Tarefa 6 – Curso EDH – Areta Alem Santinho

Data

7 de agosto de 2020

Cursista

Areta Alem Santinho

Função

Assistente de Diretor de Escola

DRE / Unidade Educacional

Pirituba / Jaraguá

Escola

EMEF Ministro Aníbal Freire

Areta Alem Santinho – [email protected]

EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

NOME: ARETA ALEM SANTINHO

 

SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES EDH – DESAFIO DO CONTEXTO ESCOLAR

 

RELAÇÃO ESCOLA E FAMÍLIA

JUSTIFICATIVA

O contexto escolar é permeado por discursos que ressaltam a importância da família em seu ambiente. Muitos professores e funcionário apresentam como necessidade urgente a presença dos familiares dos alunos na escola para apoiar e contribuir no desenvolvimento educativo. Contudo, é comum que sua presença se dê apenas em momentos conturbados para reparar situações que parecem extrapolar a dinâmica cotidiana da escola. Também são convidados para participar de momentos como “reuniões de pais” – lugar em que a escola geralmente apresenta notas e rendimento dos alunos. Poucas são as situações de escuta atenta ou busca de percepções e pontos de vistas diversos às dos educadores.  Quando responsáveis pelos alunos surgem querendo participar da vida escolar ou compreender melhor seu funcionamento é frequente ser recebido de modo ressabiado ou ter seu ponto de vista deslegitimado. Também observamos que há diferença de acolhimento e dinâmica de mediação de conflito mediante a avaliação e julgamento de pressupostos de organização da vida privada dessas famílias.

 

FINALIDADE

A proposta desse trabalho é refletir sobre o acolhimento e participação da comunidade na escola com o propósito de ampliar sua presença e integração, além de promover escuta atenta de seus anseios e necessidades.

 

PÚBLICO ALVO

Professores e quadro de apoio.

 

OBJETIVOS

  • Compreender a diversidade das dinâmicas e organizações familiares;
  • Refletir sobre acolhimento da comunidade na Unidade Escolar;
  • Discutir formas de intervenção e mediação de conflitos;
  • Melhorar as relações interpessoais no ambiente escolar;
  • Estreitar a relação entre escola e famílias;
  • Compreender que a escola pode compartilhar o cuidado das crianças e adolescentes com as famílias;

 

ATIVIDADES

1° Momento

Considerando que educar é sempre um ato coletivo, portanto não restrito aos professores, esse primeiro momento é de escuta atenta e ativa às angústias e inquietações apresentadas por todos que compõe o quadro de funcionários da escola.

2° e 3° Momentos

Apresentar o caderno de apoio “Respeitar é preciso! – Respeito na escola” e promover a leitura compartilhada do capítulo II “Uma escola respeitosa para todos”. Discutindo o papel da escola na sociedade contemporânea.

4° Momento

Relembrar as considerações apresentadas pelo grupo no 1° momento e propor que reflitam sobre a constituição de suas organizações familiares e de seus alunos. A ideia é nesse momento perceber o a diversidade das conformações familiares e o quanto todas elas são legítimas. Nesse momento podemos apresentar o caderno “Diversidade e Discriminação” do material Respeitar é Preciso!

5°Momento

Após as leituras e reflexões sugeridas nos momentos anteriores, propor que façam uma reflexão sobre como recebemos e o quanto incentivamos a presença das famílias na escola. Elencar maneiras diversas do habitual para que ampliemos essa relação de maneira mais proveitosa e saudável.

 

DURAÇÃO

A sequência de atividade acontecerá em reuniões pedagógicas e momentos de formação dos professores e quadro de apoio e deve durar dois meses.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação será realizada a partir do acompanhamento aproximado das discussões e das elaborações propostas por professores e equipe de apoio.