Tarefa 6 – Curso EDH – Daniele Marques dos Santos Barreto

Data

26 de julho de 2020

Cursista

Daniele Marques dos Santos Barreto

Função

Prof Educação Infantil

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

CEI CEU ALVARENGA

Tarefa

Tema: Raça e Relações étnico-raciais: Branquitude e algumas questões étnico-raciais

Justificativa: Na unidade educacional em que trabalho algumas crianças não pegam as bonecas pretas para brincarem e não sabem dizer o por quê não escolhem elas para brincarem. Infelizmente existem conflitos entre as crianças, em que algumas escolhem com quem quer brincar, analisando o cabelo. Educar as crianças de hoje, para a construção da sociedade do futuro. Por esses e outros motivos acredito ser muito importante trabalhar questões étnico-raciais com as famílias e crianças.

Publico Alvo: Educação Infantil – crianças de 3 a 4 anos e as famílias

Finalidade: É fundamental mostrar e estimular a importância  de respeitar as diferenças para as crianças pequenas, mesmo com pouca idade. Também o  combate a todas as formas de preconceito deve ser prioridade desde os primeiros anos da educação infantil. Ainda, todos do grupo raciais devem e precisam  ser representados na unidade escolar e em todos os lugares, isso contribui para autoestima e contribui para a construção da identidade da criança. Incluindo a família torna-se ainda mais interessante e positivo, pois quanto mais os pais se envolvem na aprendizagem da criança e o acompanha nas atividades escolares, com certeza melhores são os resultados e terá maiores incentivos para o sucesso do aluno. Afinal as famílias tem papel ainda mais fundamental nesse processo de educar racialmente.

Objetivos: Garantir uma educação que supere o racismo e discriminação;

Promover a igualdade racial;

Conscientizar as famílias.

Duração:  Aproximadamente 1 mês

 

Atividades:

1° momento: Roda de conversa sobre o tema em questão (relações étnico-raciais), ouvir as hipóteses das crianças. Essa roda de conversa pode ser realizada com frequência, enquanto realizar as demais atividades (assim as crianças poderão compreender melhor a proposta);

2° momento: Contar a história “O cabelo de Lele” que aborda a beleza do negro. Deixar as crianças manusearem e verem as imagens do livro. Interessante contar uma história por semana. Sugestão de demais livros para promover a representatividade racial: “Menina bonita do laço de fita”; “O menino Nito”.

3° momento: Contar uma história com fantoches que trazem os negros como protagonistas (temos fantoches de feltro na unidade em que trabalho);

4° momento: Confecção de um cartaz. “Assim como as flores pessoas tem cores diferentes”. Pedir as famílias que enviem fotos das crianças (do rosto). Para cada umas das fotos, faça flores coloridas. Cole a foto da criança no miolo da flor. Expor  nos espaços da unidade escolar. Além de decorar irá atrair as demais crianças para o tema proposto, envolvendo todos da unidade.

5° momento: Após todas essas conversas e contações de histórias, agora é o momento de pedir para as crianças se desenharem, com giz de cera. Colar os cabelos com lã. Oferecer lãs coloridas e deixar a criança se identificar com uma cor, a partir disso realizar mais diálogos. Enfatizar a beleza de cada um. Expor o trabalho feito por eles.

6° momento: Convidar as famílias para um bate papo/diálogo sobre relações étnico-raciais e apreciação dos trabalhos desenvolvidos pelas crianças.

Outra sugestão é sugerir para as famílias voltarem em outro momento também para apresentarem suas histórias, expor temas ou algo que saibam e queiram dividir para enriquecer esse trabalho, sobre relações étnico-raciais (brincadeiras, mostrar fotos, histórias afro-brasileiras e africanas, etc). As famílias também tem muito a oferecer ao ensino promovido pela escola. Essa ação com as famílias contribuirão para trocas de experiências. Procure identificar horários convenientes para a realização destes eventos, incentivando a participação.

Avaliação: Na educação infantil a avaliação é um processo contínuo, por meio de registros, fotos e vídeos de todo o processo de desenvolvimento da criança nas atividades propostas.