como o brincar é de suma importância na educação infantil e é onde as crianças começam a se perceber e a perceber o outro, por meio de experiências lúdicas possibilitaremos diferentes situações nas práticas diária do professor para que as crianças e bebês cresçam respeitando a todos em suas especificidades. No lúdico recriam e criam por meio da imaginação a realidade. Temos um currículo escolar voltado para uma visão eurocêntrica, desconsiderando a contribuição de outros povos como: africanos e indígenas para a formação da nação brasileira. Não se trata de supervalorizar uma etnia em detrimento da outra, mas de reconhecer que todos devem ser acolhidos (as) em suas singularidades em qualquer que seja o ambiente. A educação integral pressupõe a existência de práticas pedagógicas como forma de enfrentamento do racismo e das desigualdades sociais naturalizadas.

Essa prática de leitura e sacola viajante já temos no CEI (Centro de Educação Infantil) mas precisamos aprimorar sempre quando se trata de educação.

 

FAIXA ETÁRIA: Berçário II (Entre 1 ano até 2 anos e meio  de idade).

FINALIDADE: Por meio das experiências propostas de leitura, cantigas,  musicas possibilitar a construção da identidade dentro da diversidade cultural que estamos inseridos para que todos  cresçam e desenvolvam se sentido se  representados nas historias músicas , contos. Por meio de caixas de brinquedos diversificados com bonecas negras, indígenas, bonecas com óculos, carrinhos, onde os pequenos podem brincar sem distinção, com cestos do tesouro e sonoros utilizando materiais não estruturados, ampliando assim o desenvolvimento integral dos bebes e crianças com memórias positivas. Esse projeto terá a duração de 1 ano letivo. Cabe, portanto, a cada um de nós fazer escolhas de práticas  que amplie  o desenvolvimento de  bebês e crianças para que cresçam convivendo e criando uma cultura de paz.

OBJETIVOS:

  • Construir memórias positivas nos bebês e crianças.
  • Planejar práticas pautadas no reconhecimento da diversidade por meio de:
  • Contação de histórias que é uma maneira lúdica que envolve personagens e os bebês e crianças vão se percebendo nesse contexto conforme a ampliação da linguagem e desenvolvimento dos mesmos.
  • Diversidade cultural/musical encontrada no local em que vivemos e trazer à tona toda riqueza, a beleza e os benefícios que o trabalho com a música tradicional dos povos aqui presentes pode trazer, tanto para nós enquanto educadores, mas, sobretudo para nossos bebes e crianças.

METODOLOGIA/ ESTRATÉGIA:

  • Músicas (popular, africanas, indígenas ) ampliando o desenvolvimento da linguagem e repertório dos bebês e crianças.
  • Teatro de fantoches
  • Sacola viajando na leitura (Projeto no qual vai uma sacola contendo um livro para a família ler em casa com seus bebês e crianças de matriz africana ou indígena)
  • Cesto do tesouro (bucha, colher de pau, pinha.)
  • Cesto Sonoro (garrafinha sonora, molho de chaves, tampa de panela)
  • Caixa de bonecas (representativas de pano com bonecas negras, brancas, indígenas)
  • Caixa de carrinhos

 

  • Livros selecionados:
  • As tranças de Bintou /Sylviane Anna Diouf
  • Tanto, tanto!, de Cooke, Trish, Oxenbury, Helen na Amazon.
  • O cabelo de Lelê / Autora: Valéria Belém
  • Betina, de Nilme Lino Gomes (Mazza Edições)Tanto, Tanto
  • Cada um com seu jeito, cada jeito é de um!de Lucimar Rosa Dias (Editora Alvorada)
  • Boca de Noite – Autor: Cristino Wapichana
  • Tem Tupi na Oca e em Quase que se Toca – Autor e ilustrador: Walther Moreira Santos

 

BIBLIOGRAFIA: