Tarefa 6 – Curso EDH – Debora Vasni de Carvalho Rocha

Data

4 de julho de 2020

Cursista

Debora Vasni de Carvalho Rocha

Função

Professora de Educação Infantil

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

EMEI Samuel Wainer

Introdução:  

O presente material tem a finalidade de contemplar as necessidades atuais em face ao retorno às atividades escolares, na compreensão  de que será necessário organizar uma proposta de acolhimento em virtude ao longo período de suspensão das atividades presenciais com foco no desenvolvimento das habilidades socioemocionais. Considera-se assim de extrema importância o zelo pela maneira como as crianças respondem às situações vivenciadas, sendo a escola fundamental neste processo.  A proposta versa sobre a articulação com o currículo no que tange subsidiar ações futuras.

Tema proposto: Competências socioemocionais

Justificativa:  A sequência didática refere-se ao trabalho acerca das competências socioemocionais tendo em vista a questão emergente relacionada a pandemia do covid-19, desta forma a proposta torna-se relevante no que tange a retomada das atividades, será necessário então prever ações voltadas ao acolhimento e às questões socioemocionais.

Público-alvo: Estudantes da educação infantil – 5 anos de idade.

Finalidade : A intenção educativa refere-se a acolhida dos estudantes na retomada às aulas, tendo em vista o respeito às suas vivências neste período de distanciamento social, compreendendo assim a maneira como se sentem diante as situações experienciadas, auxiliando-os a superar os desafios decorrentes desta situação emergencial.

Objetivos/Resultados esperados : A proposta versa sobre acolher as crianças e suas famílias, auxiliar no processo de retomada dos conteúdos tendo em vista o foco na questão emocional, ofertando ações que promovam o diálogo, a interação e a brincadeira, o espírito colaborativo, a empatia , a resiliência, a capacidade de superar obstáculos e a adaptação às mudanças.

Tempo previsto: 2 semanas

Atividades da sequência didática:

  1. Acolhimento : Roda de conversa tratando do tema relacionado à pandemia, apresentando imagens relacionadas, como fotografias de pessoas andando na rua com máscaras, imagens da escola vazia e crianças dentro de casa. Incentivar as crianças a falarem sobre os seus sentimentos e emoções ao observarem as imagens.
  2. Roda de leitura: Contar a  história da “tartaruguinha” utilizando recursos diversos para ilustrar as cenas, dentro do contexto que a personagem ao sentir diferentes emoções como medo, tristeza, ou raiva, recolhe-se em seu casco. Essa história remete à questão de que é normal sentir diferentes sensações e sentimentos devido às experiências cotidianas, desta forma será trabalhado o aspecto relativo ao controle emocional.
  3. Brincadeiras de expressão corporal: Realizar a brincadeira relacionada a história da tartaruguinha, permitindo que as crianças vivenciem a experiência vivida pela personagem, e ao término realizar um relaxamento em face da posição da tartaruga ao se recolher em seu casulo.
  4. Construção de brinquedos com materiais não estruturados: Realizar a construção do pote da calma junto às crianças, utilizando garrafas pet vazias, água, purpurina, lantejoulas, e retalhos de eva. Ao término da confecção, relacionar o movimento dos itens dentro da garrafa, às experiências negativas vivenciadas, demonstrando que pouco a pouco as coisas se acalmam e voltam ao seu devido lugar. Relacionar essa experiência ao controle das emoções diante as situações vividas durante o período da pandemia.
  5. Brincadeiras corporais: Realizar brincadeiras que promovam os exercícios respiratórios como cheirar a flor, sopra a vela, soprar a bexiga, soprar a bolha de sabão, soprar o barquinho de papel, desenvolvendo assim o controle das emoções por meio do exercício respiratório.
  6. Brincadeira musicais: Apresentar a música “Cara de quê?” relacionando os movimentos corporais as comandas apresentadas durante à musica.
  7. Jogo das emoções: Apresentar imagens de diferentes expressões faciais e pedir aos estudantes que expliquem qual é a emoção transmitida, por fim solicitar que cada um escolha a imagem que reflete o que está sentindo no momento pedindo que seja explanado o motivo para a escolha.
  8. Plantio: Realizar o plantio de sementes, acompanhando o processo de evolução e crescimento, relacionar a experiência com o trabalho de autocontrole e combate à ansiedade.
  9. Leitura feita pelo professor: Livro – “Quando me sinto” – Trace Moroney – Editora Ciranda Cultural. Fomentar o diálogo e a participação das crianças relacionando a abordagem do texto com os sentimentos experienciados pelo grupo.
  10. Registro: Finalizar a sequência didática com o registro autônomo das crianças tendo em vista a retomada dos conteúdos abordados.

Habilidades desenvolvidas:

Autoconciência; autogestão; consciência social; habilidades de relacionamento e tomada de decisão responsável.

Avaliação:

Dar-se-à por meio do acompanhamento do professor, na escuta atenta do processo e na verificação da construção das hipóteses das crianças durante a participação coletiva e individual.

O processo será registrado por meio de portfólios e/ou almanaques para estudos posteriores acerca das ações e resultados alcançados.

Referências bibliográficas

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/implementacao/praticas/caderno-de-praticas/aprofundamentos/195-competencias-socioemocionais. Acesso em: 04 de julho de 2020.