Tarefa 6 – Curso EDH – Claudineia Novais Pereira da Silva

Data

6 de agosto de 2020

Cursista

Claudineia Novais Pereira da Silva

Função

Professora

DRE / Unidade Educacional

Santo Amaro

Escola

Emei Machado de Assis

Segue atividade do curso

 

Tema

Desenvolvimento a empatia e respeito a diversidade

Justificativa

trabalho em um Cieja (centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos), o qual temos muitos alunos com deficiência, idosos, muitos jovens e recebemos este ano uma pessoa Trans.

Por conta da própria diversidade dentro da escola, temos alguns problemas , por exemplo idosos, que acham que jovens não deveriam estar na escola, jovens que não aceitam e não tem paciência com os especiais, e senhoras que por conta da religião tem dificuldade de lidar com pessoas com opções de gêneros .

Público

Do público jovem com idade dos 15 a adultos de até 85 anos, temos um público bem diversificado

Finalidade

A intensão e fazer com que os estudantes, tenham a consciência que a escola é um direito de todos, que cada pessoa tem sua particularidade e que ela precisa ser respeitada. Mostrar que os deficientes também tem o direito de frequentar e aprender no seu tempo, e que suas necessidades sejam físicas ou intelectuais deve ser respeitada amplamente.

Objetivos/resultados esperados

Diminuição dos conflitos e o respeito entre os alunos de forma, que cada particularidade seja respeitada, principalmente o direito de estar dentro da escola e apreender no seu tempo.

Atividades que comporão a sequência

Faremos inicialmente uma semana de sensibilização com todos os alunos, trazendo falas e depoimentos de alunos.

 

Estudo das leis

Vídeo e Música:

https://youtu.be/aSVBakv_2jY

https://youtu.be/tYfC0N79A5A

https://youtu.be/__VjbxrSeNs

https://youtu.be/U4EJLzApZDo

Filmes:

 Voices

“Voices” foi um filme produzido para que as pessoas com deficiência sejam ouvidas. Elas compartilharam suas experiências, ambições, sucessos e desafios que enfrentam em sua vida diária.

O poder da empatia

Outra animação da RSA Animate. Este pequeno vídeo nos lembra que, para sentir empatia, é preciso primeiro entrar em contato com o nosso próprio curso, entendendo nosso lado vulnerável (e talvez mais importante, resistir à tentação de impor a nossa visão de mundo nos problemas de alguém). Um lembrete breve e espirituoso do poder de mudar o mundo a partir da empatia.

Intocáveis

Philippe (François Cluzet) é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, ele decide contratar Driss (Omar Sy), um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado. Aos poucos ele aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe, por sua vez, se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um pobre coitado. Aos poucos a amizade entre eles se estabelece, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.

12 anos de escravidão                                                                                                     Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos ele passa por dois senhores, Ford (Benedict Cumberbatch) e Edwin Epps (Michael Fassbender), que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.

Dinâmicas

Somos iguais e diferentes

Tempo do Projeto

Este projeto não tem um tempo determinado, pois depende de como as relações se darão, faremos oficinas pelo menos 1 vez na semana para tratar os assuntos