Tarefa 6 – Curso EDH – CAROLINE DE SOUZA FARIA

Data

3 de agosto de 2020

Cursista

CAROLINE DE SOUZA FARIA

Função

PEI

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

CEI Juscelino Kubitschek pres

Tema : Falando com as Mãos

Justificativa – porque você escolheu essa questão

Pensando em inclusão, é importante que as crianças pequenas já nos primeiros anos de vida conheçam a língua de sinais e que alguns amigos podem se expressar de maneiras diferentes, desta forma elas podem interagir sem muita dificuldade, tenho visto que as crianças de CEI tem dificuldade de interação com o passar dos anos, pois quando elas já começa a se relacionar conversando entre si, elas se afastam das crianças que não se comunicam como elas, assim essas crianças acabam ficando mais introvertida e isolada . Para que isso não aconteça, é preciso trazer para as crianças a realidade de quem tem deficiência, assim podemos sensibilizá-las para as diferenças.

Público alvo : Este trabalho será realizado com agrupamentos de CEI de MG II (faixa etária de 3 a 4 anos de idade)

Objetivos: Oferecer a elas não somente as vantagens e os benefícios comprovados em pesquisas internacionais, mas de promover a Libras, mais também de aprender sobre a cultura surda e, possibilidade de poder se comunicar com seus pares diferentes valorizando a diversidade desde a Educação Infantil.

 

Duração –  Será um trabalho com uma duração flexível, vendo como a turma ira lidar com a temática podendo ser prologando ou reduzido, mas a previsão será de 3 meses .

Rotina

Segunda -feira : Roda de conversa

Terça-feira : Roda de história

Quarta-feira: : Roda de música

Quinta-feira: Jogos e brincadeiras

Sexta-feira:  Avaliação semanal

 

As atividades que comporão a sequência

Rodas de conversas: durante as rodas de conversa, será ensinado algumas palavras importantes para faixa etária que facilitem a interação entre as crianças e professores como por exemplo: Água, banheiro, brincar, alguns vestuários , pedir obrigada, desculpa, com licença, por favor, bom dia etc. conforme a necessidade e curiosidade da turma.

Rodas de Músicas: meu pintinho amarelinho, o sapo não lava o pé, dona aranha, etc. músicas fáceis e apropriadas para faixa etária. (todas em libras).

Rodas de Historias: nossas rodas de histórias será contada a partir do olhar do surdo, e em algumas situações como as pessoas ouvintes imaginam como é a vida da pessoa surda como por exemplo a história: “O mundo das bocas mexedeiras” que  retrata a história de Ana, uma menina com um grande mistério a resolver: por que quando as pessoas ao seu redor mexem a boca e conseguem o que querem, seja na escola, seja na padaria, seja no mercado, e ela mexe a boca do mesmo jeito e ninguém a compreende? E mostra, com sensibilidade e clareza, às crianças e adultos, surdos e ouvintes como a descoberta da surdez e a prática da Língua de Sinais – LIBRAS representa um passo fundamental para a inclusão do surdo no mundo que o cerca.
E outros livros como “RAPUNZEL SURDA”, branca de neve (legenda em libras), Cinderela, (legenda em libras), bela adormecida(legenda em libras). Entre outras

Jogos e brincadeiras: jogos da memória (sinal e objeto), brincadeira de adivinha, mimicas, quebra cabeça, entre outros.

Avaliação:  Avaliação será feito semanalmente, sem caráter de promoção, através de observação, o que as crianças aprenderam, o que lembraram, o que mais gostaram durante a semana, o que será trabalhado novamente, e os comentários sobre nossas atividades semanais na visão da turma.