Tarefa 6 – Curso EDH – Daniela Gelain

Data

5 de agosto de 2020

Cursista

Daniela Gelain

Função

Assist de Diretor de escola

DRE / Unidade Educacional

São Miguel Paulista

Escola

EMEF professor Fernando de Azevedo

Cursista: Daniela Gelain

Email: [email protected]

Sequência de Atividades/ Educação em Direitos Humanos

 

Tema: Educar, Refletir e Conviver na Escuta e no Respeito

 

Justificativa: Partindo do pressuposto de que o ambiente escolar  é plural, ou seja, é compartilhado por pessoas diversas, com pensamentos e culturas diversas, é também um ambiente de fala e de escuta, de diálogo e resolução de conflitos a todo momento, a presente Sequência de Atividades visa promover momentos de reflexão, diálogo e exposição dos mais diversos modos de viver e agir, na busca da aceitação e do respeito mútuo daqueles que, diariamente habitam os espaços da Escola.

Público Alvo: Alunos do Ensino Fundamental 1 e 2, Grêmio Escolar, Agentes escolares e ATE’s, Professores, Coordenação e Direção.

Finalidade/ Intencionalidade: Promover, através do diálogo e das rodas de conversas, a cultura da paz, do ouvir e do falar, da reflexão, da educação, da aceitação e do respeito entre as pessoas.

Objetivos/ Resultados Esperados: que os atores da Escola, ou seja, cada um que compõe o ambiente escolar entenda o seu valor, o seu papel, a sua importância, a importância do diálogo na resolução de qualquer conflito ou problema e que seja além de um “receptor” de informações, um agente na cultura da paz e da boa convivência, que seja consciente de seus direitos e deveres e acima de tudo apaziguador e combatente nas situações que venha a presenciar, sejam elas de racismo, preconceito, discriminação ou quaisquer outra situação que venha a prejudicar algum indivíduo por conta de suas escolhas, classe social, etc.

Duração: Durante todo o ano letivo.

Atividades: A cada 15 dias, as turmas, a partir dos 4ºs anos, até os 9ºs deverão, de acordo como uma prévia organização feita pelo Coordenador Escolar, para definição de datas e ambientes da escola,  em conjunto com o professor regente ou o professor coordenador, pensar em um tema ”polêmico” pra apresentação de teatro, slam, poesia, cartazes, músicas ou palestras.

A ideia inicial é que eles escolham duas salas (turmas da Unidade) para a realização de sua apresentação. (Por exemplo: O 5ºano A irá apresentar um teatro para o 5º ano B e o C). Sendo assim, que aconteçam rodízios de apresentações (para que todos sejam contemplados) e que os temas escolhidos sejam aqueles que as pessoas precisam falar, mas não falam muito a respeito (homossexualidade,  racismo, constituição familiar, bulling, vulnerabilidade, entre outros), obtidos através de sorteio.

Essa apresentação das turmas pode ter a durabilidade de 20 minutos, por exemplo e na sequência haverá sempre o fechamento com a roda de conversa, onde os adultos presentes farão a mediação entre perguntas e respostas, contação de casos e opiniões, fechando assim a atividade e promovendo as devidas reflexões. Ao final de cada apresentação, pode ser confeccionado um mural coletivo, onde os alunos escreverão as palavras referentes aos sentimentos vividos no dia.

Avaliação: Os resultados devem ser obtidos através da observação de como estão sendo geridos e conduzidos os conflitos entre os próprios alunos, quais temas ainda precisam ser mais trabalhados entre os mesmos e quais posturas já foram agregadas positivamente.